Recapitulação: Better Call Saul T02E01 – “Switch”

Por Guilherme Roussenq

Better Call Saul está de volta. A aguardada segunda temporada da série já está passando lá fora e, à medida que os episódios forem saindo, também disponível no Netflix Brasil com apenas um dia de diferença, vou escrever, semanalmente, uma espécie de recapitulação de cada episódio, então haverá vários spoilers dos acontecimentos nos textos. Sendo assim, você que ainda não assistiu é melhor fazê-lo antes de ler os parágrafos abaixo. Caso você seja uma daquelas pessoas que não se importa em saber o que vai acontecer antes mesmo de assistir, eu te invejo. Sério. Bom, vamos ao que interessa.

***

“Switch” é o nome do episódio que abre essa temporada da série. É um título apropriado porque significa uma troca, mudança, algo bem inerente à proposta da série. Já sabemos que Jimmy McGill se transformará em Saul Goodman, só não sabemos em qual ponto da história isso se dará. Switch, em inglês, também significa um interruptor e tem o mesmo sentido, de trocar algo de apagado para acesso ou vice-versa e haverá um interruptor na história, mas, vamos com calma.

series premiere retorna de uma maneira quase idêntica a primeira cena da temporada anterior, com um flashforward de Jimmy/Saul (mas nesse caso Gene), pós acontecimentos de Breaking Bad, trabalhando no Cinnabon de Omaha, Nebraska. Com uma montagem com fotografia em preto e branco, vemos o personagem em sua prisão metafórica, amarrado ao trabalho cotidiano, longe das emoções que sua vida anterior proporcionou. Da mesma forma, ele fica preso, desta vez fisicamente, ao levar o lixo para a sala de recolhimento e a porta pela qual entrou acaba trancada. Ele tem a alternativa de sair por outra porta mas há um aviso que diz que caso o faça o alarme soará e a polícia será avisada. Jimmy/Saul reflete e acaba por escolher esperar alguém abrir a porta em que não há alarme.  Pobre Jimmy, sabemos que ele sente falta de ser Saul Goodman e isso é ressaltado quando, no momento de espera por alguém, escreve na parede “SG esteve aqui”.

É adorável como a narrativa joga em duas frentes, sendo uma a de Mike com Price, visto na temporada anterior em “Pimento” como um dos empregadores de Mike, mas que agora está fazendo o oposto do recomendado para uma pessoa envolvida no mundo do crime. Ele aparece para o encontro dirigindo, surpreendentemente, uma Hummer. Mike, sabiamente, se nega a auxiliá-lo, pois sabe como Price está pavimentando seu destino para a prisão.

Sendo assim, Nacho está com o caminho livre e não deixa a oportunidade passar. Descobrimos, por meio da licença de carro encontrada por ele, que o nome verdadeiro de Price é Donald Wormald. Claro que essa informação seria aproveitada e não é nada estranho quando Donald tem sua valiosa coleção de cartões de basebol roubada, o que leva a um chamado da polícia a sua casa. Os oficiais ficam desconfiados como tal pessoa, um simples funcionário de programação para uma empresa farmacêutica, tem um carro e uma coleção assim. Tenho quase certeza que essa será uma peça importante ligada ao desenvolvimento da história de Saul.

Falando em Saul, também é notável como Gilligan e companhia não tem pressa em acelerar a transformação de Jimmy McGill em seu alter ego. A primeira temporada inteira foi feita para esse acontecimento e, lembremos, ao seu final Jimmy não está interessado no encontro para trabalhar como advogado na firma Davis & Mane. Nós sabemos que aquela não é a vida que ele quer, já sabemos seu futuro, acreditamos que ele está livre, que veremos Saul Goodman logo em seguida, porém não é bem o que acontece.

Switch” desacelera um pouco nossas expectativas. Jimmy está disposto a deixar sua vida de advogado para trás, muito em virtude de ter recebido um não de Kim em relação ao futuro amoroso de ambos. Larga seu pretenso escritório e parece que viverá no modo Slippin’ Jimmy, aplicando pequenos golpes em hotéis. É dessa forma que Kim o encontra, flutuando em uma poltrona inflável na piscina de um dos hotéis, tomando drinques e usando nomes falsos.  Ela tenta convencê-lo a aceitar a oferta de trabalhar na firma entretanto acaba sendo envolvida em mais um dos golpes de Jimmy. É nessa hora que a série nos faz sorrir com referências. A dupla aplica um golpe em Ken Wins, o falastrão e exibido personagem que tem o carro explodido por Walter na primeira temporada de Breaking Bad. O golpe em questão se tratava de fazer Ken acreditar que Jimmy possuía 1,6 milhões de dólares e gostaria de investir em ações, porém seu intuito era beber uma tequila de 50 dólares cada shot. Aqui temos outra referência a Breaking Bad já que a tequila é uma Zafire Añejo, a mesma que Gus Fring oferece a Don Eládio em “Salud”. Ainda há uma brincadeira com o destino de Jules em Pulp Fiction.

Deixando as referências de lado, Jimmy e Kim saem vitoriosos do golpe, levada pela embriaguez da vitória bem como da tequila, ela o beija e também o leva para passar a noite em sua casa. Porém é a manhã seguinte que mais importa, pois é quando Jimmy se dá conta que além de sempre ter a necessidade de agradar Chuck, também tem esse sentimento em relação a Kim. Sai dessa epifania uma decisão. Aceitar a proposta de trabalho.

Outro switch, hein? E é aqui que entra o citado interruptor. Ele está na sala que agora é de Jimmy e contém um aviso “Sempre deixe ligado! Nunca desligue!”. Nós expectadores estamos curiosos, claro, e Jimmy também, sendo assim ele faz o que queremos e baixa o interruptor para desligado. O que acontece? Ainda não sabemos, aparentemente nada. Frustrado ele religa e o episódio acaba.

Claro que tal ato pode ser apenas outra metáfora, Jimmy já está a caminho de ser Saul e não está tão interessado em jogar pelas regras. Só o que sabemos é que “Switch” foi um ótimo começo e que Better Call Saul promete nos entregar surpresas. Afinal, tudo está por conta de Vince Gilligan e companhia e já provamos e aprovamos da água que eles nos deram.

bcs2.1.1 Better_Call_Saul_season_2__episode_1_review__An_abrupt_gear_change Bob-Odenkrik-and-Rhea-Seehorn-in-Better-Call-Saul-Season-2-Episode-1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *