Minha Estante #27 – Natalia Cristine

Olá, leitores!

É com muita satisfação que apresentamos a primeira Minha Estante protagonizada por uma garota!

Isso mesmo, depois de vinte e seis entrevistas com marmanjos barbados mostrando suas coleções de quadrinhos, chegou a vez de uma dama contar mais sobre esse hobby que tanto nos agrada.

Conheçam a simpaticíssima Natalia e sua organizada coleção de quadrinhos em 3, 2, 1…

Olá, Natália! Obrigado por topar essa entrevista! Saiba que você é a primeira mulher a figurar nessa coluna.

Obrigada pelo convite! Espero que eu consiga incentivar outras mulheres a também apresentarem suas coleções. A minha não é tão grandiosa quanto à de muitos que conheci aqui nesta coluna, no entanto, sejam bem vindos a minha ‘Nat-Caverna’!

Para começar gostaria que você se apresentasse aos nossos leitores.

Eu sou Natalia Cristine, formada em Cinema de Animação, trabalho como Animadora 2D/3D e Ilustradora. Nas horas vagas gosto de tocar violão, flauta e cantar! Além de colecionar quadrinhos, também cultivo uma pequena coleção de videogames, discos e caixas-de-fósforos.

Que legal! Aproveite o espaço e faça uma auto-propaganda, tem algum blog, site ou trabalho que queira mostrar aos nossos leitores?

Sim, segue aqui um link com alguns desenhos que faço.

Adoraria compartilhar com vocês também um trabalho que já rendeu alguns prêmios em festivais de cinema: O filme Cafeka que fiz com uma galera criativa que eu gosto muito lá na Alopra Estúdio de Porto Alegre (um dos 10 estúdios que tive a oportunidade de trabalhar como freelancer enquanto morei no Sul). Foi adorável fazer parte desse curta-metragem como animadora e diretora. Apesar do trabalho que deu, valeu pelo ótimo retorno que ele está recebendo. Utilizamos duas técnicas: animação 2D tradicional e stop-motion. Cada desenho foi transferido para os copos com caneta nanquim em técnica de pontilhismo. O nome Cafeka é apenas uma homenagem ao escritor Kafka e surgiu na minha cabeça do nada depois que tudo já estava pronto. A animação não tem nada a ver com a obra do autor, a não ser o fato de os personagens irem se metamorfoseando em outros. A partir desse detalhe, eu resolvi brincar com a palavra Café (o ponto de partida da animação) + Kafka = Cafeka

Assista o Making of.

Outros trabalhos que faço também podem ser vistas no site do estúdio Tag.

Você se lembra da primeira vez que se viu fascinada por uma HQ? Qual foi a história ou revista?

Bom, minha mãe sempre incentivou a leitura de quadrinhos e em nossa casa nunca faltava. Meu irmão Eustáquio, o mais velho dos quatro, colecionava almanaques e revistas da Turma da Mônica. Lembro-me que em 1994, quando eu tinha 8 anos e ele 13, fomos passar as férias no Rio de Janeiro e levamos uma revistinha da Mônica com a capa 3D. Talvez este tenha sido o momento em que fiquei fascinada por uma HQ! Li e reli aquelas histórias mil vezes. Adorava redesenhar os personagens e, naquelas férias, desenhei bastante.

Desde pequena, além de gostar de HQ, também já sabia qual seria minha profissão. Ainda tenho algumas revistinhas que fiz quando criança. A mais duradoura foram As aventuras do Capitão Rock, que comecei aos 12 anos. Nela eu era um dos personagens e tinha quatro amigos: Humberto, Alberto, Gilberto e Roberto. Na história, nós tínhamos uma banda chamada ‘The Bertos’… Bom, não vou explicar o restante porque é muito longa!

