Fredric, William e a Amazona: Perseguição e Censura aos Quadrinhos (graphic novel)

Jean-Marc Lainé & Thierry Olivier

Nesta sensacional graphic novel, os autores narram, por meio da trajetória de duas influentes personalidades da época, os bastidores do conturbado cenário que levou à criação do Comics Code Authority, em 1954, ferramenta de censura que passou a cercear o conteúdo dos quadrinhos e que, por pouco, não causou a ruína desse mercado.

R$59,90

Em estoque

• Formato 21 x 28 cm
• 116 páginas
• Capa dura com verniz localizado
• Papel couché de alta gramatura
• Tradução: Rafael Meire

Normalmente comprados juntos:

++
Preço total:   R$179,70
CONHEÇA MAIS

Dois homens com visões opostas sobre o efeito dos quadrinhos nos jovens leitores. Um deles escreveu um livro que quase acabou com os gibis nos Estados Unidos. O outro ajudou na expansão inicial da indústria trazendo milhões de garotas para o gênero dos super-heróis. O que os levou a pensarem de forma tão diferente e a trilharem caminhos tão opostos?

O primeiro é o psiquiatra Dr. Fredric Wertham, autor do infame Sedução do Inocente., onde sugeriu que os quadrinhos eram perigosos para as crianças. O segundo é o multifacetado William Moulton Marston, psicólogo criador da Mulher-Maravilha e estudioso do potencial educacional dos quadrinhos. Nesta sensacional graphic novel, os franceses Jean-Marc Lainé e Thierry Olivier narram, por meio da trajetória dessas duas influentes personalidades da época, os bastidores do conturbado cenário que levou à criação do Comics Code Authority em 1954, ferramenta de censura que passou a cercear o conteúdo dessas publicações e que por pouco não causou a ruína desse mercado.

Permeada pelo clima fervilhante e paranoico do Macarthismo, a obra mostra como Wertham, uma autoridade em psiquiatria forense, relacionou a delinquência juvenil às HQs e desencadeou um inquérito sobre elas no Congresso dos EUA, culminando em uma batalha jurídica e moral que obrigou os homens que estavam por trás das páginas de quadrinhos a readequarem seus títulos para poderem continuar trabalhando.

Fredric, William e a Amazona: Perseguição e Censura aos Quadrinhos é um registro histórico desse conturbado e fascinante período e chega no formato luxuoso habitual da editora Pipoca & Nanquim, com extras de produção e impresso em capa dura com verniz localizado e miolo em papel couché de alta gramatura.

SOBRE OS AUTORES

Jean-Marc Lainé

Nsceu em 1970. Em 1999, virou editor-chefe da editora Semic, na qual pôs em prática seu conhecimento sobre histórias em quadrinhos estadunidenses e italianas. Na Bamboo, supervisionou a coleção Angle Comics por dois anos. Professor e pedagogo, escreveu Manuels de la BD e, em seguida, La Méthode Largo Winch, pela Eyrolles. Roteirista de séries para as edições da Pockets Semic, escreveu a trilogia sci-fi Omnopolis, o segundo tomo da série 42 (Soleil) e o díptico Grands Anciens, que promove o encontro entre os universos de Herman Melville e Howard Phillips Lovecraft, pela Soleil. Na literatura, é autor das obras Superhéros: Lapuissance des masques, Nos Années Strange: 1970-1996, Frank Miller: Urbaine tragédie, Stan Lee: Homère du XX Siècle e Nos Années Temps X,.


Thierry Olivier

Nasceu em 1965, em Rouen, na França. Um brilhante percurso escolar, com consequências igualmente brilhantes, o encorajou a mergulhar no mundo do trabalho a partir dos 14 anos de idade, obtendo, em meio à alegria e ao entusiasmo gerais (após ter subornado os examinadores), um certificado técnico de mecânica de automóveis aos 18 anos. Em 2005, abandonou em definitivo a indústria para se dedicar exclusivamente a desenhar histórias em quadrinhos.


Assista ao vídeo

Você também pode gostar de…