Serenity: A Luta pelo Amanhã – Crítica

Lembro-me perfeitamente de quando Serenity foi lançado em DVD no Brasil. Fiquei instigado para assisti-lo, havia lido críticas positivas sobre o mesmo, mas por um motivo ou outro acabei deixando passar. De qualquer maneira isso acabou sendo bom, pois, definitivamente, para uma total apreciação de Serenity é necessário o background da série de TV Firefly. Não que o filme não funcione sozinho, mas a experiência só será completa se você conhecer toda a história desta epopeia das galáxias, sua produção e seu estranho cancelamento após o término da primeira temporada.

A criação, direção e roteirização da “franquia”, por assim dizer, é de Joss Whedon, que também deu origem aos conhecidos personagens da TV Buffy e Angel. Em 2012, ele foi responsável pela terceira maior bilheteria do cinema com um dos maiores filmes nerds de todos os tempos, Os Vingadores, o qual dirigiu e roteirizou.

Com uma larga experiência em TV, Whedon desenvolveu este “faroeste espacial” deveras interessante, com personagens autênticos, empolgantes e episódios extremamente divertidos. Apostando pesado na computação gráfica, o projeto ganhou o prêmio Emmy de melhores efeitos especiais – que chamavam mesmo muita atenção, levando em conta o baixo orçamento disponível.

No entanto, estranhamente, o “produto” não agradou a FOX, que cancelou tudo logo após a primeira temporada, deixando centenas de milhares de fãs frustrados e furiosos, como, por exemplo, Sheldon Cooper (The Big Bang Theory), que cita esporadicamente a série. Buscando então dar um desfecho a esta trama que havia apenas começado, Whedon achou na Universal a possibilidade de um ponto final digno de nota. E foi o que aconteceu, pois Serenity é uma grande obra de sci-fi.

O universo criado pelo diretor é diferenciado. No futuro, a raça humana teve de deixar a Terra, habitando outros planetas e sistemas. Só que não existem espécies alienígenas imensidão adentro, somos os únicos habitantes da galáxia. Estes sobreviventes são descendentes de duas etnias remanescentes: os chineses e os nativos da língua inglesa. Por isso, todos sempre praguejam no idioma oriental.

Serenity (que é o nome da nave do grupo) apresenta de forma criativa uma tripulação de amigos, hora contrabandistas, hora bem feitores, que vaga pelo universo sem destino aparente. Eles são comandados pelo herói de guerra Mal, que lutou pelo exército Independente, dizimado pela supremacia da Aliança, sendo o sepulcro mor deste conflito o Vale Serenity.

O fato é que uma das passageiras é procurada pela Aliança. River sempre foi fantástica em tudo que fez, mas depois de sofrer com experimentos em seu cérebro, a garota nunca mais foi a mesma. Seu irmão, Simon, conseguiu resgatá-la, mas a perseguição se tornou implacável, ganhando diferentes rumos quando os verdadeiros planos da Aliança são expostos.

O elenco conta com: Nathan Fillion, como o engraçado e contraditório capitão Mal; Gina Torres, como a sidekick Zoë; o hilário Alan Tudyk encarna o piloto Wash; a linda Morena Baccarin é a acompanhante Inara; o sempre devagar Adam Baldwin faz o meliante Jayne; Jewel Staite encanta como a mecânica Kaylee; Sean Maher interpreta o doutor Simon (Maher é o mais fraco de todos os atores); Summer Glau é a misteriosa River e Ron Glass é o pastor Book. Todos os citados participaram de Firefly, já no longa temos também a participação de Chiwetel Ejiofor, David Krumholtz e Sarah Paulson.

Nem todas as respostas de Firefly são reveladas. Os homens de mãos azuis, por exemplo, não são completamente explorados. No entanto, a construção do passado dos temíveis Reavers é incrível. Estes seres malditos e violentos realmente geram apreensão, ainda mais por suas histórias que envolvem incansáveis estupros, canibalismo e o uso de pele humana como vestimenta. Destaque também para a emboscada criada por Mal, envolvendo Reavers e a Aliança, que é realmente eletrizante.

Um espírito de honradez é o mote principal do roteiro de Serenity. Decisões importantes precisam ser tomadas diante da autocracia da Aliança, e para isso sacrifícios são feitos. É justo afirmar que falta certa consistência no texto em alguns momentos, mas nada que prejudique o resultado geral.

No final, Serenity é obrigatório para quem curte o tema ficção científica (e de quebra faroeste). Joss Whedon realizou uma condução eficiente (este foi seu primeiro grande trabalho como diretor), adaptou sua cria dignamente para o cinema e operou um milagre com o orçamento de míseros R$ 40 milhões de dólares. Apesar de funcionar independentemente, como disse antes, o filme será 100% aproveitado somente pelos fãs de Firefly, que podem entender como Simon e River escaparam do hospital pela primeira vez, ver relacionamentos de longa data (e de pura enrolação) finalmente se consumando, apreciar o tema da série nos créditos finais e por aí vai.

Mais críticas como essa você encontra em Crítica Daquele Filme.

Videocast 122 – Aliens (e Super Power Con)

Olá, amigos do PN!

Sejam bem-vindos a mais um videocast do Pipoca e Nanquim, seu programa preferido de culinária e afins.

O assunto hoje nos leva aos confins inexplorados do espaço sideral: aliens!!! Aproveitando o lançamento de Prometheus, que traz de volta o diretor Ridley Scott à franquia por ele iniciada há mais de três décadas, decidimos falar sobre um dos dois monstros/alienígenas mais legais do cinema (o outro você sabe quem é, não?).

E alien vai além dos filmes. Temos também HQs sensacionais, crossovers na sétima e nona arte e um monte de outras coisas fodásticas que nem sequer mencionamos aqui (quem não quer um action figure da Rainha decorando sua estante?).

E no terceiro bloco mostramos um pouco de como foi o Super Power Con, evento de quadrinhos que ocorreu em São Paulo no início de junho desse ano. Estava bem legal!

E é isso aí, galera. Aguardem nossa crítica do filme novo e público seus comentários aqui mesmo. Até a próxima.

COMENTADO NESSE VIDEOCAST

Videocast 22 – Ridley Scott
Podcast 09 – David Fincher
– Prometheus – Crítica (breve) 

QUADRINHOS COMENTADOS 

Aliens – 3 edições (Abril)
Batman versus Aliens – 2 edições (Mythos)
Batman versus Aliens 2 – 3 edições (Panini)
Batman/Aliens (Mythos)
Juiz Dredd versus Aliens – 2 edições (Mythos)
Lanterna Verde versus Aliens (Abril)
Superman versus Aliens – 3 edições (Abril)
Superman/Aliens 2 – 2 edições (Abril)
Aliens – Salvação (Opera Graphica) 

FILMES COMENTADOS 

Alien, o Oitavo Passageiro (Alien, 1979)
Aliens, o Resgate (Aliens, 1986)
Alien 3 (Alien 3, 1992)
Alien – A Ressurreição (Alien: Ressuction, 1997)
Prometheus (Prometheus, 2012)
Alien versus Predador (Alien vs. Predator, 2004)


122 – Aliens e Super Power Con (Pipoca e Nanquim) por pipocaenanquim no Videolog.tv.

 


Podcast 67 – Os Vingadores, o Filme

Bombástico! Sensacional! Hilariante! Acachapante! Possivelmente o melhor filme de entretenimento já feito! Não é exagero, Os Vingadores é foda, foda, foda demais!!! Se você ainda não assistiu, que um raio do Deus do Trovao caia em sua cabeça. Pô, desliga essa bujança e corre para o cinema.

O filmaço da Marvel chegou batendo recordes e entrando para a história do cinema. Exagero? Nem um pouco.

Sim, já teve meia dúzia de gato pingado reclamando do filme. E quer saber, nossa conclusão é: o mundo tem nego chato pra caralho!!!

Tudo funciona em Os Vingadores; a ação está entre as melhores já feita em qualquer gênero de filme; os diálogos são afiados e inteligentes (sem contar o bom humor); o roteiro encontra espaço para divertir e alfinetar o american way, mas ele não deixa de louvar os pontos positivos da cultura estadunidense, tudo de forma comedida e verossímil. Os atores estão perfeitos (todos!) e a direção inspirada. Os efeitos? Funcionam! Para nós, Nova York foi realmente invadida e devem estar reconstruindo neste exato instante.

Em suma, não tem como não sair deste filme com uma sensação de retorno à infância, com várias de suas ânsias nerdisticas preenchidas e com um desejo de quero mais!

Então, eis que nós, junto com Hugo Soares, do Pauta Livre News, emocionadíssimos entregamos um reles podcast sobre este filme: Os Vingadores! Compartilhe dessa empolgação conosco, ouça o programa e vamos estender esse bate-papo aos comentários.

E um aviso, comentamos várias cenas do filme, que não chegam a ser grandes spoilers, mas podem chatear o espectador que ainda não assistiu. Entretanto, dedicamos o quarto bloco para discutir o filme sem medo de dar spoilers. Portanto, só ouça o último bloco depois que ir ao cinema (não se preocupe, alertamos isso no podcast também).

É isso aí, vibre conosco falando de Os Vingadores!!

