Melhores séries de HUMOR da atualidade! VEEP, ATLANTA, SILICON VALLEY | Vlog do PN #220

Danielzinho Lopes indica as séries de comédia que são, pra ele, as melhores da atualidade! Esse vídeo é pra você que já está cansado de assistir às sitcons de sempre. Conheça séries com humor inteligente e afiado que tem grandes chances de fazê-lo viciar nessas séries!

– CONHEÇA A LOJA DO PN (da camiseta que o Drago está usando):

http://www.lojadopn.com.br

AS SÉRIES INDICADAS: Silicon Valley (5 temporadas), série da HBO que mostra um grupo de nerds que tenta fazer a fama no Vale do Silício, Atlanta (2 temporadas), série espetacular criada e estrelada pelo genial Donald Glover, e Veep (ou Vice, no Brasil, com 7 temporadas), com a incrível Julia Louis-Dreyfus (de Seinfeld) como vice-presidente dos EUA. Três séries que você precisa conhecer.

E, claro, no meio desse bate-papo, ouras séries foram mencionadas e também são boas dicas pra vocês: Parks and Recreation, Curb Your Enthusiasm (Segura a Onda a no Brasil), Flight of the Conchords e outras.

Não seja como o Drago, que fica só no Big Bang Theory


Curta nossa FANPAGE no Facebook
http://www.facebook.com/Pipocaenanquim
—————————————-­­—————————————­-­—————–­-­—–
Siga o Pipoca e Nanquim no TWITTER
http://twitter.com/PIPOCAENANQUIM
—————————————-­­—————————————­-­—————–­-­—–
Se inscreva em nosso CANAL NO YOUTUBE
http://www.youtube.com/pipocaenanquim
—————————————-­­—————————————­-­—————–­-­—–
INSTAGRAM do Pipoca e Nanquim
http://instagram.com/pipocaenanquim (por Bruno Zago)
http://instagram.com/danielgillopes
—————————————-­­—————————————­-­—————–­-­—–
E-mail para SUGESTÕES, CRÍTICAS, ELOGIOS E DÚVIDAS
[email protected]

O retorno de Twin Peaks | O evento do ano

O regresso da série de culto de David Lynch é tudo o que esperávamos e nada do que esperávamos.

Em artes como a pintura e a música, o público não procura uma narração linear e coerente. Nosso subconsciente une peças abstratas para destilar um valor emocional. Mas o cinema é muito diferente. Na sétima arte, nossa educação nos leva a procurar algo que tenha sentido sob certas regras narrativas.

Entretanto, diretores como Buñuel, Fellini e David Lynch se atreveram a romper essas normas para transformar a experiência visual em uma arte nascida da pura emoção e casualidade. Levaram o surrealismo às salas de exibição, mas não a todos os públicos.

O autor David Foster Wallace escreveu sobre o dia que visitou o set de filmagens do novo filme de David Lynch. Lá, ele tentou definir o conceito de produções Lynchianas como “um certo tipo de ironia, um lugar onde o macabro e o mundano se combinam de forma a revelar a verdadeira identidade humana”. A publicação e a descrição permanecem precisas; mas Wallace não viveu para ver Lynch elevar seu próprio conceito a níveis nem mesmo imagináveis ao escritor.

Olá, agente Cooper. Voltaremos a nos ver daqui a 25 anos.” Foi uma das últimas frases que escutamos na Twin Peaks original, e agora, pouco mais de 25 anos depois, é a primeira coisa que soa na nova temporada da série que marcou o começo de uma revolução na televisão. Mas seu onírico renascimento não se deixa levar pela nostalgia nem pela autorreferência, tão habituais nesses regressos. Não há diálogos forçados que recordem o que aconteceu ou que preencham lacunas. Pelo contrário. Lynch quase abandona a cidadezinha saída de um quadro de Norman Rockwell para narrar histórias aparentemente desconexas.

E, mesmo sem ser tão caótico (no melhor sentido da palavra) e desconcertante como sua última obra, é Lynch em estado puro. Algo que não se fez na televisão durante duas décadas. Uma voz pessoal e livre, que não se contenta em agradar. E, por isso, o aplaudo.

O regresso da série que de certa forma mudou as regras do jogo foi estranha, e num momento em que já estamos acostumados a histórias televisivas que vão além do normal, em sua narração, em sua estrutura e em seus personagens. Vamos reconhecendo situações, personagens, atores da série original, mas vamos também encontrando novas pistas narrativas, como um catálogo de possibilidades para o que aí vem (aqui eu abro um parênteses para comentar que é um pouco estranho para quem passou anos vendo e revendo a série em VHS ou DVDs (com aquela qualidade das filmagens dos anos 90) enxergar um Black Lodge ou o The Great Northern Hotel em alta definição. É tudo tão nítido que parece falso, e o CGI em algumas cenas não diminui esse choque inicial de quem estava acostumado com a baixa definição, o analógico e aquela espécie de “sujeira”, mas aos poucos o nosso olhar vai se acostumando). E fará isso ampliando o universo de Twin Peaks, mudando as regras. Isso é o melhor deste retorno, não voltar para a mesma coisa.

