Podcast 47 – Super Nintendo

Olá galera, tudo bom com vocês?

O Pipoca apresenta esta semana um tema que fez parte de toda uma geração. Afinal, quem nunca deixou a bunda quadrada no sofá jogando video-game pelo menos uma vez na vida?

Relembramos os jogos mais legais, todos os clássicos, contamos casos divertidíssimos de experiências pessoas e, claro narramos a história deste verdadeiro império que varreu a década de 1990. Seja jogos de luta, corrida, estratégia, seja o que for, o Super Nintendo dominou a cena durante anos e ajudou a tornar a infância de milhares de nerds mais colorida.

Junte-se a nós neste programa máquina do tempo e aproveite para curtir nossa seleção de músicas eclética, porém espetacular como sempre.

Grande abraço a todos e até a semana que vem.

Músicas

Bloco 01
Peter GunnEmerson Lake and Palmer (Live)
ParanoidBlack Sabbath

Bloco 02
Slaves and BulldozersSoundgarden

Bloco 03
It’s Five O’clock SomewhereAlan Jackson and Jimmy Buffett
Right Or WrongWillie Nelson and Asleep at the Wheel

Bloco 04
EnoughSimply Red
Tighten UpThe Black Keys

Imagem do banner por Caetano Silva.

_______________________________________________________________________________

  • iTUNES
    Você também pode assinar o podcast em seu iTunes. Sabe Como?

Se você gostar do que ouvir, ajude o podcast a se espalhar e clique no botão de RETWEET ou então no CURTIR do FAcebook. Indique para os amigos, coloque no seu blog, abra uma comunidade no Orkut, segue a gente no Twitter, enfim, colabore com as coisas que gosta (no caso, com Pipoca e Nanquim, rsrs)! Segunda que vem tem mais.

Reproduzir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Opa! Essa imagem do Super Nintendo 3D que vocês usaram no banner foi feita por mim! Heheh Se puderem divulguem meu portfolio ae: caetanosilva.carbonmade.com

  2. Rock and Roll Race para Mega Drive tinha uma musica a mais! 

    Mega Drive tinha 16 bits, enquanto o Super Nintendo tinha dois processadores de 8 bits, que tornavam o aparelho mais barato, mas com um processamento sensivelmente inferior. A unica coisa vantagem do Super Nintendo em relação ao Mega era a placa de som superior.

    A Nintendo tinha contratos exclusivos com os principais desenvolvedores de jogos, isso fez toda a diferença contra a concorrência no mercado americano (o mais importante). Mas o Sega (dona do Mega drive) chegou a vendeu mais na America do sul, Europa e Asia.

    Uma curiosidade do Mario,
     existia um Super Mario all Star para SNES com os 4 jogos de NES remasterizados (gráficos, cores e som melhorados). Super Mario Word foi lançado (ambos em 1991) pouco antes do Sonic 1 para mega drive (Sonic o também o mascote de sua empresa).
    Com muito medo que o Mario ficasse com cara de bobo na frente do Azulão, que o foco das continuações se voltaram para o Donk Kong, evitando uma comparação direta dos mascotes.
    Acho ate bom, que a Nintendo tenha mudado de foco, adoro Super Mario, mas os jogos do Donk Kong são excelentes, com uma trilha sonora impecável.

    obs: gravei um podcast a um tempinho falando a historia desta concorrência cheia de provocações.
    http://cozinhandocomocabelo.blogspot.com/2011/06/cozinhando-com-o-cabelo-7-guerra-dos-8.html
    no programa existe muitas curiosidades.

    Obs: parabéns pelo programa, muito legal puxar musicas de Super Nintendo.

    • O mascote da Nintendo foi e continua sendo o Mario, tanto que o jogo que vem com os consoles da Nintendo vem com um jogo do Mario até hoje. Os jogos do DK são excelentes mas sairam em 94 quando a liderança da Big N já estava consolidada, lembrando que DK foi desenvolvido pela Rare… A Big N não arriscaria seu mascote com uma empresa relativamente pequena e por isso autorizaram o DK e não o Mario. A CPU do SNES é uma Ricoh 5 de 16 Bits baseada na mesma arquitetura do computador Apple II (também revolucionário), o que existe é um segundo chip responsável pelo som (a parceria foi criada pelo engenheiro da Sony que depois foi responsável pelo PS). O console que tem uma arquitetura mais complicada nesse sentido é o NeoGeo, mas se não me engando ele tem uma CPU sim de 16 bits e duas outras (para gráficos e som).
      Na verdade tecnicamente o Mega Drive (que era um console fantástico) tinha como mérito uma CPU mais rápida, mas a qualidade gráfica do SNES (256 cores x 96 do mega) mesmo com a pá de novidades que a Sega lançou (SegaCD, 32x, etc,etc,etc).