COMENTADO NESSE PODCAST

Crítica de Alexandre Callari sobre o filme.
Videocast 116 falando dos quadrinhos da equipe.
Pauta Livre News, site com o podcast de Hugo Soares.
Site oficial de Stan Lee.
Compre aqui os quadrinhos Os Surpreendentes X-Men, histórias sensacionais de Joss Whedon.
Leia quadrinhos dos Vingadores.
– Assista O Hobbit na Moviecom! Veja os horários das salas 3D!

Músicas

Bloco 01
Shoot to ThrillAC/DC
NIBOzzy e Primus

Bloco 02
What God Wants (Part 1)Roger Waters
HumanityScorpions

Bloco 03
Baba O’rileyThe Who
Old ManNeil Young

Bloco 04
Land Of ConfusionDisturbed

 

Se você gostar do que ouvir, ajude o podcast a se espalhar e clique no botão de RETWEET ou  CURTIR do Facebook. Indique para os amigos, coloque no seu blog, abra uma comunidade no Orkut, segue a gente no Twitter, enfim, colabore com as coisas que gosta (no caso, com Pipoca e Nanquim, rs)! Segunda que vem tem mais.

OUÇA AQUI A VERSÃO SEM BLOCOS MUSICAIS
Para  baixar clique com o botão direito e “salvar link como”

Reproduzir

Podcast 60 – Super-Heróis no Cinema em 2012

Olá a todos,

Sejam benvindos a mais um podcast do Pipoca & Nanquim. E, assim como fizemos em 2011, estamos dando nossas provavelmente furadas previsões para os filmes de heróis de 2012. Quer dizer, da última vez quase todo mundo queimou a língua (afinal havíamos desprezado o excelente X-Men – Firts Class e tínhamos esperanças no Conan – há-há-há). Será que vamos repetir a dose ou, pelo menos, acertar um pouquinho? Se bem que será que dá para errar com o terceiro Batman? Vamos esperar que não!

Convidamos você, nosso ouvinte fiel, a adivinhar (só de farra) o que vai prestar e o que não vai este ano e, se discordar do que falamos, a descer a lenha sem dó nesse espacinho que tem aí embaixo chamado “Comentários”, já que sabemos que esse é um assunto que todo mundo adora. E é isso aí, galera, esperamos todos na semana que vem. Grande abraço!!!

AVISO: O endereço de feed do podcast Pipoca e Nanquim mudou, delete o anterior e atualize para http://feeds.feedburner.com/pipocaenanquimpodcast. Funcionando totalmente em iTunes.

Músicas

Bloco 01
She’s not there Santana
Feeling Alright Joe Cocker

Bloco 02
Monkberry Moon Delight Paul McCartney
I’m Cryin’ Journey

Bloco 03
Deuce (Live) Kiss
Highway To Hell (Live) AC/DC

Bloco 04
Walk Of Life (Live)Dire Straits
TattooVan Halen

BAIXE AQUI A VERSÃO SEM BLOCOS MUSICAIS.

__________________________________________________________________________________________

  • iTUNES
    Você também pode assinar o podcast em seu iTunes:  Sabe Como?

Se você gostar do que ouvir, ajude o podcast a se espalhar e clique no botão de RETWEET ou  CURTIR do Facebook. Indique para os amigos, coloque no seu blog, abra uma comunidade no Orkut, segue a gente no Twitter, enfim, colabore com as coisas que gosta (no caso, com Pipoca e Nanquim, rs)! Segunda que vem tem mais.

Reproduzir

Novo trailer dos Vingadores!

Durante a transmissão do Superbowl nesse domingo, a Marvel liberou pela primeira vez um comercial dos Vingadores para o grande público, e logo em seguida o disponibilizou com o dobro do tamanho na internet. O vídeo tem pouco mais de um minuto, mas é bastante revelador. Algumas cenas são repetecos do trailer anterior, mas agora pudemos finalmente ver a equipe reunida (momento arrepiante do final do trailer), o incrível Hulk em ação (um CGI até que bem feito, embora eu ache que não é a versão finalizada) e a revelação de que sim, os inimigos são mesmo alienígenas, provavelmente os Chitauris, raça apresentada nos quadrinhos dos Supremos.

Particularmente, gostei muito do que mostraram e não vejo a hora de assistir esse filme! Parece-me que a participação de cada um dos heróis está bem dosada, Tony Stark tem seu merecido destaque (diálogo clichê com Loki, mas ao mesmo tempo incrível) e as cenas de ação certamente irão empolgar. O trailer consegue criar expectativa mesmo com pouca duração, imagina o quanto vão nos deixar ansiosos quando liberarem um vídeo maior – de nos deixar pensando “caramba, vai MESMO acontecer”! A Marvel Studios realmente mostrou a que veio!

E vocês, o que acharam? O filme vai ou não vai ser do caralho?