 

A “nova” Twin Peaks sem dúvida agrada aos seguidores de Lynch; deixa desnorteados os que gostavam da série original, mas sem serem seguidores de Lynch; e afugenta os que nunca suportaram nem a série nem seu criador. Se é que chegaram a vê-la.

Porque a volta de Twin Peaks é Lynch elevado ao quadrado. Parece ter a intenção de voltar a revolucionar a televisão sacudindo seus elementos, agitando tudo até que, quando nada mais faz sentido, ele joga na tela. Doa a quem doer.

Agora, mesmo os defensores da série reconhecerão que o desconcerto e a saturação de elementos inexplicáveis vão além do que podíamos esperar. Mas, como dizem na série, “hoje em dia nem tudo se pode dizer em voz alta”. Por isso, continuamos seguindo Lynch como se o rei não estivesse nu. Mas está.

 

O roteiro zoado da Sétima Temporada de GAME OF THRONES | Vlog do PN #218

A sétima temporada teve seus momentos divertidos, claro, principalmente nos 4 primeiros episódios, mas até a quarta temporada Game of Thrones era mais do que meramente divertida, era uma série inteligente e, apesar de ambientada num universo fantástico, realista, coerente e subversiva, surpreendendo a todo momento justamente por pegar os clichês e invertê-los. Era uma puta série da HBO. Depois da quinta temporada, ao meu ver, a qualidade foi decaindo. A sexta ainda conseguiu servir como um bom entretenimento, mas essa sétima mostrou de vez que GoT já não é mais a mesma, se tornou puro divertimento “massa véio” e totalmente previsível, seguindo os clichês de sempre. Isso é ruim? Não necessariamente, mas incomoda se pensar que comecei assistindo uma coisa e hoje estou assistindo outra.

Mesmo assim, estava curtindo de boas. Mas aí veio o episódio 6… Aquela BOMBA de episódio 6, que já fiz um vídeo deixando bem claro o quanto o detestei (link mais acima). Tem o roteiro mais bagunçado e preguiçoso que já vi numa série da HBO. Lamentável mesmo. É tão preguiçoso que chegamos a ponto de justificar que o tal Rei da Noite tem visão mágica e sabe de tudo, e que toda a zona foi proposital por ser uma armadilha dele. Solução de trama mais preguiçosa impossível.

“Precisamos que a Muralha caia!”. “Mas como fazer isso??”. “Simples. Vamos colocar os personagens mais inteligentes no plano mais estúpido e justificar que eles só não morrem por que o Rei da Noite sabia magicamente que havia um dragão e ficou lá esperando os bobocas o trazerem pra ele, aí ele pega o Dragão e destrói a Muralha. Tcharam!”. DETALHE! O Bran, que repetiu 500 vezes ser o Corvo de Três Olhos (pro espectador burro não esquecer), sabia que o exército dos mortos não poderia cruzar a Muralha e decidiu não falar nada. Por quê? Por que se ele falasse os roteiristas teriam que pensar em um jeito mais inteligente de fazer as coisas acontecerem. Ou seja, eles criaram situações que não souberem como lidar e resolver, exceto na base do Deus Ex Machina.

Aí, no sétimo episódio, temos a conclusão do núcleo Sansa, Arya e Mindinho… Caramba, viu… Essa traminha eu comento certinho no fim do vídeo, dá uma olhada e entenda por que ela é mal-escrita.

Enfim, no geral, a temporada ainda conseguiu me divertir. Teve alguns momentos que a gente estava doido pra ver e que foram bem legais, e a conclusão, salvo alguns problemas, não foi tão ruim quanto o episódio 6. Verei a sétima temporada sem esperar muita coisa, sabendo que agora é só uma novela com super-produção.

