DC anuncia Liga da Justiça da América

Escrito por Doctor Doctor do SOC! TUM! POW!

O domingo trouxe novidades para os fãs da Liga da Justiça, pois a DC anunciou na Fan Expo Toronto o surgimento de uma terceira divisão da equipe: a Liga da Justiça da América.

Formado por Steve Trevor, J’onn J’onzz, Mulher-Gato, Arqueiro Verde, o novo Lanterna Verde (Baz), Sideral, Vibro, Katana e Gavião Negro o grupo surge para unir forças à Liga da Justiça e à Liga da Justiça Dark. Suas aventuras estreiam em revista própria (Justice League of America) em 2013 e serão escritas por Geoff Johns – que continua como roteirista de Justice League – e desenhadas por David Finch (Batman: The Dark Knight).

“Em uma primeira impressão, as pessoas podem pensar que os heróis da LJA ficam nas sombras de Superman, Mulher Maravilha e outros membros da Liga da Justiça, mas eles podem prosperar nas sombras”, explicou Johns durante o painel DC Entertainment-All Access. “São heróis menores que tem tudo a provar e algo a perder; uma equipe inusitada de integrantes que se ajudarão para provar que são tanto do time A quanto qualquer outro… sim, até mesmo Vibro.”

O roteirista explicou ainda que tanto ele quanto Finch estão se esforçando para mostrar como é não fazer parte dos sete principais da Liga – Superman, Mulher Maravilha, Batman, Lanterna Verde, Flash, Aquaman e Ciborgue. “Algumas vezes a grama do vizinho não é tão verde assim”, disse.

Em entrevista ao MTV Geek, o roteirista explicou que as três equipes habitarão o mesmo universo e que suas histórias estarão relacionadas. Mas, apesar disso, Johns explicou que Justice League of America terá uma abordagem diferente de Justice League, que continuará escrevendo. Segundo ele, JLA terá o mesmo clima da extinta Justice Society of America, série para a qual escreveu mais de 100 edições, que também tratava de heróis que não faziam parte do primeiro escalão.

É sério que a DC vai investir de novo na já explorada ideia de mostrar como é não ser um dos principais da Liga? Se me recordo bem, a última tentativa disso foi a famigerada fase escrita por James Robinson, recém publicada no Brasil e que era composta por Congo Bill, Starman, Donna Troy e outros heróis secundários. Além disso, Justice League of Americacontará com a arte suja de David “Só-sei-fazer-capas” Finch, cujo futuro na revista do Batman fica incerto.

A única notícia minimamente promissora de tudo isso foi a comparação da nova série comJustice Society of America, na qual Johns realizou um trabalho maravilhoso e teve um grande sucesso em enaltecer personagens menores. Se ele seguir o mesmo caminho, pode ser que a ideia da JLA seja interessante. Vamos esperar por novidades.

Ir para o artigo original.

Batman Especial: O Cavaleiro das Trevas – Crítica.

Não é de hoje que se ouve que os quadrinhos vendem cada vez menos. Os leitores desistem, o mercado se estreita e a popularidade diminui. Mas depois de ler esta história, entendo perfeitamente os motivos para este desprestígio com o passar do tempo

Trata-se da publicação Batman: O Cavaleiro das Trevas. Com um título desses, similar ao filme sucesso de bilheteria e pegando carona na obra cinematográfica do Morcego, a Panini Comics lança este encadernado (estranhamente com grampos) nas bancas brasileiras.

O enredo é centrado do repentino sumiço de Dawn Golden (daí vem o nome do arco: Aurora Dourada) uma socialite e amiga de infância de Bruce Wayne, que ao investigar seu desaparecimento, descobre estranhas ligações de Golden com seu já antigo rival Pinguim e uma ceita demoníaca em Gotham.

Já não satisfeito com a premissa confusa, os desenhos em nada ajudam na história: David Finch e seus mais de oito (sim, OITO) arte-finalistas mudam tanto os rumos da história que várias vezes é preciso voltar algumas páginas para ter certeza se você está lendo a mesma trama ainda!

Com participações desnecessárias (Etrigan e Pinguim fazem tão pouco que nem valem a aparição) e cenas ridículas, SPOILER (selecione o trecho com o mouse para ler) (em determinada cena o Crododilo, comparsa de Pinguim, amarra Batman tão bem que o mesmo ao saber que uma bomba em seu peito irá explodir em OITO SEGUNDOS  apenas estufa o peito e se desfaz das amarras) e ainda passando por furos de roteiro ( a rixa entre Comissário Gordon e Tenente Forbes simplesmente some da trama) faz essa história ter um roteiro digno de redação da quarta série do ensino fundamental. Eu juro, essa história é tão bagunçada que me senti com sérios problemas de interpretação de texto.

O preço então fecha o caixão: R$15,90 por uma história de nível baixo e sem lombada quadrada, como todos os encadernados da Panini possuem, o que faz essa história merecer por razão ficar esquecida em algum canto das bancas. A nota que darei a ela acredite: é porque estou de bom humor.

Minha avaliação: 3/10.

Videocast 70 – Sonhos

Olá, pessoal.

Pois é, videocast 70. Quem diria que chegaria a tanto – e o mais incrível é que continuamos a crescer, graças, obviamente, ao seu suporte. Portanto, nossos sinceros agradecimentos e, para tentar compensar um pouquinho a força que você tem nos dado, vamos sempre que possível fazer sorteios como este que está rolando agora: Combo Scott Pilgrim – uma cortesia da Quadrinhos na CIA e da Universal Pictures. Você ainda tem mais uma semana para concorrer a este prêmio espetacular. Boa sorte a todos.

O tema desta semana é Sonhos – em referência ao sonho que está sendo lançar o livro Quadrinhos no Cinema!!! (adquira o seu aqui). Mas antes que a galera caia de pau em cima da gente, adiantamos que neste programa não falamos de Sandman e David Lynch. Por que? Pelos motivos de sempre, se falássemos, esses dois temas comeriam o programa inteiro, portanto guardamos ambos para futuros especiais.

Nos quadrinhos voltamos ao começo do século passado com Little Nemo (que permanece inédito nas terras brasileiras, apesar de ser referência mundial para o gênero), mas também citamos coisas recentes e diferentes, como a HQ argentina Noturno e a antiga Moonshadow. No terceiro bloco, ao invés do checklist, optamos por falar dos “quadrinhos que estamos lendo” – esperamos que gostem, é uma chance de obter mais dicas de leitura, só que fora do tema.

Nos filmes tem muuuuuita coisa boa. A presença de dois dos maiores gênios da sétima arte, Kurosawa e Hitchcock, o bom thriller Morte nos Sonhos e o visualmente espetacular A Cela. Não podia faltar, claro, o monstro deformado mais legal do mundo dos pesadelos (sabe de quem estamos falando?).

É isso aí galera, na semana que vem teremos muitas surpresas para vocês – e não se esqueçam de escrever para nós dizendo o que acham do programa.

QUADRINHOS INDICADOS
Little Nemo in Slumberland (inédito no Brasil)
Moonshadow (Globo)
Noturno (Zarabatana)
Na Colônia Penal (Quadrinhos na Cia.)
Castro (8nverso)
NoiteLuz (Via Lettera)

FILMES INDICADOS
Morte nos Sonhos (Dreamscape)
Sonhos (Dreams/Yume)
Quando Fala o Coração (Spellbound)
A Hora do Pesadelo (A Nightmare on Elm Street)
A Cela (The Cell)

Grande abraço a todos!

Abraço a todos! Ajudem a divulgar o videocast e cliquem nos botões de Twitter e Facebook lá embaixo.

70- Sonhos – Pipoca e Nanquim – Cinema e HQs por pipocaenanquim no Videolog.tv.