    • Mas poxa Akira, o bate papo rolou numa boa independente do tema, que é restrito devido ao programa passar numa rádio FM. Se tivéssemos uma duração maior certamente lembraríamos de mais jogos. Vc deu a entender que nem devíamos ter gravado esse tema por causa disso, e acho meio injusto cara, fazemos o possível com o que temos e está ao nosso alcance, e com muito carinho e vontade. 

      Abraços!

  3. Podcast excelente como sempre, pena que é muita coisa pra um tempo tão curto! Joguei muito The Lost Vikings que é um dos primeiros jogos da empresa que seria a vir a Blizzard! Hoje em dia tem Trine que tem uma mecânica semelhante!

    Muito bom! E continuem com o excelente trabalho!

  4. Caras semaninha das crianças e vocês vêm com videocast
    maravilhoso relembrando grandes obras pra molecada, agora esse podcast foi de
    matar, AMO SUPER NINTENDO ainda se for esse modelo quadradão dá imagem, qual eu
    tinha e achava melhor que outro modelo q surgiu depois dele!
    Escutando Peter Gunn chorei de emoção, Rock Roll Racing foi
    o jogo de corrida do SNES! Concordo com o Daniel videogame é de sedentário para
    sedentário!…kkk

    Quase tava pensando que não seriam mencionados os dois
    maiores jogos de luta – Street Fighter e Mortal Kombat.

    Tenho diversas histórias sobre essa época maravilhosa, será
    que conto aqui? Se quiserem é só clicar Select nas opções – Sim ou Não….kkkk

    Parabéns,Pipoca e Nanquim por esse programa!

      • Bom a mais lembrada que por ser o mais novo dentre meus
        irmãos. Sempre queria jogar junto com eles e quando deixavam, saiam me deixando
        sozinho. Um dia de brigas e choro minha mãe ficou tão irritada que arrancou o vídeo
        game com tudo e jogou na escada da calçada, voou pedaço pra tudo que é lado! A
        placa do SNES quebrou ao meio. No outro dia meu irmão mais velho pegou todos os
        pedaços foi até uma loja eletrônica de um conhecido dele e soldou a placa e
        remendou os pedaços. Quando vi o bicho funcionando a mil com umas rachaduras, mas
        no fim voltamos a jogar e sem mais choro!
        Outra tinha Mortal Kombat, o primeiro e que até hoje acho
        foi o melhor de todos. Eu era o único na cidade que tinha esse cartucho, tinha
        um pessoal que me chamava de mentiroso que não existia MK1, pois ele conheciam
        apenas o MK2. Pra ver como esse povo era burro se existe a segunda versão,
        claro que têm a primeira. E uma coisa interessante do primeiro que o único
        personagem qual ninguém conseguia fazer Fatality era o Raiden.  Tá que uma vez saiu na cagada, meu irmão ficou
        louco pra conseguir e começou a apertar todos os botões de uma vez só e saiu, e
        depois vai tentar lembrar quais eram!
        Também tinha outros jogos que ninguém mais tinha por aqui como Street Fighter V (Também o melhor de todos que já joguei) – Nesse fazíamos
        competição de Haduken pra ver quanto tempo durava a luta e os dedos de tanto
        meia-lua. Acho que maior tempo foi uma hora… hehee

         

        Ainda tenho histórias ao rodo só que essas foram as que
        marcaram mais principalmente da minha mãe destruindo ele.  

        Uma pergunta alguém que jogou MK1 conseguiu
        fazer o Fatality do Raiden ou esse era missão impossível, mesmo? (Claro sem usar
        os ditos Detonando)

        • Se eu não estou enganado Street Fighter 1 nunca chegou no Brasil, e mesmo pelo mundoeste cartucho e muito raro.

          sobre o fatalit, nem lembro. mas na locadora onde eu jogava tinha varias revistas de game que continham todos os truques. E se agente não achava nas revistas era só perguntar para a molecada ou para o “Marcio” atraz do balção!

          Falando nisso, que saudade desta época . A turma toda reunida na locadora, a maioria das vezes sem dinheiro, so assistindo os outros jogarem e torcendo. E quele mobiliario estranho onde os vidio-games ficavam dentro de gavetas para não estragar!

