Videocast 90 – Dia das Crianças

Olá, pessoal. A equipe do Pipoca e Nanquim deseja um feliz Dia das Crianças a todas as crianças e todos que têm coração de criança nesta sexta-feira especialíssima.

Sim, nós tomamos vergonha na cara e resolvemos fazer um programa delicioso com obras que todos adoram, independente da idade. Bom, na verdade alguns de nós perderam a vergonha na cara totalmente (não é, Bruno?) e ameaçam levar o programa à mais completa ruína, porém nada que tire o brilho das indicações de HQs e filmes sensacionais que você encontrará aqui.

Vamos relembrar História Sem Fim, um clássico dos anos 80 e discutir se Onde Vivem os Montros é apropriado para crianças pequenas. Que tal conversar um pouco sobre as adaptações para os quadrinhos de desenhos de super-heróis? Como é? Quadrinhos são adaptados para os desenhos, que são adaptados para os quadrinhos? É isso mesmo, e a molecada adora!

Não podemos deixar de mencionar o mestre dos magos (ops…) mestre dos mestres, Maurício de Sousa, que provavelmente ensinou mais da metade do país a ler. Tem também Ziraldo, Disney (que breve irá ganhar um especial) e muito mais. É isso aí, galera, esperamos que vocês gostem desta nossa homenagem aos melhores anos da vida de qualquer ser humano.

E não se esqueça, se você for de São Paulo, ainda dá tempo de correr lá na 18º FestComix e adquirir todas essas obras que indicamos por até 80% de desconto. Aproveita para dar um abraço na equipe do Pipoca.

Até a semana que vem.

QUADRINHOS INDICADOS

As Aventuras do Superman (Abril)
Batman: Os Bravos e Destemidos (Abril)
Batman: O Desenho da TV (Abril)
O Pequeno Príncipe (Agir)
Pequeno Vampiro vai à Escola (Zahar)
Pequeno Vampiro e o Kung Fu! (Zahar)
Turma da Mônica: Coleção Histórica (Panini)
MSP 50 – Mauricio de Sousa por 50 Artistas (Panini)
MSP + 50 – Mauricio de Sousa por Mais 50 Artistas (Panini)
MSP Novos 50 –  Mauricio de Sousa por Novos 50 Artistas (Panini)
Anos de Ouro do Pato Donald (Abril)
História e Glória da Dinastia Pato (Abril)
Os Pequenos Perpétuos (Brainstore)
Marcelino Pedregulho (Socac Naify)
Pequeno Nicolau (Rocco)
Pequenos Heróis (Devir)
O Ratinho se Veste (Cia. das Letrinhas)
Joca e a Caixa (Cia. das Letrinhas)
Taxi (Independente)
Có  (Independente)

FILMES INDICADOS

A História sem Fim (The Never Ending History, 1986)
Menino Maluquinho – O Filme (1994)
Onde Vivem os Monstros (Where the Wild Things Are, 2009)

LIVROS INDICADOS

O Gênio do Crime (Global)
As Batalhas do Castelo (Moderna)

90- Dia das Crianças – Pipoca e Nanquim – Cinema e HQs por pipocaenanquim no Videolog.tv.

__________________________________________________________________________________________

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Hahsuahsas, Bruno Zago é o alivio comico do programa, fui eu que mandei o e-mail, o Bruno perto dos primeiros videocast perdeu muito o sotaque, quer ser global.

    Alias, esse album ai que o Daniel falou, o pacotinho de figurinha era R$:0,05, mo barato.

    Indo pra Comix, agora o/

  2. Sei que o tempo é curto, mas faltou Monteiro Lobato e a turma do Sítio. O primeiro livro que eu li foi desse monstro da literatura infanto-juvenil. Foi com “História do Mundo para as crianças” que adquiri gosto pela leitura e aprendi um bucado sobre a História do mundo com o toque do Monteiro Lobato.

  3. Pô, ‘A História sem Fim’ é um dos filmes mais legais da minha infância, bem lembrado!

    Outro filme marcante era Os Goonies! Está para chegar lá em casa um box SENSACIONAL do filme, olhem: http://migre.me/5VoA9

    Um livro bacana que poderia ter sido citado também era o ‘A Ilha do Tesouro’, e também a Coleção Vagalume.

    O bacana é que vocês sempre escolhem temas riquíssimos em conteúdo, que dariam pra fazer vários programas sobre o mesmo tema.

    E como sempre, o Bruno se mostrando “Um durão” na abertura do programa! hauhauahua

    • Cara, eu li A Ilha do Tesouro, é muito legal!! Na verdade, faltou falar de toda a Coleção Vagalume, temos que nos lembrar dela em outra ocasião. Já Os Goonies, putza vida, foda demais, mas já lembramos deles em um podcast com o tema Piratas!

