Minha Estante #56 – Wilson Simonetto

Olá, colecionadores!

Hoje vocês conhecerão a bela estante do paulistano Wilson Simonetto. Que possui um vasto acervo e fã dos mais diversos gêneros de HQs, e claro, também coleciona itens referente a toda cultura pop.

Aguardamos seus comentários, curtidas e compartilhamentos, para que e mais e mais pessoas saibam dessa iniciativa e mandem suas coleções pra gente! Vamos ao que interessa…

067

Olá, Wilson! Muito obrigado por topar participar dessa entrevista.
Para começar, nos conte um pouco sobre você, onde nasceu, mora, o que faz na vida profissional?

Oi, pessoal, na verdade sou eu quem agradeço pela oportunidade de participar deste espaço muito querido por nós, colecionadores e apreciadores de HQ.
Bom, eu sou natural de São Paulo e sempre morei por aqui mesmo.
Trabalho desde bem novo, e nos últimos dezoitos anos, atuo em uma indústria metalúrgica do segmento automotivo, na área de Planejamento e Logística.

Quando você começou a se interessar por quadrinhos?

Acho que mais ou menos quando tinha uns cinco anos de idade, já influenciado pelo meu pai, um leitor inveterado de livros, que sempre me comprava as conhecidas “revistinhas”.

Você se lembra da primeira vez que se viu fascinado por uma HQ? Qual foi a história ou revista?

Como eu disse antes, meu pai era meu maior incentivador, e ele me sempre me trazia as revistas do Homem-Aranha, da Ebal, que já era nessa época, meu personagem favorito.

Além disso, quando estava na primeira série, eu passava o dia no trabalho de meu pai (uma imobiliária ) e, em uma espécie de quartinho embaixo das escadas, ele deixava um monte de quadrinhos, tanto os que ele comprava quanto outros que ganhava de um amigo dele (lembro de vários Almanaques do Tio Patinhas, que infelizmente se perderam). Era simplesmente fascinante ficar lá depois da aula.

222 224 226 233 249 250 252228

Quando aconteceu a mudança de leitor ocasional para colecionador inveterado?

Desde pequeno criei o hábito de guardar as revistas que ganhava em um armário com gavetas, que minha mãe me deu.

Infelizmente, como ocorre com muita gente, perdi quase todas essas revistas em um período difícil de minha vida. Porém, quando comecei a trabalhar, em 1982, comprei o número 1 da Superaventuras Marvel e, a partir daí, fui criando o hábito de comprar regularmente, seja em banca ou em sebo.

Quantas HQs você tem?

Tenho cerca de 5400 revistas catalogadas no Guia dos Quadrinhos, tendo quase tudo lançado pela Abril desde o início da Heróis da TV até a transferência para Panini. Nos últimos anos praticamente parei de comprae edições regulares mensais, preferindo comprar especiais, encadernados e minisséries.

Quais são os principais itens de sua coleção, séries e minisséries completas, encadernados de luxo, edições raras, etc…?

Com certeza vou esquecer algo, mas vamos lá: Coleção do Aranha da Bloch, RGE e Abril, Cavaleiro das Trevas, V de Vingança e Watchmen da Abril, Cinquentenário Disney e os especiais de capa dura doTio Patinhas, Mickey e Pato Donald , Anos de Ouro do Pato Donald, Tio Patinhas e Zé Carioca,  Almanaque Super Heróis 1969 da Ebal, Black Dossier da Liga Extraordinária, as histórias da DC e da Marvel do escritor Les Daniels. (Com certeza esqueci algo…).

201 203 215 217 218 219 248 250 254 295213

Qual o item mais raro de todos?

Difícil dizer, já que é uma questão de gosto pessoal, mas para mim, o Álbum Gigante 11 da Ebal, com a primeira aparição do Aranha no Brasil. (Claro que ajuda o fato do  Homem-Aranha ser meu personagem favorito )

E qual foi a maior raridade que já comprou pelo menor preço?

Ah, essa é fácil. Homem-Aranha 1 da Ebal, que comprei em um sebo no centro de São Paulo. Em valores de hoje, seria algo em torno de R$ 2,00. Era considerada somente uma revista “velha”, ehehe.

Você compra HQs importadas?     

Nos últimos anos tenho comprado sim, sempre que surge alguma oportunidade interessante, por um preço legal.

192 210 220

Onde costuma comprá-las?

Em eventos, como na Fest Comix, através dos grupos que participo no Facebook, e em vários casos, tive a sorte de comprar diretamente nos EUA, durante viagens de trabalho. A maioria na Vault of Midnight, de Ann Arbor, MI.

Possui algum item autografado?

Na verdade, infelizmente, não possuo muitos itens autografados, mas, nos últimos anos, consegui alguns bem interessantes, como Kickback com o autográfo do David Lloyd (desenhista do V de Vingança), tenho também uma revista e um pôster do Tex autografados pelo Fábio Civitelli, que por sinal é um cara muito atencioso, que minha filhota adorou.

Também tenho um carinho grande por algumas edições nacionais, autografadas pelo Will (MSP 50), Daniel Esteves e Mario Cau (KM Blues), Coletivo do Petisco e Lillo Parra (Sonho de uma noite de verão).

