Moonshadow

J.M. DeMatteis & Jon J Muth

Reconhecida como a primeira graphic novel inteiramente aquarelada, a poética, filosófica e inovadora Moonshadow, um dos maiores clássicos das histórias em quadrinhos, retorna em uma edição definitiva completa e repleta de extras, incluindo o conto Adeus, Moonshadow, inédito no Brasil.

R$139,90

730 em estoque

• Formato 17 x 26 cm
• 540 páginas coloridas
• Capa dura com verniz, lombada redonda e fitilho marcador
• Miolo em papel couché brilho 115 g/m²

COMPLETE SUA COLEÇÃO

+
Price for all:   R$269,80
  • “Não apenas erudito, o objetivo de Moonshadow é ultrapassar todas as fronteiras das publicações comerciais e enveredar livremente pelo terreno da literatura. Um tour de force...”
    Science Fiction Age
  • “Cada página é deslumbrante... [Muth] abarca o bem-humorado e o majestoso com a mesma atenção... Por meio de sua arte, faz parecer que qualquer coisa pode acontecer, nenhum assunto é tabu e nenhuma cena é inadequada.”
    Laramie Martinez, Comic Bastards
  • “O trabalho [de DeMatteis] ressoa um equilíbrio perfeito entre a música das esferas e o Brooklyn. Ele fala com o melhor de nós sem esquecer o pior.”
    Michael Zulli
  • “Lindo, original, impressionante.”
    Ray Bradbury
  • “Uma fábula gráfica excepcional, contada com uma abordagem literária e sofisticação visual, que introduziu novos padrões e inspirações ao gênero.”
    Michael Moorcock
  • “Uma peça poética culta e fantasmagórica.”
    New York Daily News
  • “É adorável. Faz você se sentir bem com quadrinhos.”
    Frank Miller
  • “Esta versão recente de Moonshadow é ideal para leitores antigos, novos e que ainda estão por vir, e que poderão alcançar a estante e, tal qual Peter Pan e o protagonista da HQ, rumar para a segunda estrela à direita, direto até o amanhecer, embarcando num belíssimo 'era uma vez'.”
    Julio Cesar Gorzone, Universo HQ
  • “DeMatteis e Muth não desperdiçam uma página sequer das 12 edições, num ritmo contagiante de descobertas e decepções para o jovem Moonshadow.”
    Rodrigo Emanoel Fernandes, Universo HQ
CONHEÇA MAIS

Originalmente lançada em 12 edições, de 1985 a 1987, pelo selo Epic, da Marvel Comics, Moonshadow logo cativou todos os aficionados por quadrinhos e literatura e hoje é reconhecida como uma das graphic novels mais importantes do mercado norte-americano. Posteriormente, entre 1994 e 1995, foi republicada pelo selo Vertigo, da DC, quando ganhou novas capas e também uma edição extra, com um conto ilustrado que serve como epílogo da história.

Acompanhe a trajetória de Moonshadow, um jovem romântico, fruto do relacionamento de uma terráquea com um ser alienígena, durante sua jornada do despertar. Tendo vivido boa parte da existência em um zoológico espacial que reúne espécimes abduzidos de todo o cosmo pela misteriosa raça de esferas sorridentes conhecidas como Des-Mesu, o inocente Moon — cujo conhecimento das coisas se baseia apenas em livros e no que sua mãe hippie lhe contava — parte em uma aventura ao lado do patife Ira e do fiel gato Frodo, para descobrir que a vida é muito diferente do que ele imaginava… para bem ou para mal.

Ao longo de um mar de desbravamentos, vai-se costurando uma narrativa que discute vários assuntos de interesse humano, ao mesmo tempo em que Moonshadow amadurece e avança rumo ao seu destino. Política, religião, filosofia, sexo, amor, guerra, morte e vida são alguns dos temas habilmente abordados pelos autores conforme o nosso herói e sua trupe se envolvem nas mais distintas e fantásticas situações.

Este definitivo e atemporal “conto de fadas para adultos” é considerado o melhor trabalho do roteirista J.M. DeMatteis, que o define como “David Copperfield, de Dickens, encontra Sidarta no espaço”, e ganhou vida com as belíssimas ilustrações aquareladas de Jon J Muth, auxiliado por Kent Williams (Blood: Uma História de Sangue) e George Pratt (Às Inimigo) em algumas edições.

O volume da editora Pipoca & Nanquim foi feito com arquivos digitalmente restaurados pela Dark Horse (atual casa editorial da obra) e é apresentado em formato luxuoso, com capa dura, verniz localizado, lombada redonda e fitilho marcador. Além de compilar as 12 edições da série e o conto ilustrado, que se passa anos após o término da saga, traz também uma nova introdução de J.M. DeMatteis, todas as artes das capas originais e mais de 50 páginas de conteúdo extra, com páginas do roteiro, esboços e informações sobre as ideias preliminares que deram origem a uma das maiores e mais celebradas histórias de ficção científica e fantasia dos quadrinhos de que se tem notícia.

SOBRE OS AUTORES

J.M. DeMatteis

Nascido e criado no Brooklyn, em Nova York, John Marc DeMatteis era músico profissional e jornalista musical antes de entrar para o mercado de histórias em quadrinhos, no final dos anos 1970.

Ele escreveu os principais ícones da DC e Marvel Comics, incluindo as memoráveis sagas Homem-Arannha: A Última Caçada de Kraven, Doutor Estranho: Shamballa e Liga da Justiça Internacional (pela qual, com seus parceiros, Keith Giffen e Kevin Maguire, recebeu o prêmio Eisner); mas foi aclamado principalmente por suas graphic novels originais extremamente sofisticadas, como Seekers Into the Mystery, Blood: Uma História de Sangue, The Last One, Mercy, a autobiografia Brooklyn Dreams e a paradigmática Moonshadow, com arte de Jon J Muth, Kent Williams e George Pratt.

Seu sucesso nos quadrinhos o levou a trabalhos na televisão, onde escreveu roteiros para Liga da Justiça Sem Limites, Batman: Os Bravos e Destemidos, Os Jovens Titãs em Ação!, Constantine: City of Demons, entre outros; e no cinema colaborou com Batman vs. Robin e a sequência Batman: Sangue Ruim.

Recentemente, cuidou dos roteiros de Scooby Apocalipse, para a reformulação do Universo Hannah-Barbera lançada pela DC Comics.


Jon J Muth

O quadrinista e ilustrador Jon J Muth, pioneiro em oferecer aos leitores de quadrinhos uma experiência visual diferente da convencional, teve vários de seus trabalhos publicados em outros países além dos Estados Unidos, sua terra natal, mas, no Brasil, a primeira vez em que os leitores travaram contato com sua deslumbrante arte pintada foi na consagrada minissérie Wolverine e Destrutor: Fusão. A seguir, foi a vez de Graphic Album 1: Drácula, em que ele próprio adapta o texto do famoso romance homônimo.

Jon ilustrou a minissérie Mistério Divino, ao lado do cultuado roteirista Grant Morrison, e trabalhou pontualmente em títulos publicados pelo selo Vertigo, incluindo o icônico Sandman. Ele também se especializou em ilustrações para livros infantis, como As Três Perguntas, baseado numa história de Liev Tolstói.

Ao longo da carreira, Jon conquistou importantes prêmios, como o Indies Choice Book Awards, na categoria Livro de Ilustrações para Crianças, e a Medalha Caldecott.


Assista ao vídeo

Você também pode gostar de…