Podcast 71 – Os Novos 52 (Parte 2)

Olá a todos,

Sejam bem-vindos a mais um podcast especial do Pipoca e Nanquim. Esta semana, conforme prometido, daremos sequência ao videocast dos Novos 52. Já faz algum tempo que não integramos o podcast com o vídeo, que é algo que gostamos muito de fazer, então, complementando tudo o que dissemos anteriormente, daremos hoje uma ênfase maior às novas séries DarkEdge e às outras publicações voltadas especialmente para comic shops. Alguns leitores podem já ter torcido o nariz para a decisão da Panini de lançar esse material, mas nós do PN endossamos a editora: essas revistas estão entre as mais legais da nova safra. Então o que está esperando, intrépido ouvinte, dê play logo abaixo e vamos falar de quadrinhos e curtir um rock n’ roll!

Até a próxima.

P.S. Para quem ainda não sabe, nosso programa está temporariamente sendo produzido quinzenalmente. Esperamos que isso possa ser sanado logo.

COMENTADO NESSE PODCAST

Videocast 121 – Os Novos 52 (Parte 1)
Confira nosso especial sobre o reboot repleto de posts.
Compre aqui
as HQs de Os Novos 52.
Faça sua assinatura
com desconto e receba as revistas em casa.
Top 10 melhores HQs de Os Novos 52

Músicas

Bloco 01
Little Black SubmarinesThe Black Keys
HellraiserMotorhead

Bloco 02
La GrangeZZ Top
SuperHeavySuperHeavy

Bloco 03
6th Avenue HeartacheWallflowers
In My PlaceCold Play

Bloco 04
Only a Fool Would Say ThatSteely Dan
No TimeGuess Who

 

Se você gostar do que ouvir, ajude o podcast a se espalhar e clique no botão de RETWEET ou  CURTIR do Facebook. Indique para os amigos, coloque no seu blog, abra uma comunidade no Orkut, segue a gente no Twitter, enfim, colabore com as coisas que gosta (no caso, com Pipoca e Nanquim, rs)! Segunda que vem tem mais.

OUÇA AQUI A VERSÃO SEM BLOCOS MUSICAIS
Para baixar clique com o botão direito e “salvar link como”

Reproduzir

Revelados os mixes dos Novos 52 da DC pela Panini! Quais você vai acompanhar?

Todo brasileiro que curte quadrinhos estava, no mínimo, curioso para saber como a Panini iria organizar por aqui os 52 títulos do reboot da DC. Pois bem, hoje finalmente eles revelaram. Fim da espera.

Com o sucesso dessas revistas lá nos EUA, as expectativas da Panini são de dar uma agitada em seu mercado de publicações mensais, que anda bastante em baixa nos últimos anos, após a ascensão dos encadernados e dos scans.

E se lá fora a estratégia veio acompanhada de uma grande novidade editorial – as publicações e vendas digitais simultaneamente aos impressos –, aqui também temos uma novidade. Com a promessa de publicar todas as 52 revistas, a Panini vai lançar mensais exclusivas para vendas em comic shops, no caso, para as lojas da Comix e da Devir, imitando (a seu modo) o mercado norte-americano. Tais edições serão mixes menores, com 52 páginas, ou seja, duas histórias com personagens de menos apelo junto ao grande público. Torço para que isso realmente funcione.  Lançar revistas com tiragem menor, pensando apenas no ávido consumidor de quadrinhos, foi, em minha opinião, uma boa forma de trazer todas as revistas e respeitar os fãs sem sair no prejuízo.

Quanto aos títulos regulares de banca, a editora vai manter os mesmos de antes, regressando ao primeiro número, e acrescentar apenas mais um, Flash. Outra mudança está na revista da Liga da Justiça, que volta a possuir 68 páginas e custar R$ 6,50.

Segue a lista das publicações e seus mixes: 

BATMAN (68 páginas)
Batman, de Scott Snyder (roteiro) e Greg Capullo (desenhos)
Batman – The Dark Knight, de Paul Jenkins (roteiro) e David Finch (roteiro e desenhos)
Detective Comics, de Tony Daniel (roteiro e desenhos)

SUPERMAN (68 páginas) 
Action Comics, de Grant Morrison (roteiro) e Rags Morales (desenhos)
Superman, de George Pérez (roteiro e esboços) e Jesús Merino (desenhos)
Supergirl, de Michael Green e Mike Johnson (roteiro) e Mahmud Asrar (desenhos)

LANTERNA VERDE (68 páginas)
Green Lantern, de Geoff Johns (roteiro) e Doug Mahnke (desenhos)
Green Lantern Corps, de Peter J. Tomasi (roteiro) e Fernando Passarin (desenhos)
New Guardians, de Tony Bedard (roteiro) e Tyler Kirkham (desenhos)

LIGA DA JUSTIÇA (68 páginas)
Justice League, de Geoff Johns (roteiro) e Jim Lee (desenhos)
Justice League International, de Dan Jurgens (roteiro) e Aaron Lopresti (desenhos)
Captain Atom, de JT Krul (roteiro) e Freddie Williams II (desenhos)

FLASH (68 páginas)
Flash, de Francis Manapul (roteiro e desenhos) e Brian Buccellato (roteiro e cores)
Green Arrow, de JT Krul (roteiro) e Dan Jurgens (desenhos)
Deathstroke, de Kyle Higgins (roteiro) e Joe Bennet (desenhos)

