Tudo sobre O REI LEÃO, da Disney | Sessão Pipoca #12

Dia 19 de julho de 2019 estreia o live action O Rei Leão (The Lion King), baseado em um dos maiores clássicos da Walt Disney. O novo filme será dirigido por Jon Favreu (Homem de Ferro, Mogli: O Menino Lobo) e conta com grande elenco: Donald Glover (Simba), Beyoncé Knowles-Carter (Nala), James Earl Jones (Mufasa), Chietew Ejiofor (Scar), Alfree Woodard (Sarabi), Seth Rogen (Pumba), Billy Eichner (Timão) e John Oliver (Zazu).

Então, nada melhor do que relembrar do começo de tudo, o longa-metragem de 1994 (dirigido por Roger Allers e Rob Minkoff), que fez parte da nossa infância.

Daniel Lopes e Bruno Zago conversam sobre sua relação com o filme, elencam os melhores momentos, levantam alguns pontos negativos, comentam a relação com Hamlet, de Shakespeare, e o polêmico caso de plágio do Kimba, de Osamu Tezuka… Ah, claro, também se emocionam (obviamente) com as músicas de Elton John e Tim Rice que, juntos com Hans Zimmer, compuseram uma das melhores trilhas sonoras da história do cinema.

Hakuna Matata!

LOJA OFICIAL DO PIPOCA & NANQUIM:

📱 http://www.lojadopn.com.br

◾ PARTICIPE ENVIANDO SUA CORRESPONDÊNCIA: 

📩 Caixa postal 78913  CEP 05061-970  – São Paulo/SP

◾ Curta nossa FANPAGE no Facebook:
http://www.facebook.com/Pipocaenanquim
—————————————-­­—————————————­-­—————–­-­—–
◾ Siga o Pipoca e Nanquim no TWITTER:
http://twitter.com/PIPOCAENANQUIM
—————————————-­­—————————————­-­—————–­-­—–
◾ Inscreva-se em nosso CANAL NO YOUTUBE:
http://www.youtube.com/pipocaenanquim
—————————————-­­—————————————­-­—————–­-­—–
◾ Siga o INSTAGRAM do Pipoca e Nanquim:
http://instagram.com/pipocaenanquim

– Daniel Lopes: http://instagram.com/danielgillopes
– Bruno Zago: http://instagram.com/zagaiada
– Alexandre Callari: http://instagram.com/alexandrecallari
—————————————-­­—————————————­-­—————–­-­—–
📩 E-mail para SUGESTÕES, CRÍTICAS, ELOGIOS E DÚVIDAS:
[email protected]

O Besouro Verde – Crítica

É interessante perceber como uma fórmula que deveria resultar em sucesso pode culminar em algo extremamente errado. Foi isso que aconteceu em O Besouro Verde, uma adaptação do vigilante mascarado criado na década de 30 por George W. Trendle e Fran Striker.

O personagem fez fama em programas de rádio, TV e gibis, sendo um de seus pontos altos a participação de Bruce Lee como o Kato, sidekick ninja do herói Britt Reid (o besouro em pessoa), jovem editor chefe do jornal Daily Sentinel que, na calada da noite, se aventura combatendo o crime com seu super carro e aparatos extraordinários.

A fórmula de que falei começava com o diretor escolhido: Michel Gondry. O francês tem em seu currículo obras excelentes, como Natureza Quase Humana, Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças (estes dois com o roteiro do genial Charlie Kaufman), Sonhando AcordadoRebobine, Por Favor. Acrescentando ainda mais elementos na equação, tínhamos um elenco promissor, com Seth Rogen, Cameron Diaz, Tom Wilkinson, James Franco e Christoph Waltz (o Coronel Hans Landa de Bastardos Inglórios).

No entanto, o resultado foi algo sofrível de se ver, quase vergonhoso na verdade, começando pela direção de Gondry, que foi compactada pelos moldes do enlatado. Dono de uma linguagem diferenciada, cheia de trucagens e efeitos interessantes, ele até tenta demonstrar algumas de suas qualidades em certos momentos – ironicamente em cenas de ação bem realizadas e montagens -, mas no geral, tudo não passa de um apanhado de besteiras filmadas de forma contida e genérica.

E como o maior algoz do filme… temos o roteiro escrito por Rogen e Evan Goldberg (Superbad – É HojeGoon). O texto beira, na maioria do tempo, uma infantilidade inacreditável. A forma como a dupla de protagonistas se conhece é de uma futilidade absurda, e o desenrolar da história, simplesmente, não é levado a sério. Tudo isso é potencializado pela péssima interpretação de Rogen como o herói incomum Britt. Ele surge como uma criança mimada, pulando, cantando e falando besteiras de maneira caricata, esquecendo o senso do ridículo – tá certo, esta fórmula já funcionou no passado, muito bem na verdade (vide O Virgem de 40 Anos ou Ligeiramente Grávidos), mas tentar repetir a mesma linha de atuação neste O Besouro Verde foi algo completamente sem noção… o que acabou, obviamente, custando muito caro.

Continuando.

