Bernie Wrightson, um Grande Ilustrador

Bernie Wrightson nasceu em 27 de outubro de 1948, nos EUA. Começou a estudar desenho a partir de um curso de correspondência na Famous Artists School, uma entidade fundada em 1948 e que existe até os dias de hoje. Contudo, apesar de ter compreendido o grosso da técnica por meio de esses seus estudos, Wrightson afirma que foram as HQs da EC Comics seus verdadeiros professores.

Ele começou a trabalhar como ilustrador para o jornal The Baltimore Sun, mas no ano seguinte, após ter a oportunidade de conhecer pessoalmente Frank Frazetta, sentiu-se inclinado a trocar de área. Em 1968, levou seus trabalhos para a DC Comics e impressionou bastante o editor Dick Giordano, que lhe deu uma chance com a edição House of Mystery #179. Seu trabalho foi muito bem aceito e a partir de então, começou a produzir esporadicamente edições tanto para a DC, quanto para a Marvel.

Em 1971, veio o primeiro grande momento de sua carreira, quando criou ao lado do escritor Len Wein, o Monstro do Pântano (trabalho que lhe valeu diversos prêmios). Ao longo dos anos seguintes, trabalhou para diversas editoras diferentes, mas sempre manteve o pé na DC Comics, onde ilustrou dezenas de capas e a emblemática série O Culto, com argumentos de Jim Starlin.

Na Marvel, o destaque vai para as Graphic Novels Marandi, estrelada pelo Homem-Aranha e Hulk & Coisa, novamente com Starlin, além de séries com Justiceiro, edições do Rei Kull e muitas outras capas (sua especialidade).

Outros trabalhos seus de destaque incluem a revista Creepy e história de Vampirella para a Warren, Masters of the Macabre para a Pacific e Tarzan Le Monstre para a Dark Horse. A maior parte de seu material permanece inédito no Brasil, inclusive aquela que é considerada a sua obra prima, a Graphic Novel Frankenstein, que adapta o texto original de Mary Shelley.

Com vocês, uma galeria que homenageia um dos maiores desenhistas de horror de todos os tempos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Esse cara é absolutamente genial.

    Sonho em ter a versão encadernada do Frankestein com as ilustrações dele, e sonho mais ainda em ver isso publicado por aqui. A última coisa que li com desenhos do Wrightson foi aquela minissérie BATMAN vs. ALIENS, com roteiro do Ron Marz (de 1997, antiga já).

    Mesmo numa HQ simples como essa, o cara dá um show na arte, ainda mais em cenários e espaços abertos.