Podcast 43 – Conan, o Bárbaro

Olá a todos, aqui estamos para alegrar mais uma cinzenta segunda-feira. Opa, dissemos cinzenta? Exato, especialmente para os cimérios, que acreditavam que a vida era nada mais que um ciclo de lutas incessantes e que um homem só se provava homem no campo de batalha. E após sua morte ele “viveria” para sempre em uma amarga terra cinzenta, cheia de brumas, vagando até o final dos tempos.

Essa visão que o povo cimério tinha do pós-vida não era oficial, é verdade, pois jamais foi mencionada por Robert Howard (o criador do bárbaro) ou seus principais escritores, porém traduz com precisão a angústia que cercava esse povo, cuja vida era dor, e a morte não trazia esperança de uma existência melhor. O culto a um deus que não se importa com seus adoradores e achava que o homem devia ser inflexível, brutal, inexorável… O contato com uma natureza extrema, que expõe os seres humanos a condições adversativas, gerando indivíduos duros; lobos sob peles humanas.

É desse povo que vem um dos personagens mais fascinantes de todos os tempos, o bárbaro Conan. Nascido na literatura na década de 1930, o cimério foi o principal marco do surgimento de um gênero que hoje se destaca como um dos mais fortes em qualquer mídia: Espada & Feitiçaria.

Sem Conan não haveria Dungeon & Dragons, Game of Thrones, Elric e, garantem alguns especialistas, nem mesmo O Senhor dos Anéis, ainda que a obra de Howard e Tolkien estivessem separadas por continentes de distância. Preciosismos à parte, este é nosso programa homenageando esta criação especialíssima, lembrando que aqui no Brasil você pode assistir o filme na rede Moviecom e comprar o livro Conan: o Bárbaro (Generale) aqui. E, caso queira saber tudo sobre o personagem, não se esqueça de adquirir o livro Quadrinhos no Cinema, da equipe do Pipoca.

Grande abraço a todos e até a semana que vem.

RESULTADO DA PROMOÇÃO DO PODCAST 42 – ENTREVISTA COM LOURENÇO MUTARELLI

Quem ouviu nosso podcast anterior sabia que o Pipoca e Nanquim, em parceria com a editora Quadrinhos na Cia., estava sorteando dois pôsteres do filme Natimorto, autografados pelo próprio Lourenço Mutarelli (autor da obra que inspirou a película e protagonista do mesmo). Bastava enviar por e-mail ou deixar nos comentários quais as suas obras preferidas do escritor, e os vencedores foram: Marcos NeufertMatheus Costa. Parabéns aos dois, entrem agora mesmo em contato conosco passando o endereço para enviarmos essa preciosidade, seus sortudos!

ERRATA

O videocast e a promoção que vai sortear dois livros Conan: o Bárbaro, da editora Generale, mencionados nesse podcast, vão ao ar na próxima sexta-feira, não estrearam na sexta passada como dissemos, por problemas técnicos na gravação do programa. Aguardem!

Músicas

Bloco 01
Trouble On Double TimeFree
I Know Why The Sun Don’t ShineFrankie Miller & Paul Kossoff

Bloco 02
The Stroke – Billy Squier
Candy – Iggy Pop & Kate Pierson

Bloco 03
Anything GoesAC/DC
Do You Love MeKiss

Bloco 04
King Of The DogsIggy Pop
When I’m Sixty-Four The Beatles


Se você gostar do que ouvir, ajude o podcast a se espalhar e clique no botão de RETWEET ou então no CURTIR do Facebook. Indique para os amigos, coloque no seu blog, segue a gente no Twitter, comente ou mande um email pra gente.

Reproduzir

Podcast 41 – Planeta dos Macacos

Olá a todos, sejam bem vindos a mais um podcast dos seus pipoqueiros favoritos (tirando o seu José, que faz a melhor pipoca doce que eu já comi na vida).