A última HQ que fiz foi em 2010, quando criei a Nat-Girl! Ela veio de outro planeta em busca de experiências e missões na Terra. Chegando aqui, ela conheceu muitas pessoas, entre elas um camarada. Os dois acabaram tendo contato físico. Ela só não esperava que fosse transferir todos os seus super poderes para ele ao encostá-lo. Desde então, Nat-Girl só mantinha sua força quando estava perto dele, então decidiram ‘lutar’ juntos. Mas no fim, ele se sentiu poderoso demais. Depois de conseguir roubar toda sua energia, o mocinho revela ser um malvado insensível e abandona Nat-Girl enfraquecida e traumatizada. Então, ela voltou para seu planeta onde, sem poderes, morreu virando poeira cósmica (aconteceu em ‘A morte de Nat-Girl’).  Este foi o fim, mas ainda pretendo voltar com a personagem um dia (‘O retorno de Nat-Girl’).

HQs e desenhos que fiz entre os anos de 96 e 99 (dos 10 aos 13 anos). Os quadrinhos me ajudaram a evoluir no desenho (sou autodidata). Ao observar e redesenhar os personagens, eu aprendia muito.

Quando foi que se transformou de leitora ocasional de quadrinhos para um colecionador aficionado?

Aconteceu aos poucos, sem eu perceber, na verdade. Meu irmão hoje mora em Santa Catarina e deixou para trás as HQs que ele tinha. Dois primos, Willian e Eliseu, também cresceram, mudaram de cidade e deixaram toda coleção de livros/HQs/discos e CDs. Dos meus 12 aos 16 anos, minha tia Nancy, que mora nos EUA, passou a enviar várias revistinhas em inglês para eu e minhas irmãs praticarmos a leitura. Aos 13 anos, às vezes matava as aulas de educação física pra jogar videogame ou tocar baixo Tonante (com som terrível) na casa do Orlando, um amiguinho do colégio. Um belo dia, cheguei na casa dele e seus pais estavam liberando várias HQs e discos. Eu fiz a festa! Depois veio o queridão do Diogo, que também não queria mais saber daquelas HQs de heróis e não sabia o que fazer com elas. Eu resolvi o problema dele aceitando várias pérolas! Sem contar as que eu comprei… E foi assim que comecei a cultivar minha coleção ao longo dos anos: ganhando e comprando aos pouquinhos.

Ao todo, são sete prateleiras. Na última (não dá pra ver) ficam alguns livros que amo, entre eles Conan Doyle e Alan Poe.

No topo de tudo sempre estará meu querido Alex Ross, Star Trek (a família é toda Trekker) e Peanuts! Nesta estante, na segunda prateleira há outras HQs e algumas revistas sobre o assunto.

Nina Logan procurando a HQ da Mulher Gato!

Aqui contém várias mini-séries completas, entre outras histórias.

Discos (a maioria rock 60/70)!

A título de curiosidade, na minha minicoleção de vinil há um disquinho do Superman dos anos 70!

Quantas HQs você tem?

Bom, se comparado com a galera que já apareceu nesta coluna, eu fico bem para trás. Tenho pouco mais de 1.300. Algumas eu pretendo doar, inclusive. Enquanto não aparecem pessoas interessadas, as revistas que leio e não gosto, eu transformo em embrulho de presente! É uma ótima dica, não é? Não compensa ter na estante algo que não curto e nem voltarei a ler.

As HQs que não curto muito ou que estão incompletas ficam na gaveta.

Quais são os principais itens da sua coleção, aquelas séries ou volumes que são as meninas dos olhos de sua estante?

Minha coleção tem, principalmente, quadrinhos de heróis. ‘As meninas dos olhos’ acredito que sejam as edições de número 01! Entre os heróis, meus queridinhos sempre foram os X-men, os quais eu conheci graças ao desenho (meu primeiro contato com eles). Mas minha paixão, desde a infância, é por Charlie Brown e sua turma. Tudo que vejo, se tem o Snoopy ou qualquer um dos personagens, eu compro. Até minha carteira de dinheiro é do Snoopy.

Algumas edições de nº 01.