– VÍDEO SOBRE O EPISÓDIO 6: http://youtu.be/Z461XAac608
– VÍDEO SOBRE A QUINTA E SEXTA TEMPORADA: http://youtu.be/UVe9UneyafA
– VÍDEO SOBRE A QUARTA TEMPORADA: http://youtu.be/QHkJcEFG4GE
– PODCAST SOBRE O PRIMEIRO LIVRO: https://goo.gl/wBvXyM
– PODCAST SOBRE A PRIMEIRA TEMPORADA: https://goo.gl/mUbHd6
– PODCAST SOBRE A SEGUNDA TEMPORADA: https://goo.gl/h35t3C

 


Curta nossa FANPAGE no Facebook
http://www.facebook.com/Pipocaenanquim
—————————————-­­—————————————­-­—————–­-­—–
Siga o Pipoca e Nanquim no TWITTER
http://twitter.com/PIPOCAENANQUIM
—————————————-­­—————————————­-­—————–­-­—–
Se inscreva em nosso CANAL NO YOUTUBE
http://www.youtube.com/pipocaenanquim
—————————————-­­—————————————­-­—————–­-­—–
INSTAGRAM do Pipoca e Nanquim
http://instagram.com/pipocaenanquim (por Bruno Zago)
http://instagram.com/danielgillopes
—————————————-­­—————————————­-­—————–­-­—–
E-mail para SUGESTÕES, CRÍTICAS, ELOGIOS E DÚVIDAS
[email protected]

Por que fizeram isso com Game of Thrones?! POR QUÊ?! | Vlog do PN #216

ESTE VÍDEO TEM SPOILERS DA SÉTIME TEMPORADA DE GAME OF THRONES.

Game of Thrones era, até o último domingo, dia 20/08, uma série de alto nível nos padrões da HBO. Apesar de ser ambientada em um mundo fantástico, a série era coerente e prezava pelo realismo e por soluções de roteiro mais complexas e elaboradas, pra fugir dos clichês e entregar uma obra diferenciada e séria para o público. Tratava-se de uma verdadeira inovação dentro do gênero da fantasia, algo nunca antes visto, por isso tão respeitado e admirado. Só que tudo isso foi jogado fora no sexto episódio da sétima temporada. Sim, foi tudo pro lixo.

O plano mais estúpido já visto na história da televisão resultou no episódio mais vagabundo de Game of Thrones que nós jamais achamos que veríamos. Sim, dentro da série, o plano de Jon Snow não faz sentido nenhum. Os roteiristas simplesmente ignoraram o fato de que, dentro da situação atual de Westeros, o tal plano não seria cabível e seguiram em frente apenas pelo fan service. Que pena…

Coerência e realismo fantástico deram lugares ao contrassenso e ao absurdo fantástico. As tramas realistas, inteligentes e elaboradas deram lugar ao ilógico, ao clichê e ao texto preguiçoso cheio de repetições e incoerências. A audiência subiu, mas a qualidade baixou. E baixou muito.

Que a Game of Thrones de raiz descanse em paz.


Curta nossa FANPAGE no Facebook
http://www.facebook.com/Pipocaenanquim
—————————————-­­—————————————­-­—————–­-­—–
Siga o Pipoca e Nanquim no TWITTER
http://twitter.com/PIPOCAENANQUIM
—————————————-­­—————————————­-­—————–­-­—–
Se inscreva em nosso CANAL NO YOUTUBE
http://www.youtube.com/pipocaenanquim
—————————————-­­—————————————­-­—————–­-­—–
INSTAGRAM do Pipoca e Nanquim
http://instagram.com/pipocaenanquim (por Bruno Zago)
http://instagram.com/danielgillopes
—————————————-­­—————————————­-­—————–­-­—–
E-mail para SUGESTÕES, CRÍTICAS, ELOGIOS E DÚVIDAS
[email protected]

A série clássica, a nova temporada e as HQs de ARQUIVO X | Pipoca e Nanquim #221

Olá a todos, sejam bem-vindos a mais um programa Pipoca e Nanquim. E, hoje, contamos com a ilustre presença da nossa amiga, Carol Pimentel, editora da Marvel Comics, com quem conversaremos sobre uma série que mudou a televisão norte-americana nos anos 1990: ARQUIVO X!

De volta à tevê recentemente e com algumas publicações inéditas saindo no Brasil, esperamos a poeira baixar para dar nossas impressões sobre este revival que surpreendeu todos. E, como sempre, aguardamos suas opiniões sobre este programa e o tema abordado. Um abraço a todos e até a próxima.

LINKS:

– Compre o encadernado nacional de Arquivo X na COMIX, nossa loja patrocinadora: http://goo.gl/RVCkBT

– Mais sobre o encadernado de Arquivo X da Wildstorm: https://goo.gl/nytuco

– The Sopranos, a melhor série de todos os tempos: https://goo.gl/AYff7O

– Explicando o final da série The Sopranos: https://goo.gl/ACzYq4

– A Revolução das Séries de TV: https://goo.gl/ckOH7t

– TOP 15 cenas de Breaking Bad: https://goo.gl/hIkjRs

—————————————–­­­————————————–­-­-­—————————–­-­-­—————
Se você gostou do que assistiu, ajude o videocast a se espalhar e clique no botão GOSTEI, adicione o vídeo aos favoritos e COMPARTILHE com os amigos nas redes sociais, isso é fundamental para a sobrevivência do canal. Contamos com a sua ajuda;)