A esta altura do campeonato, muita gente já assistiu O Planeta dos Macacos – A Origem, e se o filme não é uma obra prima, ao menos resgata com dignidade uma das franquias mais legais da história do cinema. Às vezes, uma ideia completamente absurda como essa, pode dar muito certo (é a mesma coisa quando um maluco resolveu inventar a bicicleta ergométrica – fala sério, uma bicicleta que não sai do lugar? (Quem vai querer andar nisso?) E, felizmente, este foi o caso.

A partir de um filme excepcional, o Planet Of The Apes original, um marco incotestável na ficção científica, tivemos invasões símias de tempos em tempos, incluindo diversas sequencias, remakes, séries de TV, desenhos animados e HQs. O Pipoca relembra a maior parte deles, contextualiza o filme (e o livro original) e, claro, encontra tempo para rolar ótimas músicas para vocês.

Um grande abraço a todos e até a semana que vem.

Bloco 01
House Of The KingFocus
Last Dance With Mary JaneTom Petty

Bloco 02
The Vampire SongBloodletting
A Little Less ConversationElvis Presley

Bloco 03
See You Later AlligatorDr. Feelgood
The Real MeThe Who

Bloco 04
Down In MexicoThe Coasters
Houses Of The HolyLed Zeppelin

_______________________________________________________________________________

Se você gostar do que ouvir, ajude o podcast a se espalhar e clique no botão de RETWEET ou então no CURTIR do Facebook. Indique para os amigos, coloque no seu blog, segue a gente no Twitter, comente ou mande um email pra gente.

Reproduzir

Podcast 33 – Exterminador do Futuro

Há mais de duas décadas, um jovem cineasta teve um sonho (literalmente). Ele transformou esse sonho em um filme e com isso, mudou a cara do cinema de ficção científica, consolidou a carreira de um dos maiores astros de ação da história e abriu caminho para os blockbusters e para a era dos efeitos especiais.

O Exterminador do Futuro é uma das franquias mais lucrativas da história, um filme que vai além do mero entretenimento e cria uma mitologia sensacional, com personagens poderosos, roteiro inteligente passado em um universo futurista distópico que prevê a ascenção das máquinas anos antes de Matrix e em uma época que a Internet sequer existia (o filme já prevê uma rede de computadores interligada, a Skynet).

O Pipoca resolveu homenagear esta série que tanto adoramos, e que foi transposta  para várias outras mídias, série de TV, quadrinhos, games… Falamos sobre o filme original, sua espetacular continuação, metemos a boca na porcaria do terceiro filme e relevamos o quarto. Tudo com o bom humor tradicional do Pipoca e muito rock n’ roll.

Um abraço a todos e até a semana que vem.

Bloco 1
• James Cameron e sua carreira de grandes blockbusters;
Exterminador do Futuro – ótimo roteiro, personagens bem desenvolvidos e cenas de ação de tirar o fôlego;
• O peladão louco que veio do futuro;
• James Cameron um grande leitor de ficção científica;
• A revolução das máquinas;
• História intrincada repleta de possibilidades de expansão;

Músicas
You Better You Bet – The Who
We Gotta Get out of This Place – The Animals

Bloco 2
Exterminador do Futuro nos apresenta um vilão incrível: frio, calculista e pronto para matar;
• A sacada de mestre de transformar vilão em heróis no Exterminador do Futuro II;
• T-1000 um vilão ainda mais casca-grossa;
• Uma rápida sinopse para você que esteve em marte nos últimos 30 anos;
• O paradoxo proposto pela viagem no tempo;
• Ao invés do futuro fluido temos um futuro factual – Uma sacada brilhante;
• Por que os dois primeiros filmes são tão sensacionais;
• A ótima cena final do primeiro filme;