Star trek, Star trek: The Next generation e Star trek: Deep Space Nine.

Alguns dos quadrinhos em inglês enviados por minha tia dos EUA.

Como você guarda suas revistas e quais técnicas usavam para conservá-las?

Até pouco tempo atrás, algumas revistas estavam empilhadas em uma estante de ferro, outras estavam soltas pela sala e também dentro de gavetas há anos. Fiquei um tempo longe de minha coleção e comprei muita pouca coisa nesse período. Já estava até me desapegando e pensando em doar para um conhecido como presente/surpresa (ele não sabia de minha coleção). Porém, voltando para cidade natal, passei a fazer parte do Clube de Leitores de HQ na Gibiteca Antônio Gobbo (BH/MG), onde conheci pessoas muito bacanas. Daí eu senti a necessidade de organizar o que tinha para compartilhar com os novos amigos leitores. Foi então que tive a ideia de criar um quarto de leitura em um dos cômodos da minha casa. Um belo dia veio à solução: fui comprar ração e consegui uma estante de DVD em uma locadora que também é pet-shop e lan-house, a ‘Pet-Mix’ – um lugar 3 em 1 (sério, essa loja existe! É bem legal! E ainda ganhei alguns pôsteres de filmes). A estante de DVD ficou perfeita no meu ‘Nat-Comic-room’. Agora tudo está mais organizado e acessível!

Soube que você também faz estatuetas sensacionais! Pode mostrar algumas pra gente e contar um pouco sobre isso?

Bom, sensacionais não são! Faço só de brincadeira. Essa mania começou desde nova também. Na sétima série eu comecei a fazer pequenos duendes, magos, bruxas e dragões (influência da temática medieval/gótica do universo de RPG). Ainda guardo uma lata cheia desses bonecos amassados. É meu necrotério de miniaturas. Depois comecei a explorar outros temas: Homem-Aranha, Nosferatu, Spock, Peter Gabriel entre outros. Daí eu descobri que gosto de fazer isso, e hoje em dia, nas horas vagas de ócio, eu brinco de fazer bonecos! Nem sei se faço certo, pois aprendi sozinha. Sempre fiz só para mim, nunca pensei em vender. Porém, recebi recentemente três encomendas de bonecos: Freddie Mercury, Doug Funny e Ken Parker. Quem sabe algum dia eu faça um curso pra aperfeiçoar e vire uma bonequeira?

O necrotério de miniatura antigas.

Alguns modelos com temática musical (quase prontos: Beatles, Pink Floyd – Division Bell, King Crimson, Peter Gabriel, Freddie Mercury e mais Beatles)

Versão antiga do boneco dos Beatles (montável... Não era eficiente, sempre soltava algo).

Atrás dos Beatles está Gentle Giant.

(Edward mãos de tesoura, Superman (baseado no desenho de Alex Ross), Obelix, Asterix, Vingador e Sonic. Preciso de tempo para terminar).

Só quem curte rock progressivo entende essas imagens.

Você tem alguma “mania de colecionador”, seja para guardar, emprestar ou mesmo na hora de comprar?

Não é regra, mas na minha estante eu tento deixar tudo em ordem numérica, data e nome. Há algumas etiquetas indicando a ordem e divisórias também. Se alguém tira algo de lá, eu peço para deixar que eu guarde para ter a certeza que estará no lugar certo. Sempre sei onde está o que quero. Não tenho problemas na hora de emprestar, contanto que me devolvam em bom estado.

Quais são seus quadrinistas favoritos? Se quiser dividir em roteiristas e desenhistas, fique a vontade.

Olha, são muitos, mas serei sucinta e direi meus dois favoritos com os quais eu aprendi muito: Charles Schultz e Alex Ross. São meus heróis!

Meu sonho é conhecer o estúdio do Alex Ross.

Quais foram os últimos quadrinhos que comprou? E qual o último que leu? Gostou?

