Vermes da Terra: Uma Obra Prima da Arte Sequencial

Vermes da Terra é um conto de Robert E. Howard (criador do Conan) e protagonizado por Bran Mak Morn, o último rei dos pictos.

Assim como fez com diversos povos em suas histórias (incluindo os cimérios), Howard criou a sua própria versão romantizada do povo picto e o incluiu na mitologia do universo que desenvolvera. A trama é relativamente simples; após testemunhar a crucificação de um amigo pelos romanos, Mak Morn jura vingança contra o mandante da execução, o governador romano Titus Sulla. Para levar sua empreita a cabo, ele busca auxílio nas forças das trevas e contata os Vermes da Terra, na verdade uma raça de criaturas outrora humanas, que seu próprio povo havia banido para as profundezas séculos atrás.

O estilo brutal de Howard está aqui em sua melhor forma, criando um misto de aventura épica no melhor estilo espada e feitiçaria (gênero que ele próprio criou), com conto de terror. A história foi publicada pela primeira vez em novembro de 1932, na revista Weird Tales e hoje é considerada uma das grandes obras primas do escritor.

Na década de 70, seguindo de perto o sucesso de Conan, a Marvel começou a adaptar outros personagens bárbaros criados pelo escritor para suas revistas. Vermes da Terra foi lançada em duas partes, em The Savage Sword of Conan #16 e #17 (no Brasil A Espada Selvagem de Conan #27 e #28. Escrita por Roy Thomas e desenhada por Tim Conrad e Barry Smith, a história foi rapidamente aclamada por público e crítica.

Do inusitado personagem central que em nada corresponde ao estereótipo de herói, à forte temática (um conto de vingança no qual Bran Mak Morn faz um pacto com seres das trevas para obter sua vingança), tudo nesta aventura funciona, o que faz dela um dos grandes momentos da publicação de HQ dos anos 70.

Uma curiosidade é que Howard concebeu as histórias do picto criando um link entre seu universo e o de outro grande escritor contemporâneo (e amigo seu), H. P. Lovecraft, criador do Necronomicon (o livro de sangue) e os mitos de Cthulhu. O nome do deus marinho Dagon, por exemplo, é citado na aventura.

O conto Vermes da Terra jamais foi publicado no Brasil, assim como a maior parte dos escritos de Howard – o que é um crime, pois trata-se de um dos grandes nomes da Literatura Norte-Americana e cujos trabalhos, inclusive, já encontram-se em domínio público.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Olá, apesar deste post ser de 2010 irei mencionar que o conto ‘Vermes da Terra’ foi sim publicado no Brasil efetivamente na ‘Espada Selvagem de Conan o Bárbaro’ Nº 27 e 28 respectivamente (eu as tenho) e também tem todas em arquivo PDF para download na web!

  2. Vermes da terra é um classico em quadrinhos, gostei da edição em cores, mas vi pela primeira vez em p&b na espada selvagem de Conan e a primeira impressão é a que fica.. excelente texto, grande abraço!!