UNIVERSO DC (148 páginas) 
Aquaman, de Geoff Johns (roteiro) e Ivan Reis (desenho)
Wonder Woman, de Brian Azzarello (roteiro) e Cliff Chiang (desenho)
Savage Hawkman, de Tony Daniel (roteiro) e Philip Tan (desenho)
Fury of the Firestorm, de Ethan Van Sciver, Gail Simone (roteiro) e Yildiray Cinar (desenho)
Mister Terrific, de Eric Wallace (roteiro) e Gianluca Gugliotta (desenho)
OMAC, de Dan Didio (roteiro) e Keith Giffen (roteiro e desenho)
Blackhawks, de Mike Costa (roteiro), Graham Nolan e Ken Lashey (desenho)

A SOMBRA DO BATMAN (148 páginas) 
Batman & Robin, de Peter Tomasi (roteiro) e Patrick Gleason (desenho)
Batwoman, de JH Williams(roteiro e desenhos) e W. Haden Blackman (roteiro)
Batgirl, de Gail Simone (roteiro) e Ardian Syaf (desenho)
Catwoman, de Judd Winick (roteiro) e Guillem March (desenho)
Red Hood and the Outlaws, de Scott Lobdell (roteiro) e Kenneth Rocafort (desenho)
Batwing, de Judd Winick (roteiro) e Ben Oliver (desenho)
Asa Noturna, de Kyle Higgins (roteiro) e Eddy Barrows (desenho)

Também já foram revelados os novos pacotes de assinatura:

Pacote DC: Duração de 1 ano com os mixes Superman, Batman, Lanterna Verde e Universo DC. São 48 edições e R$25 de crédito para compras de livros na Panini Books Club. 

Pacote DC Premium: Duração de 1 ano com os mixes Superman, Batman, Lanterna Verde, Universo DC, Liga da Justiça, Flash e A Sombra do Batman. São 84 edições e R$50 de crédito para compras de livros na Panini Books Club.

E abaixo as quatro revistas exclusivas de comic shops:

NOVOS TITÃS & SUPERBOY (52 páginas) 
Teen Titans, de Scott Lobdell (roteiro) e Brett Booth (desenhos)
Superboy, de Scott Lobdell (roteiro) e RB Silva (desenhos)

ESQUADRÃO SUICIDA & AVES DE RAPINA (52 páginas) 
Suicide Squad, de Adam Glass (roteiro) e Federico Dallocchio (desenhos)
Birds of Prey, de Duane Swierczynski (roteiro) e Jesús Saiz (desenhos)

UNIVERSO DC APRESENTA: DESAFIADOR (52 páginas) 
DCU Presents: Deadman, de Paul Jenkins (roteiro) e Bernard Chang (desenhos)

FRANKENSTEIN, AGENTE DA S.O.M.B.R.A. (52 páginas) 
Frankenstein: Agent of SHADE, de Jeff Lemire (roteiro) e Alberto Ponticelli (desenhos)

Embora eu tenha gostado da estratégia, algumas composições das revistas me desapontaram um pouco. Flash está com as séries do Arqueiro Verde e Exterminador, ambas muito fraquinhas, e a própria HQ do Velocista Escarlate não está lá aquelas coisas. Sei lá se essa mensal vai vingar.

Batman e A Sombra do Batman estão mais ou menos da forma como todos previam, mas eu preferiria que deixassem Batman – The Dark Knight dentro de A Sombra do Batman (que eu não compro), trocando por Batman and Robin. Liga da Justiça, embora tenha lido a primeira edição e não gostado, estou curioso sobre as próximas e vou comprar, mesmo sabendo que Capitão Átomo é uma merda (se Aquaman e Mulher-Maravilha estivessem aqui, pra mim seria perfeito).

Já Superman, eita nóis, com esse reboot eu finalmente vou voltar a comprar Superman. Seu mix está bem legal, mesmo tendo Supergirl, a Action Comics do Grant Morrison compensa. Ao contrário do Lanterna Verde, cujas histórias andam bem ruins (com exceção da Tropa).

Mas, colocar Fury of the Firestorm, Mister Terrific e OMAC em Universo DC foi de arrepiar. Com tantos outros títulos legais, como Monstro do Pântano, Homem- Animal, Stormwatch e Grifter, a Panini podia ter elaborado melhor pra tentar alavancar as vendas desse título.

Bom, mas como foram anunciados apenas 35 das 52 novas séries, talvez com o tempo sejam lançados encadernados especiais dos demais 17, inclusive os já cancelados nos EUA, como Men of War. Nesse caso, encadernados dos personagens que eu mencionei seriam bem-vindos, pois são histórias de bastante qualidade. Outros que espero bastante em lombada quadrada são Eu, Vampiro, um dos títulos mais sensacionais do reboot, e All-Star Western, já que provavelmente perdemos a série do Jonah Hex por queda nas vendas (culpa sua, que não comprou).

Quanto aos mensais menores, sei lá, o fato de não terem colocado em suas páginas os sucessos supracitados é um forte indício de que a editora vai mesmo reservá-los para encadernados. Ainda não li Esquadrão Suicida, Aves de Rapina e Frankenstein, mas não coloco fé neles. Alguém aí leu? Das quatro só me interessa a do Desafiador.

Lembrando que o Pipoca e Nanquim fez um review de cada série, clique aqui para ler.

E você? Quais os mensais que pretende começar a acompanhar? Curtiu a seleção de mixes? Mudaria alguma coisa?