Meus últimos quadrinhos eu comprei logo depois da reunião do Clube de Leitores de HQ . Fomos todos fazer compras, sempre um indicando algo para o outro!

Eu comprei: Criaturas da Noite do Neil Gaiman;  Corto Maltese – Sob o signo de Capricórnio do Hugo Pratt; coleção da Panini com as melhores histórias do Flash (da década de 40 a 90); e por último, fui convencida que deveria acompanhar essa nova fase do Superman (ilustrada pelo compatriota Eddy Barrows). Não me arrependi!

E o último que li foi Ken Parker – Os Revolucionários, presente do amigo André “Marshall”. Eu gostei muito dessa história! A forma como criam a ficção dentro de um contexto que foi real, faz com que eu acredite que Ken Parker existiu e estou lendo sua biografia.

Últimos quadrinhos que comprei ou ganhei.

Conta ai pra gente quais suas 10 HQs favoritas de todos os tempos.

Não necessariamente nesta ordem:

Qualquer tirinha do Charlie Brown;

Marvels;

Reino do Amanhã;

Blues – Robert Crumb;

Cavaleiro das Trevas;

Ken Parker – Adah;

Watchmen (esse eu li tardiamente, depois do filme ¬¬);

Demolidor- Homem Sem Medo;

The Walking Dead (o qual eu conheci em 2010 graças ao amigo Leo, em Porto Alegre! Ele vivia falando bem dessa HQ. Agora que conheço, queria poder conversar mais com ele sobre…);

Origem dos Super-heróis Marvel nº5 – A História de Magneto;

E uma que conheci no FIQ e recomendo: Valente do Vitor Cafaggi;

Na verdade a lista é bem maior, mas fica assim!

Natália, muito obrigado pela entrevista! Foi um prazer conversar com você. Deixe um recado para os leitores do Pipoca e Nanquim e colecionadores do Brasil.

Espero que vocês tenham gostado de conhecer a minha coleção e reforço o convite para que outras mulheres também se façam mais presentes por aqui! Afinal, HQ não é só para homens!

Aproveito para parabenizar vocês do Pipoca e Nanquim pelo trabalho competente realizado. Hoje em dia é ‘fácil’ criar um site, gravar um podcast/videocast (até eu já fui chamada pra participar de um). No entanto, fazer com a qualidade e com o compromisso que vocês têm, são poucos que fazem! Muito obrigada por me manterem atualizada com o que acontece no mundo do cinema e quadrinhos e pelas ótimas dicas.

Bjeatles para todos!

Dando ‘joinha’ com o polegar torto de tanto jogar videogame. Brincadeira! Isso é genético.

Desenhando rapidamente uma lembrança como agradecimento pelo convite...

...detalhe no ‘NC’ (Nat Cristine) comics .

Desenhando rapidamente uma lembrança como agradecimento pelo convite...

Nós adoramos o desenho! Obrigado, Natália!”]Nós adoramos o desenho! Obrigado, Natália!”]

N.E - Sensacional! Adoramos o presente.

________________________________________________________________________________________

Minha Estante é um espaço pra você, colecionador de HQs, mostrar sua coleção, falar sobre prazeres e vicissitudes desse hobby, conhecer outros aficcionados e proporcionar aquela inveja boa.

Convidamos a todos que possuem belas coleções de quadrinhos a mostrarem elas aqui!

É só mandar um e-mail para [email protected] dizendo alguns detalhes (números de revistas, itens raros e particularidades) que em seguida combinamos a entrevista.

Até a próxima!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Vi muitos títulos, aí, que tinha e perdi em mudanças etc. Chega dá um aperto no coração de lembrar. Todas aquelas edições #01 acima mostradas eu possuía, exceto as dos X-men. Lembro até da tarde em que comprei, com minha mãe, aquela edição do Super-Boy… Não gostava do personagem, mas a revista era muita “bonita” e me chamou atenção. Tb perdi meu “A morte do Superman” e o número #02 de O Retorno do Superman. Que lástima!!!