          • Não chegou mais existe, apesar de ser item raro! As revistas de videogames que chegavam aqui na cidade, nunca apareceu algo referente ao MK1, por isso ninguém sabia fazer o fatality do Raiden!
            Esse aspecto que você falou das locadoras, devia ser no Brasil inteiro só mudava o “Marcio” para “Glauco”, “Alvaro”, “Zé” e qual fosse o nome do dono ou empregado..hhhehee

            Nostalgia pura!!!

          • Não chegou mais existe, apesar de ser item raro! As revistas de videogames que chegavam aqui na cidade, nunca apareceu algo referente ao MK1, por isso ninguém sabia fazer o fatality do Raiden!
            Esse aspecto que você falou das locadoras, devia ser no Brasil inteiro só mudava o “Marcio” para “Glauco”, “Alvaro”, “Zé” e qual fosse o nome do dono ou empregado..hhhehee

            Nostalgia pura!!!

  5. Olha só, tema bacana pra caramba hein!!

    Poderiam fazer um sobre a história dos videogames no geral e Final fantasy (até para servir como base aquele documentário que rola pelos tubes).

    Outro que tenho vontade que façam é de outros diretores de cinema (David lynch principalmente).

    Mas valeu por mais um podcast ae galera do PeN, estão de parabens como sempre!!!

    Abraços.

  6. Pô Daniel, valeu por mandar Paranoid, eu a Lícia curtimos demais valeu!!! mas ainda num programa falando do SNES Fiz muitos calos nos dedos nos botões lilás, otimo podcast!!!

  7. Hausahsas, para de chorar Daniel, se era o mais POP, na sexta, tava lá pegando autógrafo do Alexandre, falando com o Bruno e você lá no canto rodeado de garota pow.

    SNES era foda, ainda é, foi ele o grande responsável pelos videogames na geração Y sem duvida, ganhei o meu de natal tbm, vindo do Paraguai.

    O Master sytem era foda, só pelo Sonic e os jogos da Turma da Mônica.

    • Sonic saiu para Mega Drive, saiu apenas uma versão ripada para Master Sister.

      O que eu achava bacana na Sega era a parceria que ela tinha com Tec Toy Brasileiras, chegaram a modificar jogos como o  Wonder Boy in Monster Land que se transformou em Mônica no Castelo do Dragão! (originalmente a Monica teria uma espada, mas o Mauricio de sousa mandou trocar pelo coelho!), ou ainda o jogo o Chapolin Colorado que só saiu no Brasil para este mercado. Ou ainda o Jogo de corrida do Aírton Sena que saiu no mundo todo.

      • Tinha um jogo hackeado do Sonic pro SNES tbm….
        era com base em um jogo do Ligeirinho, se não me engano…. dava vários bugs, mas era legal jogar!

  8. Tema pra lá de Bão, sô!!
    Adorava jogar super nintendo. Tanto que tenho as roms para o wii, que sempre jogo.
    Sem dúvida Supe Mario World, Donkey Kong 1, 2 e 3, e Zelda, a link to the past são os melhores jogos para esse console, tanto é verdade que existem versões pro 64 e Wii, DS e tantos consoles que vieram depois.
    Tava ouvindo junto com minha mulher, que curtia muito na época tb e minha filha  de 6 anos que hj curte Wii e foi uma decisão unânime ao final do programa (quinta feira pela UniaraFM) – VAMOS JOGAR VIDEOGAME!!
    Qto à época acho que era 93, e não 94 ou 95 pois eu ainda fazia faculdade e minha mulher fazia Colégio Duque – Meu deus qto tempo!!
    Parabéns pelo ótimo programa e Obrigado pelas recordações!!
    Um Abração a todos!!

  9. Baita tema!

    Que saudades, cara. Sou um verdadeiro APAIXONADO pelo SNES. As franquias Street Fighter, Mortal Kombat e Megaman X que o digam.

    Cito outros clássicos como Joe & Mac, Zelda: A Link to the Past, War of The Gems e Super Star Soccer. Horas e horas, no mais puro vício de 16bits.

    • Caramba, War of the Gems é demais!!! Esquecemos dele aqui, mas lembramos no livro Quadrinhos no Cinema!

