Podcast 53 – Jonah Hex

Olá a todos! Sejam bem vindos ao já tradicional podcast do Pipoca e Nanquim. Esperamos que vocês tenham tido um bom início de semana e que segurem só mais um pouquinho a onda: o final do ano já está aí para um merecido descanso!

Desta vez, decidimos inovar e discutir um tema prá lá de inusitado: Jonah Hex, o pistoleiro mais implacável do Oeste!!!

O mote para nossa escolha é o lançamento do quinto volume da série pela Panini, possivelmente o melhor até aqui. No Brasil, westerns sempre fizeram sucesso desde a época da Ebal e não é de agora que os quadrinhos italianos (capitaneados pelo fenômeno de bancas Tex) provaram que o gênero ainda têm muito fôlego no país.

Hex é um personagem sensacional que, infelizmente, sofreu um grande desserviço por causa do abominável longa-metragem. Nós do Pipoca, como grandes fãs do anti-heroi, decidimos relembrar seus melhores momentos, discutor sua enigmática personalidade, e contar sua origem para os ouvintes que ainda não conhecem. Esperamos assim, que a série não pare por aqui e siga até o final, para vermos concluído no Brasil um dos trabalhos mais legais da DC dos últimos anos.

Um abraço a todos e até a semana que vem!

Jonah Hex Vol. 01 – Marcado Pela Violência
Jonah Hex Vol. 02 – As Armas da Vingança
Jonah Hex Vol. 03 – Origens
Jonah Hex Vol. 04 – Apenas os Bons Morrem Jovens
Jonah Hex Vol. 05 – Falta de Sorte

Musicas

Bloco 01
Ballad Of A Thin ManBob Dylan
Hazy Shade Of WinterSimon and Garfunkel

Bloco 02
Spinning WheelBlood Sweat and Tears
Another Brick In The Wall (Cover)Marilyn Manson

Bloco 03
Viva Las VegasZZ TOP
Owner Of A Lonely HeartYes

Bloco 04
1234Feist
Down AgainBlack Country Communion

__________________________________________________________________________________________

  • iTUNES
    Você também pode assinar o podcast em seu iTunes. Sabe Como?

Se você gostar do que ouvir, ajude o podcast a se espalhar e clique no botão de RETWEET ou  CURTIR do Facebook. Indique para os amigos, coloque no seu blog, abra uma comunidade no Orkut, segue a gente no Twitter, enfim, colabore com as coisas que gosta (no caso, com Pipoca e Nanquim, rs)! Segunda que vem tem mais

Reproduzir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. muito bom,nunca li uma historia do jonah hex mas pelo jeito realmente vale a pena,valeu,aproveita que a panini lançou o segundo encardenado do hellblazer para fazer um podcast ou um videocast sobre hellblazer,ach que seria uma boa

    fantastico como sempre.

  2. Ótimo podcast, acompanho faz um tempo ja, esse último o audio ta muito ruim, não sei como vocês gravam ae, mas tenta da uma melhorada, usa microfone individual, sei lá… mas pra mim ouvi má ou meno tenho que colocar o volume no máximo! Fora esse pequenino detalhe vocês são d+! Abraços!

    • Nossa Fábio, sério?

      Gravamos no estúdio da rádio com bons microfones, todos individuais.Por favor, se mais pessoas têm esse problema, nos dêem um feedback, para que possamos corrigir.

  3. personagem foda pena que ganhou um filme fraco sendo que a unica coisa que se salva é a Megan Fox e a trilha sonora assinada pela banda Mastodon

  4. Eu juro que o filme durou apenas 10 minutos pra mim. Detestei. 

    Quanto aos quadrinhos, eu gosto bastante. Tenho 4 dos 5 volumes, e tava meio desanimado quanto a comprar o último, mas o Alexandre pagou tanto pau, que vou conferir. 

    Jonah Hex não é um clássico. Não tem histórias absurdamente boas, mas é diversão garantida. 
    Só achei um erro crasso não terem citado a arte espetacular, incrível, acachapante do brasileiro Luke Ross, que utiliza o Mazzaropi, Matheus Nachtergaele e Clint Eastwood pra compor o visual dos personagens no primeiro encadernado da Panini, MARCADO PELA VIOLÊNCIA.
    Destaque também para o enquadramento em “wide-screen”, capturando um pouco da estética cinematográfica dos Westerns em planos abertos para criar o clima e ambientar o espectador (neste caso leitor) no deserto. Muito bom.

    Abraços a todos, e para finalizar, um Heavy Metal com temática de Faroeste: Dezperadoz – Earp’s Vendetta; e Dead Man Walking. http://www.youtube.com/watch?v=iITHjMJ4CH0http://www.youtube.com/watch?v=BIlTMtyGspw

  5. Jonah Hex é muito foda, em todas as mídias, o
    filme é bom, porem curto, deixa um pouco a desejar. Ele teve uma aparição
    recentemente em “A Sombra do Batman”, como os dois são ótimos em
    luta, eu esperava uma boa briga, o que não aconteceu, mas tá valendo, o cara é
    foda.

    BANG! BANG!

  6. Muito bom o podcast.

    Gostei muito, acertaram no tema em cheio, Hex merecia.

    Li o comentario do Fabiano e ñ concordo com o que ele disse, aqui em casa o audio ficou muito bom tanto no pc como no meu celular.

