Frank Frazetta – O Maior Ilustrador da História

Não é exagero dizer que Frank Frazetta (1928 – 2010) é o maior ilustrador de todos os tempos. Claro, ilustração é um campo beeeeeem amplo, mas não estamos falando de pinturas, natureza morta e essas coisas. Estamos nos referindo, obviamente, àquilo que gostamos – que é o motivo pelo qual você está lendo este blog.

E por que Frazetta é o maior? Não se trata apenas da palheta de cores maravilhosa que ele usava, do traço selvagem e original ou da técnica fenomenal por ele desenvolvida. Claro que essas coisas são fundamentais, porém no meu entendimento, o mais importante é que ele definiu praticamente tudo o que conhecemos em termos de visual, principalmente nos campos da fantasia, feitiçaria, barbarismo e até um pouco de ficção científica.

Quando assistimos hoje ao filme O Senhor dos Aneís e vemos o visual do Gollum, fica difícil imaginar que quando Tolkien escreveu sua obra seminal, esse visual só existia na cabeça dos leitores. Foi a pintura de Frazetta quem o definiu da maneira como todos o conhecem hoje, assim como os Cavaleiros Negros e outros personagens. Suas pinturas para Tarzan e John Carter também trouxeram uma nova vida aos personagens de Burroughs, isso sem contar as imagens de Conan, que tornaram o ilustrador famoso. Imagine que antes dele, o visual de Espada e Feitiçaria não existia. O Conan que aparecia nas capas dos livros desde a década de 30 do século passado chega a despertar risos hoje. Frazetta foi o primeiro a compreender o mundo criado por Robert E. Howard, assim como foi o primeiro a compreender os mundos de Tolkien.

Suas ilustrações bebem na fonte de grandes pintores do final dos séculos XVIII e XIX, que retratavam lendas mitológicas (como Fussli), porém deram um passo além. Sem a visão deste grande ilustrador, RPG provavelmente não existiria, filmes como Conan e o Senhor dos Anéis teriam um visual completamente diferente e nós teríamos sido privados de toda uma geração de artistas que veio após o mestre, influenciados por sua arte, como Norem, Boris, Jusko, Julie Bell, Renato Casaro, Bob Larkin e Ken Kelly.

Quando Frazetta faleceu em 2010, o mundo da ilustração sofreu uma perda irreparável. Este post tardio é meu tributo a este homem notável, dono de uma das visões mais geniais da história.

Deixe uma resposta

  1. Phoooooooda!

    É curioso, já conhecia uma porção dessas ilustrações sem saber de quem era…

    Arte incrível! As figuras femininas, os seres sobrenaturais… é como você disse: esse cara conseguiu compreender os mundos de Robert. E. Howard e Tolkien!!!

    Parabéns por toda essa série de matérias sobre os ilustradores. Muuuito bom!

  2. Sempre que me deparo com suas revistas nas livrarias me espanto com a grandeza das composições e com os detalhes e a imaginação desse grande ilustrador. Realmente ele veio para dizer como seriam as ilustrações fantásticas daqui para frente.
    Sim, Senhor dos Anéis não seria o mesmo sem ele.
    Muito boa postagem!

  3. Frank Frazetta…simplesmente o melhor!!!Suas obras impressionam pela dramaticidade, pela ação, pelo vigor!!!!Sou fã desse mestre!!!