Boardwalk Empire – A melhor série de 2010

Acabo de assistir os episódios finais da primeira temporada das duas séries mais faladas desse ano, Walking Dead e Boardwalk Empire e decidi que vou acompanhar somente a segunda daqui pra frente, Walking Dead foi uma decepção, o terceiro episódio eu já achei muito xarope, o quarto teve lá seus bons momentos e os outros dois foram uma tremenda porcaria.

Boardwalk Empire, O Império do Contrabando ao contrário de série Zumbi,  desde o primeiro episódio se mostrou excelente, ganhou ainda mais força no decorrer e terminou de maneira magistral,o que me faz esperar ansiosamente a próxima temporada.

Para quem dormiu no ponto e ainda não conhece ou não começou a assisti-la a trama é a seguinte:

Estados Unidos, 1920. A Primeira Grande Guerra terminou, Wall Street está prestes a florecer, mulheres acabaram de conquistar o direito de voto, o rádio se torna popular e as bebidas alcoólicas passam a serem proibidas, durante a chamada Lei Seca (1920-1933).

É nesse cenário que Enoch “Nucky” Thompson (Steve Buscemi), o tesoureiro de Atlantic City, percebendo sua posição de influencia política e da localização privilegiada de sua cidade, começa a elaborar um esquema de distribuição de bebidas e irá se tornar um grande chefe do crime organizado dominando também os cassinos e bordéis de toda a cidade. Nessa trajetória o gângster irá envolver em seus negócios uma ampla rede de políticos, policiais, familiares e até outros famosos gângsteres, como Al Capone e Arnold Rothstein.

Vai somando: a série é produzida pela HBO, escrita por Terence Winter (simplesmente o roteirista de A Família Soprano, uma das melhores produções sobre máfia já feita no universo), produzida por Martin Scorcese (o cineasta que mais domina o assunto máfia em Hollywood), que inclusive dirigiu o primeiro episódio e é protagonizada por Steve Buscemi (um dos meus atores favoritos) acompanhado de um elenco de peso, que conta com, Michael Pitt (Violência Gratuita), Shea Whigham (Machete), Stephen Graham (Inimigos Públicos), Kelly Macdonald (Onde os Fracos não Têm Vez). Isso tudo resulta na melhor série de 2010 e provavelmente entrará para o hall das melhores de todos os tempos, pois é um obra prima.

Boardwalk Empire não é uma série “fácil”, ela conta com roteiros densos, diálogos longos, tramas paralelas bem elaboradas que aprofundam personagens e  não fica o tempo todo criando suspenses baratos para prender sua atenção, ou seja, ela não subestima o telespectador. Apoiada em uma produção primorosa, que reconstrói aquela época de maneira jamais vista nas telas, Boardwalk mostra a vida Nucky, um personagem complexo, ora mafioso inescrupuloso, manipulador e sangue frio, ora uma figura pública, bondosa, que faz caridade, freqüenta grupos de feministas e apóia causa humanitárias.

Fique com a abertura da série, que tem como música tema a pérola “Straight Up and Down” da excelente banda The Brian Jonestown Massacre. Tenho certeza que só isso já lhe instigará a ver Boardwalk Empire.

Boardwalk Empire está para a Máfia, assim como Deadwood está para o Faroeste.

Boardwalk Empire é exibido aos domingos, às 22h, na HBO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. O primeiro capitulo já dá pra perceber que a serie é excelente. A primeira temporada já acabou em 12 episodios, mesmo? Caramba, serie boa é assim, acaba rapidinho.

  2. Assisti somente pedaços de um dos episódios e gostei muito. Com certeza irei baixar a série. Mas com esse post, fiquei com vontade de baixar também o disco da banda que faz a abertura.