  2. Pela primeira vez eu li de fato a entrevista inteira, além de só olhar a coleção! =P

    Muito boa a entrevista, parabéns. Mas também né, entrevistar uma moça talentosa assim é fácil! rsrs

    Ela curti HQs, cinema, toyarts, estatuetas, vinis, rock e ainda sabe desenhar pra caramba….vai chover propostas de casamento, eh! rsrs

  3. Olá Natalia, muito boa sua coleção fora o bom gosto musical:-)! Parabéns! O desenho do super ficou duca também! abraços Sérgio Luiz

  4. Adorei a coleção, muito bonita, assim como a dona.

    Tenho hábito de me desfazer de tudo que não gosto também e invejei essa coleção de Star Trek.

    Como funciona as reuniões desse “Clube de Leitores de HQ” Nat?

    Sempre tive curiosidade e vontade de fazer parte de um.

    Parabéns ao “Pipoca e Nanquim” e que tragam mais mulheres pra nossa alegria.

    • Will, sei que a pergunta foi para a Natália mas com sua permissão eu posso te ajudar. Vc mora em BH ou adjacências?

      • Opa! Pode sim Marshall.

        Eu moro em Criciúma – SC, bem longe de BH, infelizmente.

        Mas antigamente, eu fazia parte de um grupo que se reunia pra jogar conversa fora sobre cultura pop.

        Quando ela tocou em clube de leitores, pensei em ficar por dentro pra quem sabe implantar por aqui, seria uma ótima ideia.

        Gostaria então, que você não se atese quanto as atividades exercidas no mesmo.

        Pois aqui sempre colho bons frutos, tanto no site, quanto nos comentários.

        Obrigado desde já.

         

        • Não tem muito segredo. Vc precisa de um local adequado para reuniões e pessoas entusiasmadas. Aqui em BH funciona na Gibiteca Antônio Gobbo. Estabelecemos pautas e datas para os encontros, nos preparamos, sentamos e conversamos. Basicamente é isso. 

        • Ah, legal! Meu irmão que mora em SC tá com um apê aí em Criciúma (ainda não conheço a cidade=)
          Então, como o André já disse, é fácil! Só arrumar algum lugar (pode ser uma gibiteca ou mesmo uma pizzaria…qualquer lugar dá=) e reunir a galera pra conversar sobre!
          Crie um grupo no e-mail ou facebook e por lá vocês estabelecem os temas que serão discutidos!

          Valeu, Will!!
          Abração!!=)

          • Pow! Brigadão Marshall, brigadão Nat o/

            Nat, quando quiseres vir a conhecer a cidade dá um toque, posso ser seu guia turístico xD

            Quem é o teu irmão, ele mora aqui por perto?

            As vezes eu conheço.

            Achei muito simpático da tua parte responder à todos os comentários, isso mostra o prestígio e carinho que você têm com nós leitores do P&N.

            Aqui tem um livraria, onde foca-se em fazer eventos pra divulgar autores de livros da região, vou conversar sobre e ver o que rola.

            Além do que tem um cafezinho da hora. Hehehe!

            Anotado todas as dicas e mais uma vez obrigado.

             

  5. Parabéns ao Pipoca e a Natália que inaugurou a presença feminina com classe e categoria. Bom saber que o clube de leitura da Gibiteca reavivou sua paixão pelos quadrinhos. 

  6. Ô Nat-Girl, eu aceito doações! 

    Sim, eu aceito, principalmente de estatuetas de um certo astro do rock bigodudo e falecido.
    Bwahahahahahaha

    Excelente a entrevista!
    Parabéns a todos os envolvidos!

  7.  só faltou uma coisa querida, colocar seus gibis em plastico seco, um plastico para cada gibi. pra evitar que o tempo, a pó, o ácaro e outros inimigos estraguem sua coleção, um grande abraço!

  8. Excelente trabalho e uma bela coleção, mas o melhor de tudo é ver a Nina Logan procurando a revista da Mulher-Gato 😉

  9. Garota gostar de quadrinhos é coisa de outro mundo.
    As que gostam se escondem demais.
    Minha filha de 6 anos já é leitora/colecionadora/assinante das revistas da turma da mônica desde antes de saber ler. Já tem seus super-heróis favoritos e até vilões. Um barato que, sem pieguice ou sentimentalismo, enchem meus olhos de lágrimas. Pego um gibi pra ler e ela pega o dela e senta ao meu lado no sofá…Já joga videogame e deixa o kinect de lado pra jogar Street Fighter…
    Bem, mas falando da estante da Natália, gostei da organização (ou tentativa de), dos cubeecraft (tb tenho alguns) e do Nat-Comic-Room. Alguém que tem um quarto só pra quadrinhos tem que ser respeitada. A ilustração do PN ficou jóia.
    Parabéns Natália e aos “amigos” do Pipoca e Nanquim.
    PS.: Faltou fotos da coleção de videogames e caixas de fósforos.

    • Que gracinha!!
      Sua filha deve ser um amorzinho (quero ter uma assim=)!!
      Obrigada! Eu tento ser organizada e os bonequinhos de papel deixa mais bonitinho!!
      O ‘Nat-comic-room’ era o quarto de hóspede, heheh…agora quem dorme lá em casa, pode ler antes de dormir!=)

      Ah, se quiser, depois te mostro uma foto de meus games e as caixinhas de fósforos!=)

      Abração pra você e sua filhota!!

  10. Simplesmente, o sonho de namorada de qlqr cara que se julgue minimamente nerd. Amo minha namorada, mas custei para fazer ela ler “Daytripper”, ela diz que adorou, mas eu tenho minhas dúvidas, afinal ela dormiu no meio da leitura…
    Imagina uma namorada dessas ?? 
    É muito para minha cabeça!!! Perfeição de mais. hhahaha

    • Ah! Ela deve ter gostado sim!
      Eu também já dormi lendo algumas coisas, mas não quer dizer que não gostei…só estava com sono=)
      E não existe ninguém perfeito nesse mundo!! =/
      Eu sou cheia de erro de fabricação =)

      Bjeatles, Rafa!!=)
      Valeu!!!

  11. Uauuu!!! Com todo o respeito do mundo, a Natália é o sonho de namorada que todos os nerds querem ter.

    A coleção de HQs é linda e muito bem organizada e ela é muito Talentosa. 

  12. Acho bacana mulheres que curtem quadrinhos. Melhor ainda é quando a garota que gosta é sua namorada, pensando bem, sou mais sortudo do que imaginava. 

    • Ah, que bom! sua namorada também gosta de quadrinhos? fala pra ela aparecer por aqui também.

      • Rsrs, Natalia, a namorada em questão sou eu.
        Achei sua coleção FAN-TÁS-TI-CA. Parabéns!
        Gosto pra caramba de quadrinhos, comecei com a Turma da Mônica, antes mesmo de saber ler, rsrs…tenho incontáveis exemplares, que infelizmente não estão organizados pela falta de espaço. Quando ainda tinha espaço pra eles, eu também fazia como você: colocava plaquinhas com o nome dos personagens (Cebolinha, Mônica…) e organizava por números. Hoje, como brinco, deve ter HQ até no banheiro, rsrs…mas ainda pretendo organizá-las.
        Também adoro videogame, desenhar, já toquei violão (ou tentei, rsrs) e tenho algumas coleções, rsrsrs.

