Maxwell, o Gato Mágico

Alan Moore

Antes de V de Vingança, Watchmen e O Monstro do Pântano, havia… Maxwell, o Gato Mágico! Conheça a primeira grande criação do gênio dos quadrinhos Alan Moore, escrita e desenhada por ele na forma de tiras, em uma edição de colecionador completa e inédita no mundo!

R$59,90

861 em estoque

• Formato 21 x 28 cm
• 132 páginas em preto e branco
• Capa dura com impressão em dourado e sobrecapa
• Miolo em papel offset 120 g/m²

COMPLETE SUA COLEÇÃO

++
Price for all:   R$279,70
  • “Quando a nova geração de historiadores/críticos reavaliar a história dos quadrinhos, (...) tenho a sensação de que Maxwell será devidamente reconhecida como obra de relevância.”
    Eddie Campbell (Do Inferno)
  • “Moore mira sua crítica política em uma ampla gama de assuntos, incluindo religiões organizadas, guerra, desemprego, demissões e greves. Ele é capaz de criticar e de tirar sarro de assuntos importantes por meio do pretexto de uma tira de jornal.”
    Andrew Edwards, sequart.org
  • “Um belo trabalho de resgate de um dos primeiros trabalho de Moore.⁣”
    Fora do Plástico
  • “Maxwell, o Gato Mágico vale pelo resgate histórico para deixar a bibliografia de um dos maiores autores dos quadrinhos disponível para os fãs.⁣”
    Samir Naliato, Universo HQ
CONHEÇA MAIS

Maxwell caiu na Terra vindo do espaço, mas ninguém até hoje conhece a sua verdadeira origem. O que se sabe é que ele é um gato falante que pousou na Inglaterra para abalar completamente a vida do garoto Norman Nesbitt e arredores. Suas histórias foram contadas em tiras semanais publicadas pelo jornal britânico Northants Post (da cidade natal do autor), entre 1979 e 1986, e oferecem aos leitores a oportunidade de conhecer uma faceta única de Alan Moore, que, com seu humor ácido, encontrou em Maxwell o personagem ideal para criticar os descalabros sociais, políticos e culturais que assolavam o país e o mundo na época, e que continuam relevantes até hoje!

A edição da editora Pipoca & Nanquim é a única no mundo que resgata TODAS as tirinhas do gato mágico (inclusive uma que era considerada perdida), submetidas a um cuidadoso processo de restauração, e contém ainda prefácio do desenhista Eddie Campbell (Do Inferno), posfácio do próprio Alan Moore, uma galeria de arte exaltando toda a exuberância felina de Maxwell por artistas como David Lloyd (V de Vingança, Kickback), Kevin O’Neill (A Liga Extraordinária, Marshal Law) e Brian Bolland (A Piada Mortal, Camelot 3000) dentre outros extras que evidenciam por que essa é uma das obras mais importantes da carreira do mago dos quadrinhos.

A edição nacional também traz uma matéria abrangente a respeito da trajetória do autor desde os seus primórdios, quando deu uma guinada em sua vida profissional ao adotar a filosofia de “trabalhar apenas com o que gosta”, o período em que Maxwell, o Gato Mágico conviveu com outros trabalhos (também fazendo aparições especiais nessas mesmas histórias) conforme as obras de Moore alcançavam êxito mundial, e até mesmo aquela que é considerada a última tira do bichano, lançada originalmente em 2016 para finalizar não apenas as histórias de Maxwell, como também encerrar a história do jornal Northants Post.

SOBRE O AUTOR

Alan Moore

Nascido em 1953 em Northampton (Inglaterra), onde sempre morou, Moore estreou como escritor no final dos anos 1970, trabalhando com os quadrinhos em tiras de jornais como Maxwell, o Gato Mágico. Poucos anos depois, já era um roteirista consagrado, graças a obras seminais como Watchmen e V de Vingança. No fim dos anos 1980, cansado das grandes editoras e do gênero super-heróis, fundou a própria casa editorial (que teve vida curta), e se dedicou à criação de histórias adultas e fechadas, como Do Inferno e Um Pequeno Assassinato. Logo depois, retornou ao grande mercado com títulos como A Liga Extraordinária, Promethea, Tom Strong, entre outros. Tem desenvolvido histórias de terror fundamentadas nos mitos de Lovecraft como Neonomicon e Providence, e em 2016 lançou o colossal romance Jerusalém.


Assista ao vídeo

Você também pode gostar de…