      Quanto a minha dancinha, ninguém entende que encarar pagar mico em rede nacional dançando Xuxa sem ter vergonha é, sim, coisa de durão!! Tanto que o Alexandre e o Daniel são umas bichinhas envergonhadas que ficam de rosto corado só de pensar nisso, hahahahaha! 

      Abração!

  4. Muito bom esse programa. Turma da Mônica e Disney também fizeram a minha infancia. Senti falta de vocês citarem a coleção do Carl Barks lançada pela Abril. E como já foi dito… como é que vocês se esqueceram de citar a obra de Monteiro Lobato “O sítio do pica-pau amarelo”(esse também fez parte da minha infancia.)?

  5. Muito bom! Sempre fico em dúvida sobre o que dar de presente pros meus sobrinhos, agora tem uma boa lista!rs
    Valeu, abraços!

  6. po,nasci nos anos 90,e comecei a ler por causa tambem da turma da monica,e na biblioteca da escola sempre tinha aqueles gibis do menino maluquinho que tambem adorava,sempre pegava emprestado para ler em casa,depois comecei a pegar mais gosto para herois,eu sempre comprava em uma banca que tinha numa feira perto de casa,aqueles formatinho do homem aranha que eram muito bons,era otimo aqueles almanaque da turma da monica e da dysnei,lembro que em uma cebo eu comprei por 2 reais.

    fantastico o programa de hoje,muito dessas obras,eu vou dar para meu filho ler [se eu tiver um]

    e como disseram,o bruno mostrando um durão no começo do programa rsrsrsrs

  7. Salve galera, ótima idéia este videocast! Em nossa sociedade é extremamente válido incentivar estes presentes culturais, como bem dito, algo além de Barbie e Max Steel…
    Só uma besteirinha: Em história sem fim o “cachorro”, que parece um cachorro, é um dragão. É estrannho mas é verdade.
    Outro coisa, está chegando o número 100 Bruno!

  8. Auhsshuauhsaushua…..Já comecei a rir com a abertura tendo
    a música da Xuxa, agora ver o Bruno nesse estado deplorável foi só
    gargalhada….uahhsuahauhusahua. Nesse tema de criança o Bruno faz o gênero Feliz,
    anão da Branca de Neve….kkkk e é claro que o Alexandre é o Zangado…hahaahaa

    Agora falando sério! História sem Fim é um primor, o
    primeiro! As crianças de hoje em dia não tem a riqueza que tiveram as dos anos
    80 e 90.  Existem muitas obras dessas
    décadas entre filmes, livros, quadrinhos e desenhos animados que seria de bom vir
    entrarem em contato e que acaba não acontecendo! E vocês comentaram uns 5%
    talvez.

    O que achei falta nas indicações foram desenhos animados,
    obvio que um bom tanto do que foi falado sempre têm sua animação. Os Sete
    Monstrinhos (qual foi jogo rápido no vídeo), cheguei assistir na adolescência e
    achei bacana, agora o filme adorei e meu sobrinho de 7 anos também! Com o
    Pequeno Príncipe a melhor adaptação até hoje é o desenho de 1982 da produtora Knack.

    Bom, vou fazer umas indicações de animações:

    Os Animais do Bosque dos Vinténs (1993-1995)

    Duck Tales (Já que falaram dos patos da Disney essa animação
    de 1987 a 1990 não podia faltar)

    A Pedra dos Sonhos (1990-1995)

    A Rua dos Pombos (1981)

    Meena (Uma animação da UNICEF de 1990)

     

    Abraço!

    • Caramba Gilberto, seu comentário foi nostálgico! Animais do Bosque dos Vinténs, Ducktales, A Pedra dos Sonhos e tudo isso que vc citou marcaram a minha infância cara! Merece um tema só de desenhos animados, hein? Sei que eles ficaram faltando nesse programa, mas é devido ao tempo, se fossemos falar deles daria o programa todo. 

      Então eu seria o Anão Feliz e o Alexandre o Zangado? Então quem seria o Daniel? 

      • Valeu,Bruno! Olha que citei apenas 5 dos tantos desenhos animados que assistia quando criança! Se já não teve esse tema, merece sim! Até um tema voltado aos Tokusatsu quais conquistaram as crianças antigamente, por exemplo: Jaspion,Changeman, Machineman,Kame Rider Black e tantos outros!

        Agora em relação ao Daniel não sei qual anão combinaria!

  9. Pura emoção a leitura de Email,

     

    Muito obrigado aos apresentadores pela explicação sobre como funcionam
    os lançamentos mundiais ( Linha Noir)

  10. Quando o Bruno falou sobre o Genio do Crime a primeira coisa que passou
    pela minha cabeça foi a tortura com o alicate que o Alexandre falou.

     

    Uma professora muito maluquinha foi o primeiro livro que eu lembro ter
    lido por inteiro.