  7. Jonah Hex é foda e o podcast foi foda como sempre, mas uma corrigida:

    Essa versão tocada no programa de Another Brick In The Wall não é Marilyn Mason, e sim uma banda chamada Class of ’99, que consistia em:

    Layne Staley (Alice In Chains): vocais
    Tom Morello (Rage Against The Machine): Guitarra
    Martyn LeNoble (Porno For Pyros): Baixo
    Stephen Perkins (Jane’s Addiction): Bateria

    Como diz no Wikipedia:

    “Estes quatro músicos colaboraram com os covers de Pink Floyd, “Another Brick In The Wall (Part I)” e “Another Brick In The Wall (Part II)”, para a trilha sonora do filme de horror/ficção científica de Robert Rodriguez, A Prova Final (The Faculty), lançado em 1998 (que é incidentalmente a versão da música muito equivocadamente creditada à Marilyn Manson, apesar dele nunca ter feito um cover dessa canção).”

    Aqui tem um vídeoclip da música: http://www.youtube.com/watch?v=CMpyXrQNi8I

  8. Oiiiiiiiiiiii gostei muito do Podcast tb não conhecia Jonah Hex, quanto ao audio, não é que ficou ruim, mas está muito baixo.

  9. Eu estou é ansioso pelo podcast do Chapolin.
    desde quando eu soube que vcs vão fazer um sobre ele que ando com os dedos cruzados pra lá e pra cá.

  10. Foi um excelente podcast! Jonah Hex é um ótimo personagem e a empolgação de vocês ao falar sobre ele me fez ir correndo comprar o volume 5, o qual já estou devorando, rsrs.
    Parabéns pelo programa, sobre o filme do Jonah… bem, ele não teve filme nenhum, mas não sei se vocês já assistiram a um curta metragem produzido para uma das animações da DC lançadas lá nos Estados Unidos já que vocês não citaram no programa. É um curta excelente que em poucos minutos põe no chinelo aquele filme… bem, Jonah Hex não teve filme.

    • ter teve, pode ser que vc não o considere como filme por não ter gostado, mas que teve.. ah isso teve.

          • Já encontrei o desenho em AVI, estou baixando. Mas mesmo assim fico grata a vc. Bjinhos..

          • Ok, divirta-se com a animação, ela é excelente! Além das animações em longa metragem, a DC produziu vários curtas como o do Jonah Hex, Espectro, Arqueiro Verde e da Mulher Gato.

          • Sério?? puxa que legal, nossa valeu mesmo Alexandre. so conhecia o do Arqueiro.
            Obrigada messsmo.
            Bjinhosss

  11. Até já tinha visto, mas nunca me interessei, justamente por esta cicatriz estranha. Bem que voces falaram, alguns desenhistas exageraram.
    Oque fica na minha cabeça é: como ele fala, bebe aguá etc, se não pode fechar a boca. Ou como é possível ficar um filete de carne/pele unindo as partes?

    Mas em fim, apesar de tudo vocês conseguiram despertar meu interesse.

  12. Fiquei com algumas dúvidas. Quantos volumes a Panini deve lançar? Essas revistas são as mensais que vinham antes do reboot? Esses encadernados existem no mercado americano ou é iniciativa da Panini?

    • Olá Felipe, esses encadernados que a Panini vem publicando contem as mensais antes do reboot e só sabendo quantas mensais foram lançadas nos Estados Unidos para sabermos quantos encadernados poderemos ter por aqui. Acredito que esse padrão de encardernados seja iniciativa da Panini mesmo, levando em consideração que Jonah Hex era publicada em mensais no mercado americano. Jonah Hex vale o custo!

    • Oi Gabriel, acabo de testar os feeds aqui, acho que estão corretos agora, mas tem que copiar o link e colar no agregador. Abração!

      • fui testar de novo e pra mim continua sem funcionar, abrindo o link pelo Firefox/Chromesó da uma pagina em branco e colocando no Beyond que é um app para podcasts no android ele também da erro

  13. Cara, acompanho os quadrinhos desde que começaram a sair aqui(os encadernados da Panini) e realmente, é do caralho! Ainda mais pra quem é fã de western… É aquilo, não são histórias geniais, mas são hist[orias muito bem contadas…

  14. Fantástico o podcast sobre o Jonah-Hex. Gostei das informações e graças ao que foi exposto vou procurar os quadrinhos que estão sendo lançados agora. Sempre vou a banca comprar quadrinhos e sempre vi os quadrinhos do Jonah lá e me recusava a comprar achando que o material ainda era semelhante ao que foi publicado pela editora abril anos atras, material aquele sofrível e de péssima qualidade. Que bom que existe esse programa e que através dele podemos ser informados do que acontece no mundo do cinema e dos quadrinhos. Parabéns a todos da equipe por essa iniciativa voltada aos cinéfilos e amantes dos quadrinhos de plantão. 

    Ah, fica aqui uma sugestão: por que não fazer um podcast falando de Tex e Zagor? Afinal, Tex está entre os grandes quadrinhos de faroeste e sem criador e desenhista nunca estiveram nos EUA e descrevem a geografia do velho oeste com seus costumes de modo primoroso. Com certeza o Tex e também o Zagor merecem um programa.

  15. Pô Daniel você vacilou cara.!O filme “Três homens em conflito” e “O bom,o mal e o feio” são o mesmo filme,você simplesmente traduziu o nome “The good,the bad and the ugly” que é o nome em inglês do filme Três homens em conflito que é o último da Trilogia dos doláres.