  10. Não posto comentários antes de ouvir o cast, mas… caraca! Não acredito no que tô vendo. Um dos consoles mais fantásticos de todos os tempos. Tenho o meu guardado até hoje. Baixando. 😀

    • Retornando. Programa absolutamente nostálgico. Adorei mesmo. Pena que o tempo do programa não permitiu falar sobre mais coisas, mas foi muito legal mesmo assim. Trilha sonora de Rock’n Roll Racing é incrível.

      Meu SNES tá aqui e não abro mão. Lembro que ganhei ele em 1999 num concurso de desenho de uma loja daqui da cidade. Foi um dos dias mais memoráveis da minha vida, hehe, já que vivia jogando no SNES quadradão do meu tio.

      Donkey Kong Country 2 é o melhor da trilogia, sem dúvida, fases e trilha sonora mais memoráveis de todas, jogo até hoje. Chrono Trigger, simplesmente um dos melhores RPG’s já feitos. Super Metroid, simplesmente fantástico (ainda mais por ter uma mulher como protagonista). E o primeiro Top Gear tem a melhor trilha sonora dos três, a do segundo já acho meio sem graça (tirando a da introdução). Street Fighter, sem comentários.

      Enfim, podcast estupendo, pessoal. 🙂

      • Caraba Vitor, eu prefiro muito mais a trilha do segundo Top Gear, embora a do primeiro também seja excelente. E Super Metroid e Chrono Trigger são mesmo fodassss!!

    • Sem dúvida, tanto que faltou falar de vários clássicos: Bomberman, Star Fox, Megaman X, Double Dargon, Capitão Comando, War Of The Gens, Final Fight, Battle Toads, Tartarugas Ninjas, X-Men Apocalypse, enfim, váriossssss!! Sem dúvida precisaria de um programa de duas horas, pelo menos, pra lembrar de tudo.

  11. Pô, jogo mario kart até hoje. No caso, a versão do 64. Emulamos o video game no pc, e jogamos em quatro pessoas… eeeeeeeee… one, two, three, fight!!!

  12. Realmente um CAST ESPETACULAR, cada dia com mais qualidade!
    Parabéns Pipoca e Nanquim, gostaria de ter ido a Comix mas trabalhei no período que vocês deram palestra e estavam dando um passeio por lá.
    Em relação ao CAST, comecei a gostar de X-Men justamente por causa de um Super Nintendo, amava jogar com Wolverine ou Cyclops…Gostava muito do jogo do Pateta e quantas horas gastei ao som de Top Gear?Usando códigos para ter o melhor motor e o melhor sistema de Nitro?
    Lembro como era arriscado, ao largar…soltar o turbo em vigésimo e rezar para não bater em ninguém HAHAHAHA…
    Super Mario é algo totalmente especial, aprendi a voar com a pena apenas com meus 18 anos HAHAHA não entendia bem os controles quando mais novo e tinha aquele sonic de super nintendo, pokemon, star wars e outros vários que fizeram minha infância.

    Só senti o Alexandre distante nesse Cast, como se ele não tivesse a fim de participar…Bem…é isso e vocês estão cada vez mais de parabéns!

    • Hahaha valeu André, esperamos nos encontrar no próximo evento!
      O Alexandre é mais velho que a gente, jogou pouco super nintendo na vida, ele é mais do Atari, hehe, por isso ficou mais quieto nesse programa. 

      Abração!

    • Hahahhaa também sabia esses códigos do Top Gear, mas sei lá, me sinto trapaceando o mundo e prefiria jogar sem XD….

    • STAR WARS! Trilogia de games linda, me fez amar a saga mais ainda.

      Eu tinha o cartucho do Retorno do jedi, nuossa, joguei demais.
      Depois troquei ele com um do Fantasma dois mil e alguma coisa, eheh

      • eu tinha o retorno de Jedi tbm….
        cara, me amarrava na primeira fase, da nave… muito foda!

        curtia tbm jogar com o han solo… fodão!

  13. “Videogame é algo feito por sedentários para sedentários!” hahahahaha verdade!
    Que mané kinect  oq! O negócio e sentar confortavelmente com um balde de salgadinho do lado e jogar por horas a fio só mexendo o dedo e piscando!

  14. Faltou falar sobre o Super Castlevania IV, que tinha uma das melhores trilhas sonoras de games que me lembro. Jogo bom não faltava pro Super Nes. Eu ganhei o meu em 95 aposentando o nintendo que eu tinha, mas eu jogava já desde o lançamento. Eu tenho um amigo que era dono de locadora. Eu saía da escola e passava o resto do dia na locadora testando os jogos, lendo quadrinhos, jogando rpg e assintindo animes(estudar que era bom necas). Vieram nova gerações de consoles mas a saudade fica, de vez em quando eu emulo só pra não perder o costume. 