        • Ei Ana! Legal que apareceu por aqui!!=) Então, como viu, minha campanha para que outras garotas compartilhem suas coleções é grande!! A minha também não estava organizada. Mas, se conseguir uma estante de DVD, facilitará sua vida (e não ocupa espaço porque é fininha=). Daí, quando organizar, mande fotos para apreciarmos! Sempre bom a troca de figurinhas!!
          Bjeatles pra você!!
          (e não deixe HQ no banheiro porque lá é úmido demais!! Elas irão empenar ¬¬)

          • Ei, sempre apareço aqui no PN! Mas, na maioria das vezes só observo, rsrs.
            Estou querendo mesmo comprar uma estante, ou algo do tipo, pra organizar tudo, dá dó ver cada coisa “espremida” em um lugar, e no fim, nem sei o que tenho direito, rs.Ahh, fique tranquila, a parte do banheiro é só uma piadinha que costumo fazer. rsrs!Bjokas =* 

  13. Olá galera!
    Fico feliz que tenham gostado de minha coleção.
    Ainda faltam alguns itens importantes. Mas isso eu vou conquistando aos poucos.
    Gostaria de responder todos os comentários, no entanto estou trabalhando agora.
    Quando eu tiver tempo, farei isso,ok?!
    =)

  14. A moça tem muito bom gosto, só falta ser fã de café. Coleção organizada é uma dessa, meus parabéns!

    Logo, logo mando postar a minha aqui, mas preciso de um mínimo de organização!

    • Obrigada, André!
      Sim, eu curto café, mas sem ser viciada!¬¬
      Será legal ver a sua coleção aqui!
      Essa é uma de minhas colunas favoritas aqui no ‘Pipoca e Nanquim’ e para mim foi uma honra participar!

  15. Rapaz, se não fosse casado te pedia em casamento agora! Gata e colecionadora de quadrinhos… Putz! Só íamos precisar de outro cômodo para abrigar as duas coleções… rsrs

    E que trabalheira pra fazer o Cafeka, hein? Ficou muito bacana.

    Parabéns ao Pipoca & Nanquim! 
    Agora quero ver manter o nível…

  16. putzgrila… será que algum nerd gordo e fedorento ainda quis prestar atenção nas revistas tendo uma gata aparecendo nas fotos???

    postaram mais fotos de revista do que na mina, pô!!

    bela sacada do blog. poderiam fazer esse ano inteiro só com mulheres (mostrando mais fotos das colecionadoras de preferência)

  17. Que coleção legal Natalia, show de bola mesmo, os formatinhos ficaram bem legais nessa estante.
    É legal ver que meninas também gostam de quadrinhos e provam que são bem organizadas que nós homens.

    • Obrigada, Ulisses!
      Gosto de tudo organizadinho!=)
      Os formatinhos hoje em dia estão meio caros, né?!=/
      Outro dia fui comprar e custava R$8,00. Antigamente se comprava por R$3,00…

  18. Gosta de rock progressivo, quadrinhos, toca instrumentos musicais, tem um trabalho legal e é bonita…Alguem mais pensou em algum tipo de Santo Graal dos colecionadores? kkkk

  19. Paraaabenss Nat, muito boa sua coleção, sempre curti seu trabalho, bom te reencontrar de novo.

    Bjaooo

  20. Que maravilha, como e bom ver uma colecao tao bonita. Estou feliz por ter enviado
    algumas revistas em ingles para voce. Realmente estao em boas maos. Beijao

    • Guardo todas com muito carinho! As revistas que você enviou foram importantes durante uma certa fase de minha vida!!
      Se quiser continuar enviando, hehehe, agradeço demais!!=)
      Grande Abraço! Fico feliz que tenha gostado da entrevista!
      (Saudades)

  21. Olá Natalia… Parabéns pela entrevista e pelo trabalho…até lembrei de algunas revistas do Garfilel de de start trek!!!
    Beijos

  22. uhulllll Naty…. curti muito a entrevista…. ta chovendo elogios ai nos comentários em!! …. beijo amiga 

  23. Muito bacana este espaço.Leio e releio sem cansar.Vou mandar umas fotos da minha coleção quem sabe naõ apareço aí.Abraços.

  24. Garota voce realmente tem uma bela e gigantesca coleção meus parabéns, e além de tudo desenha muito bem! =D