Tudo sobre MAUS, a HQ mais importante do ocidente | Pipoca e Nanquim #327

– Livros e HQs com cupom OUTUBRO15 de +15% de desconto: https://amzn.to/2CqdpfC (Validade: até 31/10)
– Maus (de R$ 59,90 por R$ 45,07 + cupom OUTUBRO15): https://amzn.to/2Ctxxxp

Ocasionalmente, uma revista em quadrinhos consegue transcender as fronteiras de seus próprios quadros, cruzar as distâncias que a separa das pessoas que não acompanham este tipo de arte, e sensibilizá-las com uma narrativa especial e primorosa. Essas obras são sempre absolutamente originais, autorais, profundas – e não raro só funcionam mesmo nesta linguagem que tanto amamos. Exemplos mais óbvios remetem aos medalhões Watchmen e Cavaleiro das Trevas, mas se expandirmos nossos horizontes para além do mundo dos super-heróis, encontraremos diversas outras obras-primas. E é justamente uma destas que discutimos neste episódio.

Convidamos o historiador e professor Victor Callari para falar de MAUS, a obra-prima de Art Spiegelman que ajudou a elevar quadrinhos ao merecido status de Arte.

Em tempos nos quais o discurso de ódio vem ganhando cada vez mais espaço, a intolerância vem definindo o rumo de alguns países e algumas pessoas acham que seria viável a volta do nazismo, é importantíssimo lembrar desse terrível momento histórico, para que algo parecido nunca mais volte a ocorrer.

LINKS:

SINOPSE DO QUADRINHO MAUS:

Maus (“rato”, em alemão) é a história de Vladek Spiegelman, judeu polonês que sobreviveu ao campo de concentração de Auschwitz, narrada por ele próprio ao filho Art. O livro é considerado um clássico contemporâneo das histórias em quadrinhos. Foi publicado em duas partes, a primeira em 1986 e a segunda em 1991. No ano seguinte, o livro ganhou o prestigioso Prêmio Pulitzer de literatura.

A obra é um sucesso estrondoso de público e de crítica. Desde que foi lançada, tem sido objeto de estudos e análises de especialistas de diversas áreas – história, literatura, artes e psicologia. Em nova tradução, o livro é agora relançado com as duas partes reunidas num só volume.

Nas tiras, os judeus são desenhados como ratos e os nazistas ganham feições de gatos; poloneses não-judeus são porcos e americanos, cachorros. Esse recurso, aliado à ausência de cor dos quadrinhos, reflete o espírito do livro: trata-se de um relato incisivo e perturbador, que evidencia a brutalidade da catástrofe do Holocausto.

Spiegelman, porém, evita o sentimentalismo e interrompe algumas vezes a narrativa para dar espaço a dúvidas e inquietações. É implacável com o protagonista, seu próprio pai, retratado como valoroso e destemido, mas também como sovina, racista e mesquinho. De vários pontos de vista, uma obra sem equivalente no universo dos quadrinhos e um relato histórico de valor inestimável.

LOJA OFICIAL DO PIPOCA & NANQUIM:

📱 http://www.lojadopn.com.br

◾ PARTICIPE ENVIANDO SUA CORRESPONDÊNCIA: 

📩 Caixa postal 78913  CEP 05061-970  – São Paulo/SP

◾ Curta nossa FANPAGE no Facebook:
http://www.facebook.com/Pipocaenanquim
—————————————-­­—————————————­-­—————–­-­—–
◾ Siga o Pipoca e Nanquim no TWITTER:
http://twitter.com/PIPOCAENANQUIM
—————————————-­­—————————————­-­—————–­-­—–
◾ Inscreva-se em nosso CANAL NO YOUTUBE:
http://www.youtube.com/pipocaenanquim
—————————————-­­—————————————­-­—————–­-­—–
◾ Siga o INSTAGRAM do Pipoca e Nanquim:
http://instagram.com/pipocaenanquim

– Daniel Lopes: http://instagram.com/danielgillopes
– Bruno Zago: http://instagram.com/zagaiada
– Alexandre Callari: http://instagram.com/alexandrecallari
—————————————-­­—————————————­-­—————–­-­—–
📩 E-mail para SUGESTÕES, CRÍTICAS, ELOGIOS E DÚVIDAS:
[email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *