Como CAMELOT 3000 revolucionou os quadrinhos | PN Especial #86

Em 1982, a DC Comics apostou numa iniciativa até então inédita e preparou o lançamento de sua primeira HQ vendida exclusivamente para o mercado direto. Sem saber, a editora estava mudando os rumos da indústria. CAMELOT 3000, uma maxissérie em 12 edições, foi uma bombástica inovação em diversos segmentos. Além de obter uma resposta extremamente positiva do público à nova forma de distribuição, apresentava acabamento de luxo para a época e temática adulta, abordando temas relevantes como liberação sexual, política, extremismo religioso, entre outros. Escrita por Mike W. Barr e magistralmente desenhada por Brian Bolland, o quadrinho se tornou um clássico e, após anos fora das livrarias e bancas, ganha agora, em 2018, um relançamento de luxo pela Panini Comics.

COMPRE:

CAMELOT 3000 na Amazon (de R$ 82,00 por R$ 67,90): http://bit.ly/camelotpn

– Compre o lanche Camelot 3000 na Taverna Medieval e ganhe cupom de 15% off em qualquer HQ da DC na loja online da Panini (até 22/04): http://bit.ly/tavernapn

– LOJA DA PANINI: http://bit.ly/lojapaninipn
* Promoção da Taverna Medieval válida até 22/04

– CONHEÇA A TAVERNA MEDIEVAL: http://bit.ly/tavernapn

Rua Gandavo, 456 – Vila Clementino
São Paulo – Tel.: (11) 4114-2816

Horários de Funcionamento:
De terça a quinta -feira das 18h00 às 23h00
Sextas e sábados das 18h00 às 01h00
Domingos das 18h00 às 23h00

SINOPSE DA HQ:

Por século, a lendária figura do Rei Arthur serviu como um resplandecente exemplo de justiça e virtude – o próprio espírito da cavalaria encarnado, mas que foi abatido pela traição de sua rainha e de seu melhor amigo. Assim, a lenda do mítico rei correu os séculos, milênios, sempre pairando no ar como a característica névoa que cobre Londres – a capital de seu país, Inglaterra -, à espera do momento em que sua nação mais necessitasse novamente de sua liderança. E essa hora chegou – não apenas para sua pátria, mas para o mundo inteiro!

A humanidade está no terceiro milênio e enfrentando o maior desafio de sua história: uma invasão alienígena de seres dispostos a escravizar ou destruir os seres humanos! Subjugados pela tecnologia superior dos invasores, a humanidade está à beira do fim quando um jovem descobre sem querer uma antiga sepultura sob glastonbury tor e desperta o há muito adormecido Arthur Pendragon.

De volta à vida, o rei do passado e do futuro convoca seus antigos aliados – alguns muito diferentes do que ele lembrava – e prepara-se para reunir seus cavaleiros ao redor da Távola redonda uma vez mais e enviar os pretensos conquistadores de volta para o espaço. Mas o mundo é muito diferente do antigo habitado por Arthur e está repleto de novos terrores tecnológicos e ameaças nunca visitas.

Mesmo que o rei empunhe a poderosa excalibur para liderar a resistência humana, ainda restam dúvidas sobre se isso será suficiente para enfrentar o desafio . ou se os mesmo inimigos que já conspiram contra o grupo finalmente aproveitarão a chance para destruir a Távola Redonda de uma vez por todas!

LOJA OFICIAL DO PIPOCA & NANQUIM:

📱 http://www.lojadopn.com.br

◾ PARTICIPE ENVIANDO SUA CORRESPONDÊNCIA: 

📩 Caixa postal 78913  CEP 05061-970  – São Paulo/SP

◾ Curta nossa FANPAGE no Facebook:
http://www.facebook.com/Pipocaenanquim
—————————————-­­—————————————­-­—————–­-­—–
◾ Siga o Pipoca e Nanquim no TWITTER:
http://twitter.com/PIPOCAENANQUIM
—————————————-­­—————————————­-­—————–­-­—–
◾ Inscreva-se em nosso CANAL NO YOUTUBE:
http://www.youtube.com/pipocaenanquim
—————————————-­­—————————————­-­—————–­-­—–
◾ Siga o INSTAGRAM do Pipoca e Nanquim:
http://instagram.com/pipocaenanquim (por Bruno Zago)
http://instagram.com/danielgillopes
—————————————-­­—————————————­-­—————–­-­—–
📩 E-mail para SUGESTÕES, CRÍTICAS, ELOGIOS E DÚVIDAS:
[email protected]

Listas das melhores HQs de 2010 para a família P&N!

Olá, pessoal!!

O ano de 2010 foi fantástico em termos de lançamento de quadrinhos, se você acompanha os essenciais checklists do Universo HQ, deve ter vivido o mesmo drama nosso de não nadar em dinheiro, pois foram mais de cem títulos lançados por mês e aquela dúvida do que comprar primeiro, ótimas editoras como Cia das Letras, Devir, Conrad, Panini, Leya/Barba Negra, Zarabatana, Gal, JBC e várias outras, nos brindaram com excelentes HQs, também não podemos esquecer dos quadrinhistas independentes que com muita força, coragem e ousadia conseguiram seu espaço e nos apresentaram histórias fabulosas e extremamente originais, o quadro resultante disso é um mercado bastante diverso, tem quadrinhos para os mais diversos públicos, tanto em temática quanto em preço.

Como não podia deixar de ser, elaboramos as famigeradas listas de final do ano (sim elas são manjadas, sempre deixam a desejar, mas são uma delicia de se fazer e acompanhar e segundo Umberto Eco “A lista é a origem da cultura. Ela faz parte da história da arte e da literatura”), sem pestanejar nos três do Pipoca e Nanquim montamos rankings com as 10 HQs preferidas de cada um lançadas por aqui esse ano, para deixar estas indicações ainda mais completas chamamos representantes de cada site parceiro para elaborar uma também, entraram na jogada o Filipêra do Nerd Somos Nozes, Vícola (Doctor Doctor) do Soc Tum Pom e toda a trupe do Área 171.

Bruno Zago

“Camelot 3000” (Panini) de Mike W. Barr e Brian Bolland;
“Cicatrizes” (Leya Cult) de David Small;
“Scott Pilgrim Contra o Mundo” (Quadrinhos na Cia.) de Bryan Lee O’Malley;
“Meus Problemas com as Mulheres”1 (Conrad) de Robert Crumb;
“Demolidor – A Queda de Murdock” (Panini) de Frank Miller e David Mazzucchelli;
“Memória de Elefante”2 (Quadrinhos na Cia.) de Caeto;
“Fracasso de Público – Desencontro de Titãs” (Gal Editora) de Alex Robinson;
“Os Beats”3(Benvirá) de Harvey Pekar, Ed Piskor e outros;
“Transmetropolitan – De Volta às Ruas” (Panini) de Warren Ellis;
“Sandman Edição Definitiva” (Panini) de Neil Gaiman.

Daniel Lopes*

“Cachalote” (Quadrinhos na Cia.) de Daniel Galera e Rafael Coutinho
“Msp + 50” (Panini) de vários autores
“Bando de Dois” (Zarabatana) de Danilo Beyruth
“Mondo Urbano” (Devir) de Rafael Albuquerque, Mateus Santolouco e Eduardo Medeiros
“Guerra de Alan” (Zarabatana) de Emmanuel Guibert
“Táxi” (Independente) de Gustavo Duarte
“Cicatrizes” (Leya Cult)
“Namor – As profundezas” (Panini) de Peter Milligan e Esad Ribic
“Memória de Elefante” (Quadrinhos na Cia.)
“Kiki de Montparnasse” (Record), de José-Louis Bocquet e Catel Muller

* Preferi montar minha lista somente com lançamentos até então inéditos no Brasil.

Alexandre Callari

“Sandman: Edição Definitiva Vol. 1” (Panini)
“Cachalote” (Quadrinhos na Cia)
“A Noite Mais Densa” (Panini) de Geoff Johns e Ivan Reis
“A Queda de Murdock” (Panini)
“Ranxerox” (Conrad) de Stefano Tamburini e Tanino Liberatore
“Camelot 3000” (Panini)
“Notas Sobre Gaza” (Quadrinhos na Cia) de de Joe Sacco
“Namor – As Profundezas” (Panini)
“Bórgia Vol 3 – As Chamas da Fogueira” (Conrad) de de Alejandro Jodorowsky e Milo Manara
“Clic – Edição Completa Encadernada” (Conrad) de Milo Manara

Filipe Siqueira (editor do Nerds Somos Nozes)

“Notas sobre Gaza” (Quadrinhos na Cia.)
“A Liga Extraordinária – Século:1910” (Devir) de Alan Moore e Kevin O`Neill;
“Bando de Dois” (Zarabatana Books)
“O Fotógrafo Vol. 3” (Conrad) de Didier Lefèvre, Emmanuel Guibert e Frédéric Lemercier;
“Bórgia Vol 3 – As Chamas da Fogueira” (Conrad)
“Cachalote” (Quadrinhos na Cia.)
“Mondo Urbano” (Devir)
“Kick-Ass” (Panini) de Mark Millar e John Romita Jr.
“Scott Pilgrim contra o Mundo” (Quadrinhos na Cia.)
“Batman e Robin” (Panini) de Grant Morrison e Frank Quitely

Doctor Doctor (editor do Soc Tum Pow)

“Magneto: Testamento” (Panini) de Greg Pak e Carmine Di Giandomenico
“Bando de Dois” (Zarabatana)
“Pequenos Heróis” (Devir) de Estevão Ribeiro e outros.
“MSP+50” (Panini)
“Fábulas” (Panini) de Bill Willingham, Lan Medina, Mark Buckingham e outros
“Camelot 3000” (Panini)
“Ranxerox” (Conrad)
“Jonah Hex – Marcado pela Violência” (Panini) de Jimmy Palmiotti, Justin Gray e Luke Ross
“Memória de Elefante” (Quadrinhos na Cia.)
“Clic – Edição completa” (Conrad)

Cúpula pensante do Área 171*

“Y O Último Homem – (Um pequeno passo e Ciclos)” (Panini) de de Brian K. Vaughan ePia Guerra
“Bórgia Vol. 3 – As Chamas da Fogueira” (Conrad) de e Alejandro Jodorowski e Milo Manara
“Namor – As Profundezas” (Panini)
“Peanuts Completo #3” (L&PM) de Charles M. Shulz
“Cicatrizes” (Leya Cult)
“Flash Gordon” (Editorial Kalaco) de Alex Raymond
“O Pequeno Livro do Rock” (Conrad) de Hervé Bourhis
“Loveless – Terra Sem Lei” (Panini) de Brian Azzarello e Marcelo Frusin
“Scott Pilgrim Contra o Mundo” (Quadrinhos na Cia.)
“The Boys – O Nome de Jogo” (Devir) de Garth Ennis e Darick Robertso

*”Os Mortos Vivos”, unanimidade entre os membros do Área 171, não pôde constar na lista porque o quinto volume, “A Melhor Defesa”, prometido para dezembro de 2010, não está ainda disponível no mercado. Assim a HQM completa 2010 sem Os Mortos Vivos nas Bancas. Malditos sejam! Fica consignada a menção honrosa juntamente com nosso protesto!”

E ai pessoal, qual foram para vocês as Melhores HQs que sairam por aqui esse ano?