274

Como você guarda sua coleção de HQs? E qual técnica usa para conservá-las?

As edições encadernadas, eu coloco em sacos plásticos e deixo nas estantes.
As outras, procuro colocar em saco plástico, guardo todas em caixas plásticas de arquivos e coloco em estantes.
Mas, sinceramente, não sou me estresso muito com relação a isso.

119

Todo colecionador tem manias, seja um ritual para leitura, uma bela cheirada na revista nova ou nunca se desfazer de nada, qual é a sua?

Deixa eu pensar… devo ter várias (risos), mas uma com certeza, é gostar de reorganizar minha coleção, sempre mudando o critério de arquivo. Na verdade, sempre foi uma ótima desculpa para reler as revistas.

Tem algum item que quer muito ter, mas está praticamente impossível de encontrar?

Ah, vários… não somente por ser difícil, mas principalmente por não encontrar por um preço acessível, sendo alguns exemplos:  Flash Gordon da Ebal  e os formatinhos da Bloch que ainda não tenho. (Ainda bem que existem os scans e os fac-símiles…)

Qual foi sua última leitura e qual está sendo a atual?

A última foi a reedição de Tormento, e a atual é um encadernado americano da fase do Capitão América do Byrne.  Ah sim, se não contar o livro Entrei na Feira da Fruta

186 195 198 200 206 209 (1) 258 Posteres e fanzines 279

Quais são seus 10 quadrinhos favoritos de todos os tempos e por quê?

São vários, mas esses eu gosto demais:

O menino que colecionava Homem-Aranha – simples e emocionante;

V de Vingança, Liga Extraordinária, A Piada Mortal e Watchmen – O bruxo Alan Moore é uma fera (meio doidão, mas uma fera…);

Batman Ano Um e Cavaleiro das Trevas – Era uma vez um cara chamado Frank Miller  (aliás, por onde andará esse cara, alguém sabe??);

Reino do Amanhã e Marvels – Alex Ross conquistando o mundo com seu estilo realista;

Asterix, em especial o volume Jogos Olímpicos – Uderzo e Goscinny no seu melhor momento

Nova York: a Grande Cidade, do Will Eisner – O mestre em ação;

– A fase cômica da Liga da Justiça – Afinal, HQ de super-heróis também é diversão.

Além de quadrinhos, você também possui outras coleções? 

Coleciono alguns artigos de futebol, em especial do meu time, o Palmeiras, DVDs de filmes dos anos 80, mas claro, principalmente filmes e animações de quadrinhos, além de alguns itens relacionados, como miniaturas, cards, chaveiros, figurinhas, etc.

129 162 169 170 180 181 243 283211182

Obrigado pelo papo, Wilson! Para finalizar, deixe um recado para os leitores do Pipoca e Nanquim e colecionadores do Brasil.

Leiam pessoal, sempre, independente de colecionar ou não, e também não importa o estilo, simplesmente curta o prazer da leitura.
Além disso, sempre que puderem, incentivem outras pessoas a ler. Meus filhos, por exemplo, adoram ler e começaram com os quadrinhos.
Creio que é um hábito que necessita ser expandido e, nada melhor que nós, que colecionamos e gostamos, façamos nossa parte para isso.
Obrigado pela oportunidade, e queria deixar um beijão para minha esposa Helena e para meus filhotes, Pedro e Anna, que aguentam e, acima de tudo, incentivam essa minha paixão.

066290 286 264 262 255 246 245 234 208 199 196 185

os garotos perdidosMinha Estante é um espaço pra você, colecionador de HQs, mostrar sua coleção, falar sobre prazeres e vicissitudes desse hobby, conhecer outros fãs e proporcionar aquela inveja boa.

Convidamos a todos que possuem belas coleções de quadrinhos a mostrarem elas aqui!

É só mandar um e-mail para [email protected] dizendo alguns detalhes (números de revistas, itens raros e particularidades) que em seguida combinamos a entrevista.

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Parabens Wilson.
    Bela coleção, se quiser pagar um preço absurdo pelos Flash Gordon gigantes da Ebal podemos negociar 🙂

  2. Mais uma perfeita coleção num universo de mais de 5 mil exemplares.Curti os exemplares de Dylan dog. As edições da record eram muito bacanas apesar do papel jornal do miolo.Muito boa , eclética acima de tudo como tem sido o perfil das últimas coleções.

  3. “não sou me estresso muito com relação a isso.”

    Um pouco, talvez. Afinal, tem o maior cuidado em embalar TUDO!

    Bela coleção.

    Parabéns!

  4. Fantástica a coleção!! A edições antigas que ele tem são muito dificeis de serem encontradas e até as encadernada do começo deste século também são raras, como Batman: A Piada Mortal, Crise nas Infinitas Terras, Batman: Ano Um, Batman: Preto e Branco, etc… O bom(ou ruim) é que hoje em dia não estão tendo grandes hqs pra acompanhar, o que dá tempo e dinheiro pras Clássicas e Marcantes HQs antigas!

    • Valeu pelo elogio Hamilton.. E sim, para mim pelo menos.. diminui bastante algumas aquisições, pelo menos periódicas, optando pelos encadernados ou especiais…