Mark Waid e Leinil Yu em Indestrutível Hulk de Marvel Now

Escrito por Doctor Doctor do SOC! TUM! POW!

Em novembro a Marvel dará início ao projeto Marvel NOW!, no qual promete mudanças significativas na equipe criativa de seus principais títulos e na abordagem de alguns heróis. Um deles é o Hulk, que deixa de ser Incrível e passa a ser Indestrutível.

Indestructible Hulk  – Indestrutível Hulk em tradução literal – passará a ser o nome da série do Gigante Esmeralda, que será reiniciada e será criada pelo roteirista Mark Waid e o desenhista Leinil Francis Yu. Nela Waid tentará manter as aventuras do Hulk centradas nele e em Bruce Banner, seu alter ego. Isso significa mais ‘super-heroísmo’ para a criatura, mas também uma abordagem mais filosófica para Banner, que adota uma visão totalmente nova e menos pesarosa de sua condição.

Em entrevista divulgada no site da Marvel, Waid explicou que ao longo dos 50 anos de publicação das histórias do Hulk, Banner sempre viu sua condição como uma maldição, mas sugeriu que a partir de agora passa a encará-la como uma benção. “Nosso Bruce Banner é… evoluído. Iluminado. Ele teve uma epifania sobre sua condição e isso afeta tudo”, revelou.

Além disso, o plano inicial será focar as aventuras no próprio Hulk e deixar outras criaturas irradiadas pelos raios gama como Mulher-Hulk e Hulk Vermelho de escanteio, ao menos no início.

Porém, quando Waid afirma que pretende centrar as histórias do Hulk nele mesmo, refere-se somente a explorar e desenvolver o personagem, e não a limitar sua participação com outros núcleos da editora. Muito pelo contrário, pretende entranhá-lo cada vez mais no Universo Marvel e nessa nova fase o Hulk enfrentará os gigantes de gelo de Asgard, o Homem-Psíquico, Kang, o Conquistador e até mesmo o atlante Attuma.

A agente da S.H.I.E.L.D. Maria Hill terá papel importante em Indestructible Hulk, pois fará parte de um grupo de cientistas liderados por Bruce Banner. Através dessa equipe, o personagem volta a se aproximar da ciência.

“Maria Hill e Bruce Banner são os personagens principais da série, e a relação Bizantina dos dois é engraçada e sombria”, explicou o escritor em entrevista concedida ao Comic Book Resources. “Banner estará em um laboratório novamente e terá um bando de assistentes que tem uma coisa em comum: são todos brilhantes em suas áreas e não tem nada a perder até descobrirem que estão dividindo o espaço com um furioso monstro de jade.”

As novas aventuras do indestrutível Hulk acontecem poucas semanas após os eventos da saga Avengers vs. X-Men, após a qual o destino da criatura era incerto. “Ninguém tem visto Banner ou o Hulk há algum tempo, e isso deixa o mundo todo muito tenso”, disse Waid.

Alterar o nome da série de Incrível Hulk para Indestrutível Hulk até que é uma manobra interessante, pois depois de 50 anos, todos já estamos acostumados com ele e com outras criaturas superfortes, de modo que o gigante já não é mais tão incrível. Indestrutível reflete melhor sua real natureza. É uma mudança pequena, funcional e com poucas chances de ofender alguém. Ponto pra Marvel.

Yu é um dos desenhistas mais notáveis da atualidade e a capa de Indestructible Hulk #01 é maravilhosa. Nela o personagem parece mesmo uma parede maciça de músculos e realmente indestrutível. Ponto.

Waid é pouco conhecido por trabalhos ruins. Ao contrário, geralmente traz credibilidade a séries pouco populares e é autor de HQs que se tornam antológicas, como O Reino do Amanhã. Ponto.

Apesar dessas qualidades, confesso que as informações iniciais sobre Indestructible Hulk não me conquistaram. Quer dizer, qual é afinal a proposta quando Waid explica que Banner evoluiu e passa a ver o Hulk como uma benção? Ele pretende mostrar um Hulk inteligente? Um Banner mais confiante? Não sei quais seus planos para o monstro, mas até agora não vi nada de inovador.

E, claro, como já disse antes, detesto essa muleta que se tornou o Universo Marvel – ou mesmo o DC. Por que os personagens precisam interagir tanto com os outros heróis de sua editora em sua própria revista? Ao fazer isso, o que vemos são parcerias e combates constantes e pouco desenvolvimento do personagem. Será que Waid é incapaz de explorar o Hulk e criar novidades para ele? Duvido muito. Parece muito mais uma imposição da Marvel para desenvolver a força seu universo de personagens.

Ir para o artigo original.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *