Satsuma Gishiden Vol. 1

Hiroshi Hirata

A maior e mais consagrada obra do grande mestre dos mangás de samurai, Hiroshi Hirata, chega ao Brasil numa luxuosa coleção de três volumes! Este é o trabalho de um autor no auge de seu talento, que revela a brutalidade e a rebeldia dos homens convivendo lado a lado com temas como honra, companheirismo e dignidade.

R$69,90

549 em estoque

• Formato 15,5 x 22 cm
• 452 páginas em preto e branco
• Capa cartão com sobrecapa com verniz localizado
• Miolo em papel pólen bold 90 g/m²
• Acompanha marcador de página exclusivo

Normalmente comprados juntos:

++
Preço total:   R$164,70
  • "Intenso e cru, Satsuma Gishiden explora, de forma notável, elementos da cultura samurai. Um primeiro volume muito bom, que atiça o leitor para as próximas edições."
    Fora do Plástico
  • "A arte, super detalhada, está sensacional e é perceptível a evolução do mangaká, em relação a primeira obra do autor (O Preço da Desonra) que foi publicada pela editora."
    Bernardo Righi, Vida de Colecionador
  • "Está muito bonito o mangá. Está muito bem desenhado. São cenas do Hirata que parecem pinturas, fotografias... de tão belas que ele conseguiu transparecer."
    Reino dos Mangás
  • "A edição está maravilhosa. A história é magnífica, principalmente pra conhecermos melhor sobre os samurais. E a arte é sem palavras."
    Yan Brooks
CONHEÇA MAIS

Após a Batalha de Sekigahara, em 1600, o Japão vive um longo período de paz. No entanto, essa paz é apenas aparente… As guerras no campo de batalha cessaram, mas novos tipos de conflito brotaram na alma dos habitantes das províncias do país, principalmente entre os samurais, que perderam seu propósito de vida de uma hora para outra.

Afinal, o que faz um guerreiro sem guerra? Muitos deles agora se veem obrigados a realizar trabalhos comuns para sobreviver. Diariamente, esses samurais se digladiam com o severo código de honra que norteia suas vidas para tentarem se adequar aos novos tempos, que cada vez menos parecem precisar de suas habilidades com a espada.

Em um sistema em que as diferenças de classe impedem qualquer tipo de mobilidade social, muitos desses homens estão no limite e precisam encontrar algum subterfúgio para aplacar seus instintos.

Na região de Satsuma não é diferente: o clima de apreensão ganha ares de rebelião quando uma ordem expressa do governo demanda a realização de uma obra quase impossível de ser executada. O acirramento dos ânimos desses homens levará a desdobramentos que poderão tanto glorificá-los pela eternidade como decretar sua desgraça de uma vez por todas.

Satsuma Gishiden é um clássico gekigá (mangá de temática realista) sobre o começo do fim da era dos samurais. Publicado originalmente no Japão de 1979 a 1982, ele agora é apresentado em uma coleção fechada aos leitores brasileiros, em três volumes com sobrecapa com verniz localizado de alto relevo, papel de alta gramatura, miolo colado e costurado para o melhor manuseio na leitura, e marcador de páginas diferente em cada edição.

SOBRE O AUTOR

Hiroshi Hirata

Considerado uma lenda viva no Japão, Hirata nasceu em 1937 no distrito de Itabashi, em Tóquio. A carreira como desenhista teve início aos 21 anos, quando, após um encontro casual com um amigo dos tempos do ensino médio, Hirata, por motivos financeiros, se interessou pelos mangás e elaborou uma história de dezesseis páginas em apenas uma noite (Aizou Hissatsuken; “A Espada Mortal do Amor e do Ódio”, em tradução livre). Esse foi seu primeiro trabalho, que ele imediatamente conseguiu publicar, em 1958.

Seu estilo revela traços audaciosos e um grande conhecimento histórico de sua terra natal. Não por acaso, foram os gekigás, dramas com temática adulta e realista, que construíram sua trajetória. As tramas do autor costumam ser focadas nos menos favorecidos, que confrontam os interesses dos ricos e daqueles que detêm o poder.

Hirata foi o autor homenageado do Festival de Angoulême em 2009, na França, e em 2013 a Associação de Cartunistas do Japão concedeu a ele o prêmio MEXT (Ministério da Educação, da Cultura, dos Esportes, da Ciência e da Tecnologia do Japão).

Além de O Preço da Desonra: Kubidai Hikiukenin, publicado originalmente de 1971 a 1973, Hirata também é conhecido por diversas outras obras de samurai, sendo a principal delas a série Satsuma Gishiden: Crônicas dos Leais Guerreiros de Satsuma (1978), e pela criação da caligrafia do título do mangá Akira, de Katsuhiro Otomo.

Calígrafo renomado, apaixonado pela esposa e vidrado em eletrônicos de todos os tipos, de rádios a computadores, Hiroshi Hirata faz parte de um seleto rol de autores cujos trabalhos se engrandecem mais e mais com a passagem do tempo.

Como conteúdo extra gratuito deste lançamento, foi disponibilizada aqui mesmo nesta página uma grande entrevista com Hiroshi Hirata, feita pelo editor japonês Kentaro Takekuma e traduzida por Drik Sada (mesma tradutora do mangá), que fala bastante sobre sua vida e obra, ilustrada com dezenas de fotos. Conheça mais profundamente esse mestre dos mangás simplesmente clicando no botão “entrevista” no topo desta página.


Assista ao vídeo

Você também pode gostar de…