O inexperiente Jay Chou, que interpreta Kato, não convence em nenhum momento da fita. Cameron Diaz é totalmente dispensável, pois não recebe profundidade alguma do roteiro, sendo apenas uma estranha muleta para o desenvolvimento da “carreira” dos vigilantes, além de servir como suposto affair de um triângulo amoroso, também explorado superficialmente. Já o único que faz algo louvável é Waltz com seu Chudnofsky. Ele consegue compor uma personalidade problemática para este chefão do crime organizado – que enfrenta uma forte crise de meia-idade, buscando ser mais temido do que nunca por seus adversários. O ator ameniza um pouco o clima de irregularidade, mas não chega a diminuir os deméritos gerais. Talentos desperdiçados, na verdade, só atenuam os problemas.

No final, O Besouro Verde conseguiu o mais difícil: estragar algo que facilmente daria certo. Mesmo com um bom elenco e um excelente diretor, nada se salva. E o pior é que tudo isso foi em 3D (eles acreditavam mesmo no projeto). Passe longe.

Mais publicações como essa você encontra em Crítica Daquele Filme.

O Besouro Verde/ The Green Hornet: EUA/ 2012/ 119 min/ Direção: Michel Goundry/ Elenco: Seth Rogen, Jay Chou, Cameron Diaz, Tom Wilkinson, Christoph Waltz, David Harbour, James Franco

Podcast 08 – Super-Heróis no Cinema em 2011

O primeiro podcast do Pipoca e Nanquim de 2011 traz um tema que todo fã de cinema e quadrinhos gosta de discutir: os super-heróis que vão virar filme em 2011.

Passamos as cinco principais estréias e demos nossas opiniões a respeito de todo o material que foi divulgado até o momento (trailers, fotos, teasers, etc), são eles: Besouro Verde, Thor, X-men First Class, Lanterna Verde, Capitão América e Conan!

Uma conversa que leva de nada a lugar nenhum, já que os filmes ainda não saíram, podemos até queimar a língua com nossas previsões, mas sem dúvida o bate-papo foi muito legal. Confira o conteúdo:

Bloco 1.

• A Rede Social – Filme em Cartaz

• Besouro Verde (estréia 18 de fevereiro):
– o Daniel acha que esse filme vai ser bacana, coitado…
– A série antiga com Bruce Lee
– A nova série em quadrinhos do Kevin Smith
– Seth Rogen, a única esperança do novo filme

Músicas:
I’ll Be Creepin – Free
No More Mr. Nice Guy – Alice Cooper

Bloco 2.

• Thor: o mais aguardado de 2011 (estréia 29 de abril)
– Kenneth Branagh, o diretor ideal para esse filme
– Elenco acertado: Anthony Hopkins, Natalie Portman, Chris Hemsworth
– As influencias do Universo Ultimate da Marvel
– As cenas que vazaram após a Comic Con e o novo trailer (assista aqui)
– A primeira aparição de Thor no cinema: O Retorno do Incrível Hulk, de 1987

Porque a Marvel lança seus filmes primeiro no Brasil?

Músicas:
The Kids Are Back (Live) – Twisted Sister
The Maverick – Desperado

Bloco 3.

• X-Men First Class (estréia 03 de junho)
– Brian Singer na produção do filme
– O diretor Matthew Vaughn, o mesmo de Kick Ass e Stardust
– Pode funcionar um filme de X-Men sem Wolverine, Ciclope, Jean Grey e outros?
– O filme cancelado da origem do Magneto

– As personalidades reais da década de 60 no novo filme

• Lanterna Verde (estréia 17 de junho)
– O trailer fraco que foi divulgado (assista aqui)
– A esperança dos fãs mesmo após as péssimas imagens e cenas divulgadas
– Lanterna Verde: um ótimo personagem que merece um filme bom
– Será que esse filme será um novo Quarteto Fantástico?
– Martin Campbell, um bom diretor em um filme de muito potencial
– Ryan Reynolds: péssima escolha para viver Hal Jordan

Músicas:
8675309 – Tommy Tutone
Snow – Red Hot Chilli Peppers

Bloco 4.

• Capitão América (estréia 29 de julho)
– Último filme antes dos Vingadores
– Chris Evans: achávamos que foi uma péssima escolha, mas as imagens estão boas
– Diretor preocupante: Joe Johnston, só fez filmes ruins
– Acerto na escolha da ambientação na segunda guerra
– Seis segundos de cenas divulgados (assista aqui)

• Conan (estréia 19 de agosto)

– Todos reclamaram da escolha do ator Jason Momoa, mas nós gostamos
– Diretor de poucos bons momentos: Marcus Nispel
– As fotos reveladas mostram que será um filme adulto

• Nossa aposta dos melhores e piores (nos sujeitamos a queimas a lingua)

Músicas:
Easy Money – Billy Joel
Evil – Widowmaker

Tempo de duração: 59h18 min.

___________________________________________________________________

  • iTUNES
    Você também pode assinar o podcast em seu iTunes. Sabe Como?

É isso aí, ouça e deixe sua opinião nos comentários, pois com certeza a conversa tem suas polêmicas! Se gostou, colabore conosco e clique no botão CURTIR logo baixo e dê também um retweet no post!

Escolha um dos players, nas versões com e sem blocos musicais. Valeu!

Reproduzir