Músicas
King of Dreams – Deep Purple
A Girl Like You – Edwyn Collins

Bloco 3
• Sarah Connor está maluca?
• T-800 X T-1000;
• A relação de amizade entre T-800 e John Connor;
• James Cameron inventou o blockbuster?
• As tecnologias desenvolvidas por Cameron;
• Os chavões criados na série;
• Todo mundo gosta de Exterminador do Futuro!
O Demônio da Mão de Vidro de Harlan Ellison como inspiração;
• Robert Patrick como T-1000 é um dos melhores vilões do cinema;

Músicas
Honest With Me – Bob Dylan
Le Pastie de La Bourgeoisie – Belle and Sebastian

Bloco 4
• James Cameron sonhou com a história do filme e despediu o agente que não queria topar a parada;
• Qual filme da série é o melhor?
• O primeiro filme acaba com mensagem pessimista devido ao panorama político mundial;
• O segundo filme termina com uma mensagem positiva;
• O fiasco do terceiro filme da série;
• A inútil participação de Claire Danes
O Exterminador do Futuro – A Salvação não consegue recuperar a franquia;
• A série Sarah Connor Chronicles não ajuda em nada a cronologia;
• Principais erros do quarto filme;
• Pipoca e Nanquim incitando a revolução
• Os quadrinhos de Exterminador do Futuro pela Editora Abril e Mythos;
Hasta La Vista, baby

Músicas
You Could Be Mine – Guns n´ Roses
Carry On – Crosby, Still, Nash &Young


_______________________________________________________________________________

Se você gostar do que ouvir, ajude o podcast a se espalhar e clique no botão de RETWEET ou então no CURTIR do Facebook. Indique para os amigos, coloque no seu blog, segue a gente no Twitter, comente ou mande um email pra gente.

Reproduzir

Podcast 32 – Gen, Pés Descalços

Olá a todos. Sejam bem vindos a mais um podcast do Pipoca – o último antes das férias. Mas não pense que vamos abandoná-los, não. Nossa equipe não para! E hoje temos o orgulho de apresentar mais uma obra seminal que transcende o gênero quadrinhos e se mostra como um dos principais documentos históricos que registra o momento mais sombrio da Segunda Guerra Mundial: a explosão da bomba atômica!

Opa, dissemos “o mais sombrio”? Sim, pois por maior que seja nossa simpatia para todas as vítimas do Holocausto, foi aqui que tudo mudou. Foi com o detonar da primeira bomba (e depois da segunda), que a humanidade percebeu de forma fatual e indiscutível que poderíamos destruir o mundo ao nosso bel prazer. Não exterminar uma raça. Levar algumas espécies animais à extinção. Derrubar florestas. Nada disso. O mundo INTEIRO poderia ser destruído, bastando para tanto que alguns poucos homens no poder tivessem uma crise de consciência, um erro de cálculo ou um péssimo julgamento.

E esse momento foi testemunhado em primeira mão por um garoto que, anos depois, resolveu mostrar primeiramente ao seu país – o Japão – e depois ao mundo, o que aconteceu de fato lá dentro da cidade, com o metal retorcido em chamas, as pessoas derretendo e os gritos desesperados dos azarados que não morreram evaporados instantaneamente. GEN – PÉS DESCALÇOS é uma obra prima que a Conrad republica pela primeira vez após anos desde a primeira edição. Um lançamento que merece lugar de destaque na prateleira de qualquer fã de quadrinhos.

E como este é um tema díficil e sofrido, separamos boas músicas para nos animar nesta jornada pelos destroços atomizado de Hiroshima. Olha só o que você irá encontrar neste programa:

Bloco 1
• Um dos melhores livros do ano: ‘Quadrinhos no Cinema’;
• Let´s talk about Gen!;
• Keiji Nakazawa através do pseudônimo Gen, conta a história de sua vida;
• Uma história trágica, porém belíssima;
• A dicotomia entre desenhos cômicos e a temática densa;
• Um re-lançamento da Editora Conrad;
• O começo a história: alguns dias antes da queda da bomba atômica em Hiroshima;
• As dificuldades enfrentadas pelo povo japonês nesse período.