     

    Ziraldo deveria fazer todo o material didatico das escolas publicas

  11. Fantastico video-cast, mas que pagacera Bruno divido meus sentimentos com o Alexandre quanto a sua empolgação e sem duvida desmonstrando o quanto você é durão.
    Pra mim algo que me fez começar as leituras de quadrinhos e que mais me marcou a infancia foi na verdade os Trapalhões eles estavam no auge do sucesso e suas estórinhas eram muito divertidas, tanto que até hoje possuo alguns desses quadrinhos. E claro que logo veio a Turma da Monica.

    Não concordo inteiramento com o que vocês falaram que só os mais velhos leem gibis mau irmão mais novo ja possue uma coleção bem vasta de quadrinhos e por culpa minha meu padrasto me odeia, já que meu irmão gasta todo o dinheiro que ganha praticamente em quadrinhos.

    E deixo aqui minha decpção, já que infelizmente não poderei ir na fest comix. Mas eu ja estou me programando para ir no ano que vem e conhecer todos da galera do pipoca.

    • Maurício, sabe porque o Alexandre e o Daniel não dançam na abertura do programa? Porque eles têm vergonha de fazer isso em frente as câmeras! Já eu não, eu sou MACHO o suficiente de pagar mico em rede nacional, hahahaha, meu amigo, tem que ser muito durão pra encarar isso!

      Quanto ao fato de mais velhos lerem mais, quem ergueu essa questão foi um expectador via e-mails, e eu também acho que isso não tem nada haver, é algo que não se pode medir. 

      Um abraço!

  12. Parabéns a todos vcs pelo ótimo videocast….mais uma vez agradeço pelas ótimas dicas!! Mas como um amante do bom e velho RPG….por q vcs não falaram dos livros-jogos…???…Abraço!!!

  13. Genial esse videocast, pena que o Alexandre quer dar uma de “T-1000” e não se sensibiliza nem com o Dia das Crianças!! #SorriaAlexandre

    Parabéns Pipoqueiros!!!! 

  14. Caramba, esse programa foi muito legal! O que marcou minha infância, em termos de gibis, foi Batman, Demolidor e… Super Pateta! Sério, adorava essa trinca improvável!

    Bruno, comporte-se, menino!

    Falando sério, muito legal relembrar História sem Fim e outras coisas. Muito bacana!

    Abraços fortes.

    • Também adorava o Super Pateta!! Mais do que isso, curtia também o Morcego Verde, lembra desse? Era o Zé Carioca vestido de Batman!!! Muito legal!

  15. Se o videocast do Pipoca e Nanquim fosse o Show de Calouros do SS, Daniel seria o Décio Piccinini, Alexandre o Pedro DiLara e Bruno o Serginho Mallandro! Programa muito divertido!!!!

    • Obrigado Beatriz, mas assim fico sem jeito… (espero mesmo que você seja uma Beatriz de verdade.)

  16. Este episódio foi ótimo, o que já é de praxe, porém com o acréscimo do sabor da nostalgia. A anos que não assisto História Sem Fim, uma pena o SBT não reprisar este clássico da infância de muita gente. Turma da Mônica é sem dúvida obrigatoria a leitura para qualquer criança brasileira, e digo mais, toda criança (que foi o meu caso) criada em apartamento em cidade muito movimentada TEM de ler Chico Bento. Foi com este personagem maravilhoso que conheci as histórias da roça, comecei a ter contato com o folclore nacional e pude vislumbrar como foi a época de criança de meu pai, sujeito saido do interior para a cidade grande. Todas as dicas dadas por vocês foram fantásticas, com certeza vou comprar muitas das HQs citadas com a “desculpa” de ser para um futuro herdeiro.

  17. Sabe, eu ando com saudades da infância.

    Quando tudo era mais fácil, mais simples. Quando não haviam preocupações de verdade. Quando amor era coisa de gente velha. Quando eu tinha que escolher o brinquedo que ia comprar na loja, e me empolgava todo.
    E a maior preocupação era quando eu perdia o desenho que eu gostava na televisão. E acordava super cedo, só pra ficar assistindo a manhã inteira.
    Saudade de quando eu tinha aqueles bonequinhos diversos, e criava histórias pra brincar, posicionava eles em cima da cama, e falava sozinho, só eu, meus pensamentos e meus brinquedos.
    E o tempo não volta. E isso machuca. Eu queria nunca ter crescido. Queria ter sido inocente pra sempre, mas não da pra voltar. O tempo vai passando, e não tem como parar ele.
    Deu saudade de quando eu passava o dia todo desenhando, criando coisas com meus primos e primas. Quando eu ia passear no cinema com minha mãe, ou ia no parque.
    Era uma época que eu fazia de tudo, sem ligar pros outros. Eu era feliz e não sabia.