    Uma dica de música pro próximo programa “we’re in this together”  – Nine inch nails. 
    Essa música foi usada no trailer dos Vingadores que acabou de sair.

    Valeu galera, podia rolar um programa sobres os jogos mais difíceis da geração 8bits e 16bits. Tem pano pra manga esse tema.

    Abraço

  15. Sou Segista, mas reconheço que o super teve jogos bons…

    No entanto, para o fator diversão jogando contra seu amigo, MK 1-3 Ultimate>>>>>>>>>>>> abismo >>>>>>>> SF dos games 16 bits.

    fato

    • MK nunca teve jogabilidade, só gráficos, sempre igual a movimentação, mudava alguns especiais e mortais, e só.

      SF ruleia, forever!

      Único jogo que chega a rivalizar com os SF é SOUL KALIBUR

  16. gostei bastante do podcast
    um jogo que eu gastava era o metal warriors  principalmente multiplayer

  17. Não, o melhor era o Ronaldinho Soccer! Castelhano era muito melhor!! QUEE GOOOL, QUE LIIINNDOOOO!!! 

  18. Caras, quase chorei ao escutar  a música do Donkey Kong… Sério, nostalgia muito foda… Muita saudade dos tempos que era criança e jogava…

  19. FODAPRACARALEO esse podcast.
    Nostalgia pura.

    SNES foi o melhor de TODOS, todos, T-O-D-O-S!

    Vendi o meu, mas mantenho aqui no PC um emulador com 1 zilhão de jogos. E comprei joystick só por causa do emulador de Snes.

    Vocês esqueceram de MARIO RPG, jogaço.

    Até hoje jogo International Super Star Soccer DEEEEEEELAAAAXE!
    Tinha a manha de transformar os árbitros em cães pastores alemães, e de pegar os SUPER TIMES.
    CIMA CIMA BAIXO BAIXO ESQUERDA DIREITA  ESQUERDA DIREITA B+A Select, com o segundo joystick.

    As trilahs são algo à parte, show. Lembro que quando comprei o cartucho de SNES do Killer Instict
    vinha comum CD só da trilha sonora, e era FODA!
    E a ORCHID desse game? PEITUDASA, outro que rendeu FAP FAP além da Chun Li e da Cammy.

    Mario Kart eu achei melhor e mais divertida a versão do N64.

    E o lance de SOPRAR CARTUCHOS quando não pegava, colocar apoio de papel pra tirar a folga dos mesmos? Quem não fez?

    Quando ganhei meu SNES, veio com o Super MARIO só, fechei ele completo. Link The Past (Zelda) foi um dos melhores RPGs que já joguei.

    Porra, eu AMO SNES.

    Muitos games legais, vivia locando cartuchos.

    E todos os BOMBERMANS? jogar com os amigos era demais de divertido, nas batalhas

    ESSE PODCAST tem que ter continuação, um só é muito pouco pra um videogame tão foda.

    • Hahahaha um dia vamos mesmo fazer a parte 2, tem game demais. Ainda não me perdoo de ter esquecido do Bomberman.

  20. Apesar de ter a música no cast, não falaram tb do MEGAMAN X, a trilogia, show.

    Ah, curiosidade, fui tão viciado e apaixonado pelo SNES (e sou) que até hoje na minha cabeça RODA fixa a configuração do controle na minha cabeça.

    TIPO, quando pegou um controle de um PS (1, 2 ou 3) com aquelas bolas, triangulos, quadrados, eu nuca decorei, digo: Aperta o “Y”, o “B”, ou o “A” ou “X”.
    Quando me dizem : aperta quadrado!
    Eu respondo: Quadrado o quê cacete? Quadrado é onde?

    Se dissessem A, Y, X ou B, ai sim eu saberia.

    E por isso nunca me adaptei ao controle do N64

  21. Esse podcast caiu como uma luva.

    Pra mim é o melhor video-game de todos os tempos, tenho várias histórias com ele.

    Assoprar fitas, trocar pilha pra salvar os jogos, andar 3km atrás de jogos dos amigos – foi assim que conheci a maioria deles por sinal – e tentar fazer as coisas primeiro que os outros, fazem parte de uma infância verdadeiramente feliz.

    E era época que dava gosto de jogar, onde era difícil conseguir fechar os jogos, diferente de hoje.

    Vendi o meu na época, mas recentemente adquiri um outro só pelo saudosismo.

    Adoro DK e Mario o/

    Ótimo pod, valeu o/

  22. Pô, vocês não podiam ter feito um PodCast com esse tema sem também falar do Mega Drive! Essa rivalidade entre a Sega e a Nintendo foi uma das melhores coisas pra quem foi criança ou adolescente na década de 90.  Como sempre gostei mais da Sega ainda não ouvi o Podcast, mas como tô ficando fã do programa, e capaz que ainda vá fazê-lo.

  23. super metroid um dos melhores jogos do super nintendo,o mais bem elaborado,historia etc,po o super nintendo foi a minha infancia,killer instinc,metroid,breath of fire,nosferatu,e mais uma porrada de jogos cara,o super nintendo se eu não me engano ate hoje e o video game mais vendido mundialmente,o que tava chegando perto dele nesse ano e o ps2 que ate hoje ainda não chegou so pes na venda do SNES.

    rock n” roll racing dava uma puta inspiração quando tocava black sabbath,as trilhas sonoras eram fantastica.bons tempos onde as pessoas se divertia com o jpoogos,hoje elas querem saber so de grafico,e grafico,e ainda ficam se chigando na internet defedendo a emprsa de seu console,eles se chaman fanboys,a pior coisa que foi existir nesses tempos…

    pra mim o melhor video game[ou console]que ja existiu!!

    uma pena ser tão curto o podcast,podcast fantastico,lembrando minha infancia!!!

  24. A questão do processador ‘melhor’ do mega drive é relativa. Em termos de força bruta o Mega era melhor realmente (mais clock) mas o Snes tinha mais cores (32.768 com 256 simultâneas na tela contra 96 simultâneas do Mega) e tinha um processador sonoro fantástico (Para efeitos de comparação os únicos computadores populares que tinham uma qualidade similar eram os Amiga, PCs somente com kits multimídia).
    Tanto que os jogos de mega puxavam para o lado da velocidade (Sonic, virtua racing lá na frente) e os jogos do super nes nas cores fortes do console (Super Mario, DK, etc).
    Uma tentativa da Nintendo de melhorar o único calcanhar de Aquiles do seu console (A velocidade de processamento) foi o chip Super FX, que apesar de proporcionar o fantástico Star Fox não foi usado extensivamente por outras produtoras.
    Mas na verdade o fator principal do sucesso do SNES foi a parceria da Nintendo com a Square e outras produtoras de RPGs … No Japão o carimbo da Square para um console é quase como garantia de sucesso dada a enorme popularidade dos RPGs na terra do Sol Nascente (vide PSs).

  25. Só uma coisa… king of dragons não era RPG era Beat ‘em up com elementos de RPG. Éxiste uma versão melhorada pra arcade e outros jogos no estilo baseados no universo D&D.

  26. Mto interessante isso que o Alexandre falou sobre “zerar” o jogo, eu fiquei pensando aqui será que as gerações tem suas maneiras de falar que terminaram um jogo? Porque eu sempre falei “salvar” um jogo. Pq os jogos que eu cresci jogando, principalmente os de plataforma, sempre tinham como objetivo salvar algo no final, seja sua namorada sequestrada, ou a cidade invadida por gangues malucas ou o proprio mundo. Faz algum sentido pra vcs ou eu to maluco?

  27. Sensacional esse podcast!! Tive um problema de grana q nem o Daniel, fui ganhar meu Snes muito tarde tbm, só que o meu foi mais tarde ainda, em 1996!! Mas antes tinha o Mega-drive. Sempre curti mto esse dois video games, mas quando descobri os jogos de RPG, minha vida mudou. Comecei a caçar tudo quanto era titulo desse gênero pros dois video games, Shining Force, Phantasy Star, Drango Quest, Final Fantasy, Breath of Fire, Dragon View, Secret of Mana, Zelda, Tales of Phantasia, Mario RPG, Chrono Trigger, Star Ocean, etc.

  28. Muito bom o podcast, mas falaram de poucos games. Merecia uma parte 2. Mas façam um do Mega Drive também. E a sigla SNES significa: Super Nintendo Entertainment System.

  29. Snes= Super Nintendo Entertainment System
    e no Japão é Super Famicom

    Esse esquema de nome faz parte do marketing da nintendo, pois no japão o console tinha como alvo toda a familia (famicon)
    já nos E.U.A os adultos não tinham interese em video games por isso fora do japão o video-game tem nome diferente