Músicas
You can make it if you try – Sly and the Family Stone
Them Changes – Buddy Miles

Bloco 2
• O forte sentimento de patriotismo dos japoneses;
• O preconceito enfrentado pela família Nakaoka por pregarem o pacifismo;
Para o trigo crescer forte ele precisa ser pisado” uma lição para a vida;
• O amadurecimento do menino Gen Nakaoka;
• As diferenças culturais do povo japonês;
• O primeiro volume apresenta e aprofunda as personagens;

Músicas
Say What You Will – Fastway
Road to Hell – Chris Rea

Bloco 3
• Dessa vez Gen Pés Descalços será lançado em 10 volumes!;
• Até o lançamento de Gen em 1973 o grande público não fazia idéia do que havia realmente ocorrido em Hiroshima e Nagazaki;
• A tensão minutos antes da queda da bomba;
• A crueza e as pesadas imagens das pessoas morrendo quando explode a bomba;
Link para a cena citada da animação Barefoot Gen (1983);

Músicas

Rainbow in the Dark (Live) – Dio e Deep Purple
Calling Dr. Love – Kiss

Bloco 4
• Citações de Robert Crumb e Art Spiegelman;
• Por que devo ler uma obra densa e triste como essa?
• Relatos dessa magnitude são necessários para criar consciência e nunca mais deixar acontecer algo parecido;
• Apesar da tragédia a obra passa uma mensagem positiva de superação;
• As dificuldades após queda da bomba;
• Adquira essa obra prima hoje!

Músicas
Gone Dead Train – Nazareth
Sossego – Tim Maia

Se interessou pela obra?! Então veja onde encontrá-la com o melhor preço!


Se você gostar do que ouvir, ajude o podcast a se espalhar e clique no botão de RETWEET ou então no CURTIR do Facebook. Indique para os amigos, coloque no seu blog, segue a gente no Twitter, comente ou mande um email pra gente.

Reproduzir

Mixtape PN – O melhor de 30 Podcasts, por Bruno Zago

Olha mais uma Mixtape PN na área!

Dessa vez você pode fazer o download, colocar no seu MP3 Player, queimar um CD (o arquivo possui 80 minutos) ou ouvir no PC mesmo as melhores músicas selecionadas por Bruno Zago que tocaram  nos últimos 30 podcasts. Aproveite e confira a mixtape de Daniel Lopes.

Para fazer o download é só clicar aqui ou no link lá embaixo!

Segue o tracklist*:

01. Nothig But A Woman – Robert Cray
02. That Kind Of Woman – Gary Moore
03. Ooh La La – Rod Steward
04. New Years Day – Charlie Robison
05.  Veteran Cosmic Rocker – Moody Blues
06.  He Doesn’t Know Why – Fleet Foxes
07. I’m Going To Haunt You – Sharleen Spiteri
08. Big Jim Salter – Stone The Crows
09. You Got Me Rocking – The Rolling Stones
10. Too Much Is Not Enough – Deep Purple
11. Good Times, Bad Times – Led Zeppelin
12. The Spirit Of Radio – Rush
13. Heavy Fuel – Dire Straits
14. Firewoman – The Cult
15. Rockin’ All Over The World (Live) – Status Quo
16. Another World – Hoodoo Gurus
17. Saturday Night’s Alright For Fighting (Live) – Elton John
18.  Easy Money – Billy Joel
19.  Riding With The King – B. B. King e Eric Clapton
20. Let’s Try This Again – Sara Gazarek

BAIXAR

Diga nos comentários qual música você gostou mais e tente se lembrar em quais programas elas foram tocadas! Também queremos saber se teve alguma que ouviu aqui, gostou muito, mas que ficou de fora dessa seleção.

* Recomendamos que ouça o Mixtape no carro, de preferência pegando a estrada!